Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
O PS não tem um propósito para o país e deixou-se levar pela esquerda-radical
Carlos Barros considera que temos “um governo tóxico para o país”.
No debate sobre as reformas antecipadas e as longas carreiras contributivas, Carla Barros questionou a bancada socialista sobre a encenação protagonizada pelos bloquistas. “Que encenação é esta em que temos um partido que apoia esta solução de governo a pedir explicações ao PS? O que é que está a acontecer neste Parlamento hoje, para que o BE, que subscreve juntamente com o PS os compromissos aos portugueses, esteja aqui a apresentar uma série de falhas e a apresentar um cartão vermelho ao PS?”
Segundo a deputada, os bloquistas pretendem aparecer com uma espécie de “alma limpa”, como se não tivessem nada a ver com aquilo que está a acontecer hoje. Contudo, vinca a deputada, o compromisso foi feito de forma conjunta, portanto “quando mentem aos portugueses, mentem de forma conjunta”.
De seguida, Carla Barros destacou que o tema das reformas antecipadas e longas carreiras contributivas é de especial interesse e de extrema importância para o Grupo Parlamentar do PSD. “Estamos a falar de um assunto que tem impacto direto e imediato na vida dos trabalhadores e no dia-a-dia das suas famílias. Reconhecemos que o sistema tem imperfeições que precisam de ser reparadas. Reconhecemos que há uma enorme necessidade de se fazer um debate sério, mas não ao abrigo deste oportunismo político e mediático feito pelo BE”.
No entendimento da deputada, os pensionistas estão à espera de uma resposta de todos os partidos que alimentam esta solução governativa. “Mas nós já não temos ilusões e tenho a certeza que os portugueses também já não. Já passaram quase 3 anos de governo e o que encontramos é um PS sem propósito para o país, sem coragem, que se deixou levar pela esquerda-radical”.
Depois de recordar vários exemplos semelhantes a este, como o caso dos precários que até hoje estão sem resposta, Carla Barros criticou esta forma de fazer política e sublinhou que passado quase 3 anos temos “um governo tóxico para o país”.

11-04-2018 Partilhar Recomendar
28-05-2015
“Foi esta maioria que criou um processo especial de combate aos falsos recibos verdes”
    Num debate sobre precariedade laboral, Joana Barata Lopes acusou a oposição de vender sonhos aos portugueses.
22-05-2015
“Para este Governo e esta maioria é muito importante o funcionamento da ACT”
    Clara Marques Mendes recordou que o Executivo abriu um concurso para a contratação de mais 42 inspetores do trabalho.
22-05-2015
PSD declara apoio à Proposta do Governo que visa dar mais garantias e dignidade ao trabalho exercido nos navios de comércio
    O apoio dos sociais-democratas foi expresso pelo deputado Arménio Santos.
30-04-2015
Em 2015 o desemprego não tem parado de descer e o emprego não tem parado de subir
    Apesar destes dados positivos, Adão Silva lamentou que a nova liderança do PS aposte numa cultura marcada pelo tremendismo e pelo negativismo.
22-04-2015
PS tem vergonha de assumir que defende o plafonamento da Segurança Social
    A acusação foi feita por Adão Silva no Plenário.
16-04-2015
João Figueiredo enaltece o papel das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens
    O deputado frisou ainda que o Governo tem prestado uma especial atenção ao sistema de promoção e proteção.
16-04-2015
PS prefere fazer política de casos em vez de política de causas
    José Manuel Canavarro apelou aos socialistas para que recuperem rapidamente a essência do pensamento social.
09-04-2015
Adão Silva saúda “crescimento espetacular” das contribuições para o sistema de segurança social
    O Vice-Presidente da bancada do PSD afirmou que estas contribuições aumentaram 154 milhões de euros.
07-04-2015
Deputados do PSD "traçam" retrato do concelho de Abrantes
    Os sociais-democratas fizeram um conjunto de visitas a empresas e instituições da cidade.
12-02-2015
Ao empenho do Governo e dos portugueses a oposição respondeu com moções de censura
    Adão Silva lamentou que os partidos da esquerda não se tenham colocado ao lado dos portugueses.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas