Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PSD pede ao Governo e ao PS que “deixem em paz” a poupança dos portugueses
Álvaro Almeida frisa que “é o bem-estar e o futuro dos portugueses que está em causa”.
O PSD apelou ao Governo e ao PS que “deixem em paz” a poupança dos portugueses e a estabilidade do sistema financeiro, reiterando a oposição do partido a qualquer proposta de englobamento de todos os rendimentos.
Numa declaração política na Assembleia da República, esta quarta-feira, Álvaro Almeida retomou o tema que o presidente do partido, Rui Rio, já tinha abordado no último debate quinzenal com o primeiro-ministro, António Costa.
“A poupança das famílias está em níveis historicamente baixos. Em 2017 e 2018 as famílias portuguesas pouparam menos de 7% do seu rendimento disponível, o que já não acontecia desde o início dos anos 60 do século passado. Nos últimos 25 anos, a taxa de poupança das famílias caiu para menos de metade. Esta tendência é preocupante porque sem poupança não há investimento; sem investimento não há crescimento económico; e sem crescimento económico não é possível melhorar de forma sustentável o bem-estar dos portugueses”, alertou.
No entender do social-democrata, quebrar com este crescimento medíocre tem de ser a prioridade. “O fraco crescimento da economia portuguesa resulta de graves problemas estruturais de competitividade, que tem múltiplas causas. Mas todas essas causas partilham um fator comum: a sua ultrapassagem exige investimento. Não há alternativa: só poderemos crescer mais se investirmos mais e melhor”.
“Sem poupança interna ou não há investimento ou esse investimento implica divida externa que, mais cedo ou mais tarde, acaba na bancarrota e implica chamar a ‘troika’”, alertou.
Álvaro Almeida salientou que o PSD defendeu no seu programa um conjunto de medidas para “aliviar a carga fiscal e promover a poupança das famílias”, como a redução do IRS, mais benefícios para os Planos de Poupança Reforma ou a penalização fiscal do crédito ao consumo.
“É também por essa razão que o PSD estará contra qualquer proposta de englobamento dos capitais em sede do IRS, tal significará um aumento da taxa efetiva de impostos para muitos contribuintes, sobretudo para os que têm pequenas e médias poupanças”, defendeu.
“Deixem em paz a poupança dos portugueses que trabalharam uma vida, deixem em paz a estabilidade do sistema financeiro, é o bem-estar e o futuro dos portugueses que está em causa”, apelou o social-democrata.

04-12-2019 Partilhar Recomendar
14-02-2020
Alberto Fonseca critica atraso do governo na transposição de diretivas comunitárias
    O deputado sublinhou a importância destas diretivas para a competitividade da nossa economia, área que tem sido esquecida pelo “cativador” Mário Centeno.
14-02-2020
Eduardo Teixeira: onde está a proposta que o PS defendeu para a criação de um Conselho Nacional dos Supervisores?
    O deputado questionou aos socialistas se estão à espera da ida de Mário Centeno para a supervisão.
12-02-2020
PSD aguarda com paciência a indicação do governo para Governador do Banco de Portugal
    Duarte Pacheco recorda que o indigitado terá de ser ouvido no Parlamento.
11-12-2019
A defesa do ambiente e dos consumidores faz-se a par com a defesa da inovação, da investigação e da economia
    Márcia Passos adianta para o PSD esse equilíbrio é fundamental.
27-11-2019
Rui Rio: “Portugal precisa de menos impostos”
   
21-11-2019
Isabel Lopes defende que a transformação digital pode reduzir as assimetrias do território
    A deputada considera que esta “é uma oportunidade que tem de ser aproveitada para servir o País e as suas populações”.
20-11-2019
“Foram transferidos 30 mil milhões de euros para offshores nos últimos 3 anos”
    Carlos Silva questionou onde andam agora os “megafones da esquerda parlamentar”.
14-11-2019
Grupo Parlamentar do PSD elegeu Coordenadores e Vice-coordenadores
   
07-11-2019
PSD assume a presidência de cinco comissões parlamentares permanentes
    Luís Marques Guedes, António Topa, Firmino Marques, Pedro Roque e Fernando Ruas são os nomes indicados pelos sociais-democratas.
30-10-2019
Paulo Rios de Oliveira: Portugal apresenta um crescimento económico “miserável”
    O deputado culpa o governo e defende uma efetiva descida de impostos e uma aposta no investimento.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas