Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Álvaro Batista: “com o governo das esquerdas 1 em cada 4 trabalhadores são precários”
O social-democrata referiu-se à consciência pesada das esquerdas que prometeram reduzir a precariedade laboral e fizeram precisamente o contrário.
No debate sobre a regulamentação do trabalho em Call Center, agendado pelo PS, Álvaro Batista sublinhou que este é mais um debate motivado pela consciência pesada do PS e da esquerda radical. Consciência pesada das esquerdas porque, tendo prometido reduzir a precariedade laboral, fizeram precisamente o contrário. Hoje há em Portugal quase 900.000 trabalhadores precários, mais 73.000 do que em 2011, quando a Troica chegou ao nosso país. Com o governo das esquerdas 1 em cada 4 trabalhadores portugueses são precários. Consciência pesada porque há hoje nos call center mais de 80.000 trabalhadores, quase todos precários, que se queixam de condições de trabalho insalubres, queixam-se de falta de fiscalização, queixam-se que o atual governo não fez nada por eles. Queixam-se trabalhadores e sindicatos da falta de ergonomia, de assédio moral, de instalações insalubres, de problemas respiratórios, de dificuldades auditivas, de elevados índices de depressão, de problemas na visão e nas cordas vocais”.
De seguida, o social-democrata acusou o PS e a esquerda-radical de procurarem enganar os trabalhadores. “Enganá-los com promessas de estudos e conselhos ao ministério do trabalho. Não sendo os problemas de agora, o governo teve o tempo todo desde o início da legislatura, para estudar os problemas destes trabalhadores. Se não o fizeram, foi porque não quiseram”, sustenta o deputado.
Dirigindo-se às bancadas da esquerda, Álvaro Batista desafiou os deputados a explicarem a estes trabalhadores porque é que só agora é que se lembraram deles. “Expliquem-lhes, já agora, porque é que governando há quase 4 anos, ainda não fizeram nada por estes 80.000 trabalhadores e agora preferem fazer teatros em vez de resolverem os problemas destas pessoas. Hoje já toda a gente sabe que os projetos de resolução não servem para nada se o governo não os quiser cumprir. Toda a gente sabe que quando as esquerdas não sabem ou não querem resolver os problemas, prometem estudá-los”.
A terminar, Álvaro Batista afirmou que estes trabalhadores merecem melhor.
15-03-2019 Partilhar Recomendar
16-04-2015
PS prefere fazer política de casos em vez de política de causas
    José Manuel Canavarro apelou aos socialistas para que recuperem rapidamente a essência do pensamento social.
09-04-2015
Adão Silva saúda “crescimento espetacular” das contribuições para o sistema de segurança social
    O Vice-Presidente da bancada do PSD afirmou que estas contribuições aumentaram 154 milhões de euros.
07-04-2015
Deputados do PSD "traçam" retrato do concelho de Abrantes
    Os sociais-democratas fizeram um conjunto de visitas a empresas e instituições da cidade.
12-02-2015
Ao empenho do Governo e dos portugueses a oposição respondeu com moções de censura
    Adão Silva lamentou que os partidos da esquerda não se tenham colocado ao lado dos portugueses.
10-12-2014
PSD apoia Proposta de Lei que regula a proteção social dos tripulantes dos navios registados no Registo Internacional da Madeira
    Pedro Roque destacou as virtuosidades da iniciativa do Governo.
03-12-2014
É com emprego e com uma economia saudável que as pessoas podem exercer em plenitude a sua cidadania
    Mercês Borges realça a importância da aposta do Governo no fomento da economia como forma de combate à pobreza.
03-12-2014
“Quando é que este PS assume a responsabilidade da bancarrota em que deixou o país?”
    A questão foi colocada por Isilda Aguincha no Plenário.
03-12-2014
A educação é uma ferramenta crucial de combate à pobreza e exclusão
    A afirmação foi proferida por Maria José Castelo Branco no Plenário.
03-12-2014
Não reconhecer os erros do passado é um sinal de que o PS não aprendeu nada
    Clara Marques Mendes considera que os socialistas vão voltar a cometer os mesmos erros.
03-12-2014
PS fala muito de pobreza mas não apresenta uma única proposta para a combater
    Arménio Santos confrontou os socialistas com os resultados da sua governação.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas