Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Funcionamento dos mecanismos de investigação criminal em Portugal está em risco
Fernando Negrão acusa Governo de “falta de responsabilidade” no combate ao crime grave

O funcionamento dos mecanismos de investigação criminal em Portugal, à luz do modelo em vigor, põe em causa o combate ao crime mais grave alerta Fernando Negrão em pergunta dirigida ao Ministério da Justiça, entregue recentemente na AR.

De acordo com o actual modelo de investigação criminal, em particular no que se refere à criminalidade organizada e violenta, cabe ao ministério Público (MP) a direcção do inquérito e à Polícia Judiciária (PJ) a decisão da prossecução táctica e técnica das investigações numa arquitectura legal que pressupõe um diálogo entre ambos.

Contudo, o Procurador Geral da República (PGR) afirmou recentemente em entrevista ao semanário Expresso que «existem várias cabeças a pensar e o MP não controla» acrescentando que «este tipo de criminalidade é, por norma, da competência exclusiva da PJ» não desmentindo que «a sua “unidade” só delega a investigação à PSP e à GNR». Para além disso, Pinto Monteiro disse que “a PJ já se recusou a fazer investigações” concluindo que «entregar à PJ um processo para o qual não está motivada e cuja informação partiu de outra polícia é condená-la ao abandono».

Para Fernando Negrão estas revelações põem em causa o funcionamento do actual modelo de investigação criminal acusando Governo de “uma total falta de responsabilidade e de capacidade de antecipar a resolução dos problemas que já minam a própria aplicação do quadro legal vigente”.

31-03-2010 Partilhar Recomendar
28-01-2010
PSD foi a “locomotiva” do combate à corrupção
    Carlos Peixoto afirmou, na Assembleia da República, que “o PSD sempre esteve na linha da frente” deste combate.
03-12-2009
“Amplo consenso” em relação à proposta do PSD
    Aguiar-Branco saúda o anúncio da viabilização da Comissão Eventual de combate à corrupção
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas