Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“O combate às alterações climáticas e a descarbonização da economia não se compadecem com narrativas nem propagandas”
Bruno Coimbra lamentou que o governo tenha decidido abrandar o caminho e reverter e afrouxar o ímpeto reformista imposto pelo anterior governo.
“As alterações climáticas são a maior ameaça que enfrentamos e exigem uma revolução comportamental nas nossas escolhas, quotidianas e políticas. A preocupação generalizada dos cidadãos é justificada, as alterações climáticas estão a ter profundos impactos. Perda de biodiversidade, tempestades e cheias, desertificação dos territórios, escassez alimentar, migrações forçadas, avanço do mar, fenómenos extremos que crescem a cada dia. Portugal está na lista dos países que são e serão mais afetados. Este é um combate onde cada opção conta. Um combate para o qual todos somos chamados, mas no qual nós, decisores eleitos, temos particulares responsabilidades”. Estas foram as palavras escolhidas por Bruno Coimbra para iniciar a sua intervenção, esta quarta-feira, no debate sobre o “Combate às Alterações Climáticas: a importância do setor dos Transportes”.
De seguida, o social-democrata sublinhou que o PSD assume o Ambiente como uma prioridade, não só no discurso, mas na consequente ação política. “Sempre assim foi: fomos pioneiros quando na década de 80 colocámos o Ambiente na esfera governativa. Fizemos a diferença, quando ao longo das últimas décadas fomos os responsáveis pelos principais avanços e pela introdução das grandes causas ambientais na agenda política portuguesa. E mais recentemente, na anterior legislatura, responsáveis por um vasto legado – reconhecido nacional e internacionalmente - na implementação de políticas ambientais e de combate às Alterações Climáticas”.
No caminho para a Descarbonização da Economia, Bruno Coimbra recorda que o setor dos transportes e as soluções de mobilidade são de importância absolutamente incontornável. “Por assim entendermos, ligámos o Compromisso para o Crescimento Verde a reformas concretas no setor dos transportes com resultados e melhorias efetivas e evidentes. Foi com a Reforma da Fiscalidade Verde que operámos a mudança também no setor dos transportes. Criámos a taxa de carbono, alterámos as taxas de ISV em função das emissões de carbono, criámos incentivos à mobilidade elétrica para aquisição de veículos elétricos, híbridos plug-in, GPL e GNV, aprovámos a dedução de IVA para veículos turísticos elétricos ou plug-in, incentivámos sistemas de mobilidade partilhada nas empresas, incentivámos abates de viaturas em fim de vida com substituição por veículos elétricos ou híbridos, criámos o ECO.MOB, introduzimos limitação das emissões para veículos do Estado”. Contudo, lamenta o social-democrata, este governo e o Ministro decidiram “abrandar este caminho e reverteram e afrouxaram o ímpeto reformista que estávamos a impor”.
A terminar, Bruno Coimbra declarou que de nada serve vir ao Parlamento pedir desculpas, ou apresentar várias vezes as mesmas medidas e objetivos, mas não dar mostra de avanços na execução das mesmas. “O combate às alterações climáticas e a descarbonização da economia não se compadecem com narrativas nem propagandas. Esta tem de ser uma preocupação de todos. Não pode ser uma preocupação dos cidadãos lá fora, que não encontre eco na ação governativa. Não basta prometer, é preciso concretizar”, rematou o deputado.

05-06-2019 Partilhar Recomendar
19-12-2018
Bruno Coimbra: em matéria ambiental não se pode contar com Os Verdes
    O deputado recorda que o PEV nem conseguiu que o PCP votasse favoravelmente a ratificação do Acordo de Paris.
05-12-2018
José Carlos Barros lamenta “erros de orientação política” do Programa Nacional da Política do Ordenamento do Território
    O deputado criticou a “visão centralista” introduzida pelo governo no Programa.
17-10-2018
PSD quer ouvir o Ministro do Ambiente sobre os riscos das dragagens no rio Sado
    António Costa Silva afirmou que este é um assunto sensível, pois está em causa a biodiversidade e uma atividade económica naquela região.
15-06-2018
“O PSD foi o principal motor das políticas que permitiram uma evolução inegável das boas práticas ambientais”
    Bruno Coimbra frisou que os partidos têm o dever de continuar a atuar em nome das gerações atuais e futuras.
18-05-2018
Cristóvão Norte defende a realização de uma avaliação ao contrato de prospeção e exploração de petróleo de 2007
    O deputado referiu que este é o único contrato que até hoje não foi avaliado.
18-05-2018
Prospeção de petróleo: PS tem proclamado uma coisa e praticado o seu contrário
    José Carlos Barros denunciou a “falta de rigor, transparência e a displicência que têm caracterizado este processo”.
23-03-2018
PSD defende a descontaminação dos solos e aquíferos da Praia da Vitória
    António Ventura apresentou o Projeto de Resolução dos sociais-democratas.
16-03-2018
PSD defende a realização de um estudo de impacto ambiental transfronteiriço relativamente às minas de urânio em Retortillo-Santidad
    Ângela Guerra apresentou a iniciativa dos sociais-democratas.
13-03-2018
PSD recomenda uma atuação de emergência na orla costeira do Algarve
    Os sociais-democratas exigem uma inventariação urgente das situações de risco no litoral algarvio.
21-02-2018
PSD critica passividade do governo em relação às minas de urânio junto à fronteira
    Emília Cerqueira alertou para os impactos ambientais destas minas a céu aberto.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas