Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Carla Barros considera que o PS devia introduzir uma “lei travão” no BE e no PCP
A deputada alerta que não há garantias de que os direitos que são atribuídos hoje aos trabalhadores possam ser garantidos no futuro.
“Não podemos ficar indiferentes à situação daquele trabalhador que, ainda de madrugada, faça chuva ou faça sol, saí de casa para o exercício de funções, para que, ao amanhecer, as nossas aldeias, vilas e cidades se apresentem limpas e asseadas”. Foi com estas palavras que Carla Barros iniciou a sua intervenção, esta quinta-feira, no debate de duas iniciativas do PCP referentes ao regime de atribuição e montantes dos acréscimos em suplementos e outras compensações que se fundamentem na prestação de trabalho em condições de risco, penosidade e insalubridade.
Sublinhando as divergências do PSD com as iniciativas dos comunistas, a deputada referiu que estas propostas vão criar fortes injustiças e desigualdades entre os trabalhadores, realçando ainda mais o fosso que há entre trabalhadores do privado e do público. Frisando que o PSD não está disponível para agravar estas injustiças, a parlamentar alertou ainda para os impactos orçamentais destas propostas. “O PCP e BE têm apresentado iniciativas que não têm qualquer rigor nem seriedade na questão das contas que apresentam ao país. E estranho perceber que o próprio PS, quando já passam dois anos de governação, ainda não introduziu uma espécie de «lei travão» no BE e no PCP, nestas matérias nas quais não temos garantia nenhuma cujos direitos que são atribuídos hoje aos trabalhadores possam ser garantidos no futuro”, preveniu a social-democrata.
A terminar, Carla Barros deixou o apelo ao governo para que, enquanto entidade patronal destes trabalhadores, possa vigiar e dar maior atenção a estas matérias da higiene, segurança e saúde no trabalho.

26-10-2017 Partilhar Recomendar
21-06-2019
Álvaro Batista: “os serviços públicos estão cada vez pior”
    O deputado lembra que estas são as consequências de uma governação “irresponsável, que toma as medidas sem as ponderar”.
22-02-2019
“CTT: Contrato de Concessão está em vigor e o PSD exige que ele seja cumprido”
    Paulo Rios de Oliveira frisou que os sociais-democratas querem garantias, dos CTT e do regulador, que o Contrato está a ser cumprido.
07-12-2018
Governo continua a contratar trabalhadores com vínculos precários
    Clara Marques Mendes acusou o governo de continuar a aumentar a precariedade no Estado.
07-12-2018
“Para a esquerda tudo se resume a tentar ganhar mais uns votos”
    Álvaro Batista criticou a “hipocrisia política” dos partidos que adiam para a véspera das eleições a resolução dos problemas dos precários do Estado.
07-12-2018
Precários do Estado: PS, PCP e BE falharam e faltaram à verdade a estes trabalhadores
    Carla Barros lamentou o “tacticismo” e a “encenação” dos partidos da esquerda em torno do PREVPAP.
07-12-2018
PCP aprovou um Orçamento que não continha as verbas para integrar os precários
    Álvaro Batista afirmou não compreender as “juras de amor” do PCP aos precários quando na semana passada os desprezaram.
04-10-2018
“Só fala constantemente do passado quem tem medo do presente e de assumir as responsabilidades”
    Simão Ribeiro desafiou os partidos da esquerda a assumirem as suas responsabilidades pelos problemas nos serviços públicos.
04-10-2018
“O retrato dos serviços públicos é o retrato do caos”
    Pedro do Ó Ramos afirmou que o governo das esquerdas é o “campeão do desinvestimento público e consequente degradação dos serviços”.
04-10-2018
“Os trabalhadores com vínculo precário foram enganados por este governo”
    Carla Barros desmascarou a propaganda do governo em relação à integração de trabalhadores com vínculo precário no Estado.
23-03-2018
Deputadas do PSD visitaram os Espaços Registos do Areeiro e da Expo
    Andreia Neto, Sandra Pereira e Sara Madruga da Costa fizeram-se acompanhar da Direção do Sindicato dos Trabalhadores dos Registos e Notariado.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas