Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Resíduos: Governo escolheu uma solução “ilegal, pouco transparente e incorreta”
Bruno Coimbra denunciou as ilegalidades, atropelos e pressões feitas pelo governo.
Bruno Coimbra acusou o governo de, sem consultar a Entidade Reguladora, ter feito um Projeto de Decreto-Lei que lhe permitiria, passando por cima de tudo e de todos, ajustar as tarifas aos benefícios das empresas.
Recordando que o executivo quer alterar o Regime Jurídico dos Sistemas Multimunicipais de Recolha Seletiva de Resíduos, o parlamentar lembrou que o executivo aprovou em julho a alteração em Conselho de Ministros e, perante o veto do Presidente da República, em agosto transformou o Decreto em Despacho. “Despacho esse que considera que é agora a EGF a responsável pelos Biorresíduos. Sem qualquer concurso público, sem as consultas necessárias, mas com uma rapidez notável, em pleno verão e mesmo antes do fim da legislatura. A Entidade Reguladora pediu anulação do despacho. O Governo não respondeu. A ERSAR avançou com participação para o Ministério Público por estarem em causa critérios de transparência e privilégios concorrenciais inexplicáveis. Mais, a ERSAR queixa-se de pressões e de uma intromissão nunca vista de um Governo na ação de uma Entidade Reguladora Independente”.
Bruno Coimbra acusou, de seguida, o executivo de na imprensa se escudar na necessidade de cumprimento de metas e no Contrato de Concessão, “mentindo sobre o direito da EGF a estas atribuições. Mais, o governo diz ter submetido o despacho à consulta de várias entidades, mas é prontamente desmentido por algumas delas. Ao contrário do que o Governo tentou fazer crer, a revisão das bases das concessões dos Sistemas Multimunicipais de Resíduos realizada em 2014 foi clara: a concessão de 2014 não atribui a recolha seletiva da fileira dos biorresíduos à EGF, aliás exclui da concessão esses resíduos”.
Assim, Bruno Coimbra entende que o governo socialista “escolheu uma solução ilegal, pouco transparente e incorreta para com os municípios. Perante o escrutínio prefere distrair as pessoas, associando o tema a contratos anteriores onde estas situações não estão, nem nunca estiveram previstas”.

06-11-2019 Partilhar Recomendar
15-11-2019
Margarida Balseiro Lopes: PSD quer o Governo a cumprir os critérios de silvicultura no âmbito do Plano de Recuperação da Mata Nacional de Leiria
    Projeto de Resolução apresentado pelo PSD.
14-11-2019
Grupo Parlamentar do PSD elegeu Coordenadores e Vice-coordenadores
   
07-11-2019
PSD assume a presidência de cinco comissões parlamentares permanentes
    Luís Marques Guedes, António Topa, Firmino Marques, Pedro Roque e Fernando Ruas são os nomes indicados pelos sociais-democratas.
30-10-2019
Bruno Coimbra: governação recente ficou marcada por “intenções, anúncios e pouca concretização”
    O parlamentar frisa que na área do ambiente é necessária uma governação corajosa.
30-10-2019
Luís Leite Ramos: este não é um Programa do Governo, mas um “catálogo de boas intenções”
    O social-democrata entende que estamos perante um “conjunto de generalidades”.
30-10-2019
Açores: António Ventura elencou o que ficou por fazer nos últimos 4 anos
    O deputado desafiou o governo a passar das palavras à ação.
30-10-2019
Emídio Guerreiro acusa o governo de se comportar como as lojas que aumentam os preços antes dos saldos
    Na base da acusação está a mudança das datas de encerramento das Centrais do Pego e de Sines.
02-07-2019
Lítio: governo preparou um plano nas costas da população
    Liliana Silva acusou o governo de colocar “Portugal à venda”.
18-06-2019
Fernando Negrão acusa António Costa de “não ser um Primeiro-Ministro para o povo”
    O líder parlamentar do PSD destacou ainda a “falta de transparência” do governo no processo de reconstrução das casas atingidas pelos incêndios.
12-06-2019
“A cada minuto 7 mil pontas de cigarro são atiradas para o chão em Portugal”
    Chocada com o número, Berta Cabral enfatizou que “a prevenção é a palavra chave no âmbito da defesa do ambiente”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas