Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Orçamento Plurianual da União Europeia: PSD rejeita cortes na verba destinada a Portugal
Isabel Meirelles quis saber se o Primeiro-Ministro está disponível para recorrer a decisões mais duras, como o veto do Orçamento da União Europeia.
O Parlamento realizou, esta terça-feira, o debate preparatório do Conselho Europeu com a participação do Primeiro-Ministro. Na sua intervenção, Isabel Meirelles recordou que a Cimeira de Beja, subscrita por 15 dos 17 Amigos da Coesão, trouxe a conclusão que o financiamento do Quadro Comunitário 2021-2027 deve manter-se em termos reais ao nível do quadro atual, adiantando a deputada que “o PSD não pode estar mais de acordo, pois é o interesse nacional que está em causa”.
Tendo em conta esta postura, a parlamentar quis saber o que pretende fazer o governo português caso os países mais robustos em termos económicos persistam nas suas propostas que são contrárias às apresentadas pelos Amigos da Coesão. “Pergunto se irá o governo tomar uma decisão mais dura, ao ponto de vetar o Orçamento de longo prazo da União Europeia? É possível fazê-lo”, frisou a deputada, acrescentando a sua preocupação por não ver avanços nas Cimeiras dos Amigos da Coesão. “Eu diria que são mais amigos de ocasião do que da coesão”, ironizou.
De seguida, Isabel Meirelles focou a sua intervenção no Programa Ferrovia 2020, um Programa que foi anunciado em 2016 e quem passados 4 anos, revelam uma “realidade penosa:
  • apenas 11% deste plano está concluído;
  • dos 2,7 mil milhões de euros que iriam supostamente revolucionar os transportes ferroviários, a execução financeira é apenas de 12%;
  • Só 3 dos 20 projetos estão terminados;
O resultado é francamente mau. A Ferrovia 2020 continua descarrilada”.
A terminar, Isabel Meirelles referiu-se às Redes Energéticas Europeias. Dirigindo-se ao Primeiro-Ministro, a parlamentar questionou por que razão o governo deixou cair 30 projetos nacionais da lista de projetos de interesse comum, que incluem infraestruturas de gás, deixando em isolamento o mercado energético português. “Por estas e por outras é que o investimento português fica, pelo 2 ano consecutivo, no último lugar dos 15 países da coesão, inclusive atrás da Grécia”, sentenciou a deputada.

18-02-2020 Partilhar Recomendar
09-05-2012
"Queremos aprofundar o debate europeu com todas as forças políticas e sociais"
    António Rodrigues frisou que o PSD está disponível para o trabalho e acusou os socialistas de preferirem o radicalismo.
09-05-2012
Luís Montenegro apresentou o Projeto de Resolução do PSD para estimular o crescimento e o emprego
    Os sociais-democratas pretendem evitar os erros que nos forçaram, nos últimos 35 anos, a pedir ajuda externa 3 vezes.
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas