Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Criação do estatuto do antigo combatente “é um verdadeiro dever da Pátria”
Luís Pedro Pimentel enfatizou que este reconhecimento “deve ser inequívoco e abrangente”.
Luís Pedro Pimentel expressou, esta sexta-feira, a concordância do PSD com a criação de um “Estatuto do Antigo Combatente”, algo que os sociais-democratas consideram ser “um verdadeiro dever da Pátria”.
De acordo com o deputado, “este reconhecimento deve ser inequívoco e abrangente, não deixando a possibilidade de ficarem por resolver quaisquer situações passíveis de aqui se enquadrarem, de forma a evitar que no futuro tenhamos a necessidade de estar a mexer novamente neste assunto. O PSD considera que, tendo em conta os serviços prestados por todos os militares em condições de serem abrangidos por esta iniciativa legislativa, o reconhecimento que se faz com a consagração deste Estatuto é um verdadeiro dever da Pátria em relação a todos estes homens e mulheres”.
Segundo Luís Pedro Pimentel, independentemente das avaliações históricas ou políticas que possamos fazer das diversas campanhas militares ou missões em que estes cidadãos participaram, “a verdade é que o fizeram em nome do Estado português e em defesa dos interesses definidos por quem governava Portugal em cada um desses momentos. A criação deste Estatuto, do ponto de vista do GP/PSD, não visa legitimar qualquer campanha militar, mas sim reconhecer o esforço e a dedicação de todos estes homens e mulheres que defenderam o nome de Portugal”.
Contudo, como foi já apontado pela Liga dos Combatentes, o PSD entende que “é importante passar para além das meras intenções, não adiando no tempo a tomada de decisões e prevendo a consagração de novos direitos neste plano. Assim, parece evidente que esta iniciativa, caso não venha a ser melhorada em sede de especialidade, corre o risco de nada acrescentar de concreto ao que já existe para os antigos combatentes ao não prever quaisquer medidas reais que reflitam o apoio e a solidariedade para com estes militares”.
A terminar, Luís Pedro Pimentel reafirmou que o PSD “continua totalmente disponível para continuar a trabalhar no Grupo de Trabalho que especificamente foi criado para este efeito, mostrando-nos assim totalmente empenhados, para de forma construtiva, na especialidade, com as outras forças que têm assento parlamentar e com o Governo, seja possível encontrar um Estatuto para os antigos combatentes o mais consensual possível e que vá ao encontro das aspirações de todas as Associações que representam o universo destes militares”.
07-06-2019 Partilhar Recomendar
08-03-2010
José Luís Arnaut eleito Relator na Assembleia Parlamentar da NATO
    O deputado do PSD será o autor de um Relatório sobre “A NATO e os Países-Contacto”
01-03-2010
Deputados de Santarém denunciam desinvestimento no PIDDAC no distrito
    Deputados desafiam Jorge Lacão a explicar às populações da região a falta de cumprimento de uma da promessa eleitoral relativa à "concessão do Ribatejo"
23-02-2010
PSD questiona Ministro sobre orçamento para a Defesa
    Deputados do PSD levantam dúvida sobre alguns aspectos do Orçamento para o Ministério da Defesa
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas