Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
CTT: Luís Leite Ramos assinala “falta de pudor” dos socialistas
O deputado sublinhou que “só a falta de vergonha” é que pode levar o PS a acusar o PSD de ter tomado a decisão de privatizar os CTT.
“A falta de memória não é doença rara nos deputados do PS. Rara, raríssima é assunção das responsabilidades por parte dos seus dirigentes, dos seus governantes e dos seus deputados, uma vez que seja, por aquilo que fizeram e fazem”. Foi desta forma que Luís Leite Ramos iniciou a sua intervenção, esta sexta-feira, no debate de iniciativas dos partidos da esquerda sobre o controlo e gestão dos CTT.
Depois de recordar uma notícia de 2010, altura de governação socialista, que dava conta da intenção do governo de privatizar os CTT e de lembrar que o acordo que os socialistas fizeram com a troika previa exatamente isso, o Vice-Presidente da bancada do PSD frisou que “só a falta de vergonha é que pode fazer com que o PS acuse o PSD de ter tomado esta decisão”.
De seguida, o parlamentar recordou que a concessão dos CTT até 2030 está enquadrada num conjunto de obrigações e objetivos que são definidos e acompanhados pelo regulador e pelo governo. “É extraordinário que, 2 anos depois de o governo tomar posse, o senhor deputado venha a este Parlamento apresentar um Projeto que recomenda ao governo aquilo que é a sua obrigação. O que é que fez o governo nestes 2 anos? O governo tem dados do incumprimento dos CTT relativamente ao serviço universal postal e às obrigações no quadro do contrato de concessão? Então porque é que o governo não agiu”, questionou Luís Leite Ramos à bancada do PS, acrescentado que é “esta falta de pudor e de responsabilidade que é a marca de água deste governo e do PS”.
A terminar, o social-democrata frisou que aquilo que o país precisava era que o PS, de uma vez por todas, cuidasse da defesa dos interesses dos portugueses e não passasse o tempo a atirar as responsabilidades para os outros.

15-12-2017 Partilhar Recomendar
07-12-2018
Governo continua a contratar trabalhadores com vínculos precários
    Clara Marques Mendes acusou o governo de continuar a aumentar a precariedade no Estado.
07-12-2018
“Para a esquerda tudo se resume a tentar ganhar mais uns votos”
    Álvaro Batista criticou a “hipocrisia política” dos partidos que adiam para a véspera das eleições a resolução dos problemas dos precários do Estado.
07-12-2018
Precários do Estado: PS, PCP e BE falharam e faltaram à verdade a estes trabalhadores
    Carla Barros lamentou o “tacticismo” e a “encenação” dos partidos da esquerda em torno do PREVPAP.
07-12-2018
PCP aprovou um Orçamento que não continha as verbas para integrar os precários
    Álvaro Batista afirmou não compreender as “juras de amor” do PCP aos precários quando na semana passada os desprezaram.
04-10-2018
“Só fala constantemente do passado quem tem medo do presente e de assumir as responsabilidades”
    Simão Ribeiro desafiou os partidos da esquerda a assumirem as suas responsabilidades pelos problemas nos serviços públicos.
04-10-2018
“O retrato dos serviços públicos é o retrato do caos”
    Pedro do Ó Ramos afirmou que o governo das esquerdas é o “campeão do desinvestimento público e consequente degradação dos serviços”.
04-10-2018
“Os trabalhadores com vínculo precário foram enganados por este governo”
    Carla Barros desmascarou a propaganda do governo em relação à integração de trabalhadores com vínculo precário no Estado.
23-03-2018
Deputadas do PSD visitaram os Espaços Registos do Areeiro e da Expo
    Andreia Neto, Sandra Pereira e Sara Madruga da Costa fizeram-se acompanhar da Direção do Sindicato dos Trabalhadores dos Registos e Notariado.
28-02-2018
"Não abdicamos de representar os portugueses que não se revêm neste governo”
    Santa Casa no Montepio: a nossa posição é muito clara, “somos contra”.
22-02-2018
“O PSD não aceita lições de moral de ninguém em matéria de proteção social dos trabalhadores”
    Carla Barros deixou claro que esta é uma matéria que está no topo das preocupações do PSD.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas