Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Mendes Bota reeleito Presidente da Comissão para a Igualdade no Conselho da Europa
O deputado do PSD tem desenvolvido uma intensa actividade no domínio da igualdade de género, dos direitos das mulheres e do combate à violência contra as mulheres e a violência doméstica.

Mendes Bota foi reeleito, por unanimidade, presidente da Comissão para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa.

O social-democrata tem desenvolvido uma intensa actividade no domínio da igualdade de género, dos direitos das mulheres e do combate à violência contra as mulheres e a violência doméstica. Foi nomeado recentemente relator para emissão do parecer obrigatório sobre a proposta de uma Convenção do Conselho da Europa para a Prevenção e o Combate à Violência Contra as Mulheres e a Violência Doméstica, cuja aprovação está prevista para o próximo mês de Maio, em Istambul, a concluir a presidência da Turquia, nesta organização internacional.

Devido ao seu cometimento com estas causas, Mendes Bota é frequentemente orador convidado para falar sobre estas matérias nos mais diversos países da Europa, e até fora dela, na América ou no Médio Oriente, sem esquecer Portugal.

Ainda recentemente, levantou a voz no plenário de Estrasburgo para contestar a aceitação das novas credenciais das delegações parlamentares da Sérvia, do Montenegro e de S. Marino, por as mesmas não respeitarem a regra recente do Regulamente, que obriga a incluir, pelo menos, um representante do sexo sub-representado (leia-se, mulheres) entre os seus lugares efectivos (em vez da remissão para lugares de suplência, como tem acontecido na esmagadora maioria dos casos até agora).

Como resultado dessa contestação, aquelas delegações irão ver o seu direito de voto suspenso até resolverem o problema da representação.

Mendes Bota viu ainda aprovada a sua ideia de criação de um Observatório Europeu das Mulheres Assassinadas, uma estrutura virtual sem custos, que funcionará na órbita da comissão a que preside, e que mobilizará a rede de parlamentares de referência para os assuntos da violência contra as mulheres (um por cada Estado membro do Conselho da Europa) e Organizações Não Governamentais (uma também por cada Estado membro).

A ideia é a de replicar noutros países europeus o modelo que a ONG portuguesa UMAR tem desenvolvido com êxito, na recolha e divulgação de informação quantitativa e qualitativa sobre o número de mulheres assassinadas ou vítimas de tentativas de assassínio com intenção expressa de matar, no âmbito da violência doméstica.

Fazendo a agregação da informação recolhida, a Comissão para a Igualdade divulgará trimestralmente, em cada sessão parlamentar, as tendências à escala europeia, dando-se maior visibilidade a este lamentável fenómeno, sabendo-se que o Conselho da Europa compreende 47 Estados membros, com uma população de cerca de 800 milhões de cidadãos e cidadãs.

Neste sentido, Mendes Bota convidou a presidente da UMAR, Maria José Magalhães, durante o passado mês de Dezembro, em Paris, a expor o projecto português, e o seu “modus operandi”, tendo recolhido uma grande aceitação por parte dos deputados e deputadas presentes.

07-02-2011 Partilhar Recomendar
09-06-2020
Aristides de Sousa Mendes no Panteão Nacional: Se a família aceitar o PSD apoia
    Fernando Ruas expressou o apoio do dos sociais-democratas.
08-06-2020
Todos os atos ou práticas racistas são condenáveis
    Catarina Rocha Ferreira condenou veementemente todos os atos ou práticas racistas que se fundam em discriminações em função da origem racial.
12-12-2019
Sandra Pereira: “o crime de violência doméstica é um drama social”
    A deputada frisa que estamos permanentemente “interpelados a tomar todas e quaisquer medidas para a sua erradicação”.
14-11-2019
Grupo Parlamentar do PSD elegeu Coordenadores e Vice-coordenadores
   
07-11-2019
“A trabalho igual deverá sempre corresponder remuneração igual”
    Sandra Pereira declara que a disparidade salarial entre homens e mulheres representa uma “desigualdade estrutural inaceitável com que o PSD jamais se conformará”.
07-11-2019
PSD assume a presidência de cinco comissões parlamentares permanentes
    Luís Marques Guedes, António Topa, Firmino Marques, Pedro Roque e Fernando Ruas são os nomes indicados pelos sociais-democratas.
30-10-2019
Sandra Pereira diz que Programa do Governo “é uma completa desilusão” em matéria de violência doméstica
    A deputada refere que o Programa “é curto, vago, impreciso, não estabelece objetivos e não apresenta medidas concretas”.
05-04-2019
PSD favorável à revisão global da linguagem utilizada nas convenções internacionais relevantes em matéria de direitos humanos
    Teresa Leal Coelho recordou que esta iniciativa resulta de uma resolução do PSD e enfatizou que os sociais-democratas pretendem ir mais longe nesta matéria.
15-03-2019
PSD quer que o governo incremente medidas que permitam a melhoria da capacidade de resposta a situações de violência doméstica
    Sandra Pereira apresentou o Projeto de Resolução do PSD.
13-03-2019
Sandra Pereira considera que precisamos de 365 dias de luta contra a Violência Doméstica
    A deputada reiterou o desafiou do PSD para que se encontrem respostas eficazes para as vítimas.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
25-09-2020 Sessão Plenária
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas