Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PSD defende uma maior autonomia na contratação de profissionais por parte dos hospitais do SNS
Fátima Ramos rejeitou “o sectarismo ideológico e a visão distorcida da história” de PCP e BE.
O Parlamento apreciou, esta quinta-feira, um conjunto de iniciativas que visam alterar as regras de gestão, funcionamento e contratação das entidades hospitalares do Serviço Nacional de Saúde. Em nome do PSD, Fátima Ramos começou por referir que as iniciativas do Bloco e do PCP “enfermam do radicalismo e da irresponsabilidade habituais nestes partidos. As considerações que fazem, desde logo nas exposições dos motivos, revelam bem o sectarismo ideológico e a visão distorcida da história”.
No que diz respeito à iniciativa do PCP, refere a deputada, que “propõe a receita estatizante habitual: revogação das Parcerias Público-Privadas na saúde e extinção dos hospitais EPE, com a inerente perda de autonomia gestionária daí resultante. Não surpreende, por isso, a hipocrisia política do PCP de se referir a todos os Governos, incluindo o que apoia e suporta, como «os Governos da política de direita»”.
Já o Bloco de Esquerda, adianta a parlamentar, apresenta um projeto a excluir as entidades do SNS do âmbito de aplicação da Lei dos Compromissos. “Dito de outro modo, o Bloco não quer aplicar na saúde uma lei que se destina a combater a acumulação de pagamentos em atraso. Para o Bloco não é grave os hospitais públicos terem 800 milhões de euros de pagamentos em atraso, quase o dobro da dívida existente em 2015. O Bloco esquece que as empresas que fornecem os produtos têm de pagar aos seus trabalhadores e esquece que, se o Estado demora a pagar, essas empresas cobram mais, levam mais caro pelos produtos. Perde o SNS. Perdem as pessoas”.
Em sentido contrário, reconhece a deputada, vai a iniciativa do CDS no sentido de aligeirar a contratação de pessoal. “Passados os difíceis anos da crise, o PSD defende uma maior autonomia na contratação de profissionais por parte dos hospitais do SNS. Mas atenção, essa maior autonomia não quer dizer ausência de controlo e irresponsabilidade financeira. Deve ser enquadrada num planeamento orçamental rigoroso e numa perspetiva desejavelmente plurianual”.
A terminar, Fátima Ramos frisou que o PSD, como partido responsável e reformista, nunca se poderia rever nos princípios e nas soluções legislativas preconizadas por comunistas e bloquistas.

18-10-2018 Partilhar Recomendar
13-05-2019
Cativações e cortes no investimento. “Chama a isto boa gestão das contas públicas?”
    Fernando Negrão acusou António Costa de fazer um “brilharete nas contas” à custa de corte no investimento.
08-05-2019
Cristóvão Crespo questiona governo sobre a falta de cumprimento de Contrato com a Fundação Nossa Senhora da Esperança
    O social-democrata quer esclarecimentos da Ministra da Saúde.
03-05-2019
Procriação Medicamente Assistida: fizemos um trabalho em prol dos casais com problemas de saúde reprodutiva
    Ângela Guerra sublinhou que o que moveu o PSD foi a resolução dos problemas destes casais.
02-05-2019
António Costa “foi cúmplice” da chegada do país à bancarrota
    Fernando Negrão afirmou ter vergonha desse governo socialista que levou o país à bancarrota.
17-04-2019
Deputados do PSD questionam o governo sobre as condições no Hospital de Cantanhede
    Os parlamentares reclamam “melhores condições e meios” para o Hospital Arcebispo João Crisóstomo.
12-04-2019
Centros de Responsabilidade Integrada: governo nada fez nos últimos quatro anos
    Luís Vales defendeu um futuro em que os Centros de Responsabilidade Integrada sejam efetivamente disseminados nos hospitais do SNS como um novo modelo de gestão potenciador de mais valor em saúde.
12-04-2019
“Governo parece cada vez mais desejar o confronto com os profissionais de saúde”
    Ângela Guerra enfatizou que o PSD não pactua com esta visão do governo “que desconsidera os profissionais de saúde”.
28-03-2019
Portugal não tem um Ministério da Saúde, tem um “Ministério da Doença”
    Segundo José de Matos Rosa o governo e os partidos da esquerda estão “a pôr em causa o Serviço Nacional de Saúde”.
28-03-2019
Sara Madruga da Costa desafia o governo a seguir “o bom exemplo da Madeira”
    Em causa o descongelamento das carreiras dos enfermeiros e dos professores.
28-03-2019
Farmácias hospitalares encontram-se numa situação dramática
    Ana Oliveira fala numa rutura de serviços e falta de profissionais.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas