Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PSD apela à UE para encontrar “solução urgente” para Cabo Delgado
Os deputados do PSD esperam que seja encontrada “uma solução internacional que permita a Moçambique enfrentar os ataques terroristas em Cabo Delgado”.
Os deputados do PSD apelam à União Europeia para que seja encontrada “uma solução internacional que permita a Moçambique enfrentar os ataques terroristas em Cabo Delgado”.  O grupo parlamentar defende que sejam desenvolvidas, “com caráter de urgência, missões de cooperação humanitária”.

No projeto de resolução que deu entrada esta segunda-feira, os deputados social-democratas começam por sublinhar que “a luta contra o terrorismo e a prevenção do extremismo violento têm sido prioridades da União Europeia, em consonância com a Estratégia Mundial contra o Terrorismo e o Plano de Ação para Prevenir o Extremismo Violento, das Nações Unidas”.

Ora, a União Europeia, em meados de abril, referiu que “segue com apreensão o consequente agravamento da situação humanitária em Cabo Delgado, no norte de Moçambique, com uma crescente insegurança das populações locais e a rápida multiplicação do número de deslocados internos”.

O Norte de Moçambique enfrenta, desde 2017, ações terroristas de extremismo violento de grupos jihadistas. Trata-se, segundo o PSD, de um “território extremamente pobre, apesar de ter riquezas naturais enormes, nomeadamente reservas de gás natural que são as maiores de toda a África”.

A situação na província de Cabo Delgado tem sido varrida por “uma onda de terrorismo que acabou com a paz que existia em todas aquelas aldeias de diferentes credos”, que provocou mais de 1000 mortes, mais de 200.000 deslocados e meio milhão de afetados.

Perante a vontade manifestada pelo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, de querer que seja encontrada “uma solução internacional que permita a Moçambique enfrentar os ataques terroristas no norte do país”, para garantir a “defesa da integridade territorial, soberania e defesa das populações”, o PSD entende que é preciso passar das palavras aos atos: “Ora, não basta seguir apenas com apreensão o agravamento da situação humanitária no norte de Moçambique. A comunidade internacional não pode alhear-se desta tragédia humanitária. A pandemia não pode ser desculpa para a União Europeia ou Portugal se desinteressarem da sorte de toda esta população do norte de Moçambique. (…) Os moçambicanos precisam dos portugueses, dos europeus, da comunidade internacional”, insistem.

O PSD lembra que a Política Comum de Segurança e Defesa é um instrumento da União Europeia destinado a enfrentar os desafios decorrentes de conflitos armados, instabilidade política, terrorismo, criminalidade organizada. “Através da Política Comum de Segurança e Defesa, a União destaca missões para preservar a paz, prevenir conflitos e reforçar a segurança internacional, de acordo com os princípios da Carta das Nações Unidas, apoiando iniciativas e atividades de luta contra o terrorismo no continente africano”, refere.

O PSD recomenda ao Governo que:

1) encete, com carácter de urgência, uma ação de sensibilização junto da União Europeia, no sentido de ser encontrada uma solução internacional que permita a Moçambique enfrentar os ataques terroristas em Cabo Delgado, tendo sempre em consideração o profundo respeito pela soberania daquele país;

2) exorte a União Europeia, através do Serviço Europeu para a Ação Externa, no sentido de serem preparadas, com urgência, missões de ajuda humanitária, com o objetivo de promover a paz através de apoio político e económico e de garantir a segurança participando, deste modo, na construção de uma solução de apoio internacional a Moçambique para defesa das suas populações, para defesa da sua integridade territorial, para defesa da sua soberania.

16-07-2020 Partilhar Recomendar
22-07-2020
PSD defende reprogramação dos fundos comunitários
    O grupo parlamentar do PSD considera que a pandemia obriga ao “relançamento da economia nacional”, objetivo que implica o recurso a fundos do Portugal 2020.
21-07-2020
Duarte Marques: “acordo é bom para Portugal”, verbas europeias devem “servir para ajudar as pessoas e as empresas”
    O deputado entende que essas verbas devem ainda servir para “corrigir as assimetrias entre regiões”.
09-07-2020
PSD pretende conhecer a visão estratégica do Governo para a aplicação dos Fundos Europeus
    Isabel Meirelles alerta que “Portugal terá que duplicar a sua capacidade de execução de fundos”.
18-06-2020
Isabel Meirelles teme atrasos na aprovação do Fundo de Recuperação da União Europeia
    No debate preparatório do Conselho Europeu, a deputada mostrou-se preocupada com um possível arrastamento da negociação europeia sobre o Fundo de Recuperação.
08-06-2020
Portugal precisa de uma Europa unida
    Isabel Meirelles critica os comunistas por quererem “sol na eira e chuva no nabal”.
29-04-2020
Isabel Meirelles defende que a resposta europeia a esta crise deve passar o menos possível pelo recurso a empréstimos
    A deputada mostrou-se “relativamente otimista” em relação ao resultado do Conselho Europeu do dia 23 de abril.
22-04-2020
Isabel Meirelles: o próximo Conselho Europeu “é decisivo para o futuro da União Europeia”
    No entender da Vice-Presidente do PSD, mais do que nunca, “na resposta a esta crise joga-se o futuro desta nossa Europa.”
21-04-2020
Conselho da Europa deve continuar a apoiar moral e financeiramente a OMS
    O apelo é deixado por Luís Leite Ramos, deputado do PSD, que é também presidente da Comissão de Assuntos Sociais, Saúde e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa (APCE).
11-03-2020
Alertas do Fórum da Competitividade demonstram fracasso das políticas socialistas
    Isabel Meirelles recorda que o Fórum prevê que em 2024 Portugal passe a ser um dos 4 países mais pobres da União.
26-02-2020
PSD acusa o Governo de errar na estratégia europeia
    Duarte Marques frisa que Portugal não pode aceitar as negociações sobre o Quadro Financeiro para 2021-27.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas