Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PSD disponível a ajudar o Ministro das Finanças a convencer o Primeiro-Ministro a adiar as grandes obras públicas
Deputados do PSD questionaram o Ministro das Finanças sobre as grandes obras públicas e suas consequências, sobre um aumento das retenções de IRS e sobre as medidas de apoio ao empréstimo à habitação própria em permanência por desempregados.

Duarte Pacheco afirmou, esta quarta-feira, que o PSD está disponível para ajudar o Ministro das Finanças a convencer o Primeiro-Ministro que o caminho a seguir é o de adiamento das grandes obras públicas. O social-democrata lembrou que o Ministro Teixeira dos Santos já mostrou a sua preocupação com estes investimentos e por isso assegurou o apoio do PSD. “Diga o que é precisa pois nós estaremos ao lado do Ministro das Finanças para convencer o Primeiro-Ministro que as suas teimosias e obsessões não podem por em causa os interesses nacionais”, afirmou.

Durante a audição do Ministro de Estado e das Finanças na Comissão de Orçamento e Finanças, Duarte Pacheco recordou que o que está em questão são investimentos que “comprometem o futuro” do nosso país. Na opinião do deputado o Governo não pode “dar sinais contraditórios aos mercados e aos portugueses”. “Não podemos exigir sacrifícios aos cidadãos e manter uma teimosia na manutenção e avanço dos grandes investimentos públicos”, acrescentou.

O social-democrata admitiu que o “país vive uma situação difícil, em que todos os indicadores apontam sinais de preocupação” e que foi com o objectivo de inverter esta situação que o PSD apresentou várias medidas. E por isso, congratulou-se com o facto de, apesar das contradições entre o Ministro da Economia e o Primeiro-Ministro, o Governo mostrar disponibilidade para aplicar as medidas propostas pelos sociais-democratas.

De seguida, interveio o deputado José Matos Rosa. O social-democrata fez referência a notícias que dão conta que o Governo está a preparar ou equacionar um aumento das percentagens de retenção mensal de IRS e questionou o ministro sobre a veracidade das mesmas. Na opinião do deputado, este aumento resultaria numa diminuição dos rendimentos disponíveis das famílias e num encaixe maior de impostos por parte do Governo.

Cristóvão Crespo, por sua vez, centrou a sua intervenção nas medidas adoptadas pelo Governo para apoiar as famílias atingidas pelo desemprego que tenham contraído crédito para habitação própria permanente. O social-democrata recordou que em Maio de 2009 o Governo instituiu uma moratória que alargou o prazo até ao final deste ano mas não alargou a verba disponível. Segundo Cristóvão Crespo, a 7 meses do final do prazo, a verba disponível está-se a esgotar e, como tal, o deputado quis saber qual será o procedimento a adoptar pelo Ministério, num momento em que muitos portugueses vivem uma “situação dramática”.

05-05-2010 Partilhar Recomendar
Cristóvão Crespo questiona Ministro das Finanças sobre apoios às famílias afectadas pelo desemprego que tenham contraído créditos para aquisição de habitação própria permanente
Matos Rosa questiona Teixeira dos Santos sobre alterações à tabelas de retenção na fonte (IRS)
04-07-2019
Governo transpõe diretivas europeias fora de prazo e sem os pareceres das entidades especializadas
    Inês Domingos fala em desrespeito pelo Parlamento.
03-07-2019
Maioria parlamentar trata as matérias relevantes “de forma avulsa”
    Cristóvão Crespo censura a política fiscal do governo e fala numa estratégia “colada com cuspo”.
02-07-2019
20 países da União Europeia cresceram mais do que Portugal em 2018
    Apontando vários exemplos do falhanço governativo do PS, Inês Domingos adiantou que é tempo de “escolher uma alternativa reformista”.
19-06-2019
Governo das esquerdas é “forte com os fracos e fraco com os fortes”
    António Leitão Amaro fala numa “carga fiscal máxima para serviços e investimento público no mínimo”.
19-06-2019
Virgílio Macedo acusa a Autoridade Tributária de ter realizado um “arrastão fiscal”
    O deputado considera que as ações de cobrança de impostos na estrada “só aprofundam o sentimento de perseguição tributária dos contribuintes".
19-06-2019
PSD critica desproporção da atuação do Estado em relação à cobrança de dívidas
    Inês Domingos recordou que ao mesmo tempo que se faziam ações de cobrança de impostos na estrada, o PS votava contra a divulgação da lista dos grandes devedores à banca.
19-06-2019
Relação criada entre o governo e os contribuintes é marcada pela deslealdade
    Cristóvão Norte fala num executivo que “esconde, dissimula e anestesia os portugueses”.
12-06-2019
“É caótica e intolerável a excessiva demora deste governo na atribuição das pensões por reforma”
    Leonel Costa alertou para as graves consequências destes atrasos.
12-06-2019
“Em 2017 foi escrita uma das páginas mais negras da história recente de Portugal”
    No debate da Conta Geral do Estado de 2017, Cristóvão Crespo afirmou que “a política de cativações traduziu-se na ausência do Estado”.
07-06-2019
Governo “quer criar um pântano na supervisão”
    Inês Domingos acusou o executivo de “atacar de forma inusitada a independência dos reguladores do setor financeiro”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas