Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Ricardo Baptista Leite: “a Saúde não é prioridade para este governo”
O deputado alertou que são os doentes que pagam a conta da má governação socialista.
Num discurso sobre o Orçamento do Estado para a área da saúde, Ricardo Baptista Leite começou por se referir à ala pediátrica do Hospital de São João. De acordo com o deputado, em novembro de 2017 este Governo disse ao país que o dinheiro para a construção da nova ala já estava na conta do hospital, à espera de um papel das finanças. “Em abril deste ano, o Governo repetiu que o dinheiro estava disponível, mas até hoje, apesar das múltiplas insistências do PSD, nunca vimos o extrato da conta bancária do Hospital. Tal como não vimos nenhuma obra. E mesmo antes do verão, o Governo prometeu que a situação da ala pediátrica estaria resolvida em duas semanas. Veio agora o Primeiro-Ministro confirmar que nos andaram a enganar durante 2 anos porque agora, afinal, é do Orçamento que depende a realização da obra. Aliás, há cerca de duas semanas surgiu uma luz de esperança quando nesta câmara um deputado socialista afirmou que a obra da ala pediátrica do Hospital de São João seria adjudicada já em janeiro de 2019. Mas depois veio a Ministra. A novíssima Ministra da Saúde que quando foi questionada a semana passada sobre a ala pediátrica, voltou atrás, e disse que não há obra nenhuma nem se compromete com datas. Uma grande salganhada que demonstra que nunca foi uma intenção séria deste governo construir a ala pediátrica. Simplesmente, estas crianças que vivem com cancro não são uma prioridade para o Governo. É tudo só conversa”.
De seguida, o social-democrata revelou que esta forma de proceder do governo foi semelhante no caso do Infarmed. “Depois de tantas e múltiplas promessas, depois de desperdício de tempo e recursos, depois de provocarem o desespero nos funcionários daquele instituto público, o que vemos? Nem um euro do Orçamento para a transferência do Infarmed para o Porto. É tudo só conversa”.
Focando-se na afirmação do Ministro das Finanças de que “a saúde é uma grande aposta deste Orçamento”, Ricardo Baptista Leite desmontou, de seguida, esta afirmação. “Portugal está na cauda dos países da OCDE. Com este Orçamento, a saúde merecerá um investimento de apenas 5,2% do PIB quando a média da OCDE é de 6,5%. Mas pior. Se ficamos mal no comparativo internacional, é inaceitável a forma como a saúde é tratada neste orçamento em comparação com as demais áreas de governação. É que a despesa pública global sobe 3,3% enquanto que a despesa pública na saúde sobe apenas 2,3%. Portanto, se dúvidas houvesse, fica assim claro: a saúde não é prioridade para este governo.”
Ricardo Baptista Leite chamou ainda à atenção para as promessas do Orçamento que, no entender dos portugueses, à boa maneira deste Governo as promessas não serão necessariamente para cumprir.
Depois de alertar para o desinvestimento no sector, para a falta gritante de recursos humanos e para a precariedade, Ricardo Baptista Leite concluiu que as consequências estão à vista de todos: “os serviços de saúde entraram em colapso” e, no final, “são sempre os doentes que pagam a conta da má governação. Pagam com a sua saúde. Os Senhores tudo prometeram e no final pouco ou nada fizeram. É tudo só conversa. O Governo carrega os portugueses com impostos, aumenta a despesa pública, e nem assim a saúde é uma prioridade. Para quem recorre ao Serviço Nacional de Saúde fica apenas o sofrimento e o sentimento de injustiça”, lamentou o deputado.

30-10-2018 Partilhar Recomendar
27-02-2019
“Está demonstrado o fracasso das políticas deste governo também nas matérias da Saúde”
    António Costa Silva contestou os tempos de espera para consultas em Évora.
27-02-2019
“Na Guarda um doente cardíaco só pode estar doente às terças e quintas”
    Carlos Peixoto alerta que nos outros dias não há nenhum médico disponível.
27-02-2019
Manuela Tender acusa o governo de se esquecer da Região de Trás-os-Montes e Alto Douro
    A deputada considera que esta foi uma “legislatura perdida para esta Região”.
27-02-2019
“Governo tem utilizado todos os expedientes possíveis para adiar a resolução de assuntos muito importantes para a Madeira”
    A acusação foi deixada por Sara Madruga da Costa no debate sobre Saúde.
27-02-2019
Saúde: Distrito do Porto “está doente”
    Luís Vales refere que essa é a consequência das políticas do PS, PCP e BE.
27-02-2019
Cristóvão Norte desafia Ministra da Saúde a dar resposta aos problemas dos algarvios
    Caso contrário, o parlamentar entende que o nome da Ministra passará de Temido para “temida”.
27-02-2019
Adão Silva: “o SNS está a andar para trás”
    O deputado elencou um conjunto de dados que comprovam os falhanços da atual governação.
22-02-2019
Ana Oliveira: “o governo virou as costas ao Serviço Nacional de Saúde”
    A deputada enumerou um conjunto de problemas que colocam em evidência as consequências da governação das esquerdas.
21-02-2019
Ministra da Saúde foge às questões sobre o novo Hospital da Madeira
    Os deputados eleitos pela Região acusam o governo de estar a adiar a resposta às questões para fugir às responsabilidades que tem nesta matéria.
20-02-2019
“O PSD tem sido a mãe solteira que verdadeiramente criou o SNS ao longo destes 40 anos”
    Ricardo Baptista Leite recordou que foi o PSD que implementou o SNS por todo o território nacional, que integrou os serviços de saúde materno infantil, que aprovou a lei de Bases da Saúde e que pagou as dívidas deixadas.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas