Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PSD rejeita o fardo que o governo nos lega de estarmos a caminhar para a cauda da Europa
Emídio Guerreiro recorda que BE, PCP e PEV são cúmplices dos “orçamentos de mentira”.
No debate do último Plano de Estabilidade e Crescimento da legislatura, Emídio Guerreiro considerou que este é um excelente momento para se fazer um balanço do mandato, recuperando as promessas feitas e cruzá-las com os resultados.
Recorda o Vice-Presidente da bancada do PSD que Mário Centeno liderou uma equipa que em 2015 disse aos portugueses que com o PS o crescimento económico seria em 2016, 2,4%, 2017 3,1%, 2018 2,8% e em 2019 2,4%. “Prometeram ainda que a dívida pública estaria em 2019 em 117,8 % do PIB. Este é o ponto de partida para o balanço que se impõe fazer neste debate. Recordo que, infelizmente para os portugueses, não atingiram nenhum destes objetivos. As promessas e as intenções ficaram por cumprir”.
Lembra ainda o parlamentar que o prometido era que tais metas seriam atingidas a partir do aumento do investimento público, do aumento do consumo e das exportações. “Destes 3 eixos aquele que mais dependia da vossa ação era o investimento público. E, neste aspeto, tiveram sempre a ousadia de, em sede de apresentação dos 4 Orçamentos do Estado, prometerem sempre muito. Apresentaram sempre níveis de investimento público superior ao realizado em 2015, mas as execuções ficaram sempre abaixo do executado pelo anterior governo. Prometeram, mas não cumpriram. Anunciaram inúmeros investimentos que ficaram na gaveta. Propaganda muita, mas obra pouca. E tudo isto com a alegre conivência do BE, PCP e PEV que aprovaram esses orçamentos de mentira e que agora reclamam mais investimentos”.
A terminar, Emídio Guerreiro afirmou que apesar deste histórico de metas prometidas e não atingidas, o governo continua no mesmo registo, apontando metas para os próximos anos que são rejeitadas pelas entidades independentes como o Conselho Superior de Finanças Públicas. “Por isso, partilhamos dos receios do senhor Presidente da República e rejeitamos este fardo que o governo nos lega de estarmos a caminhar para a cauda da Europa no crescimento da economia”.

24-04-2019 Partilhar Recomendar
09-05-2019
“Portugal tem hoje a maior carga fiscal de sempre, mas também a despesa fiscal nos máximos de sempre”
    Leonel Costa alerta que com a geringonça o montante de benefícios e isenções fiscais atingiu os 12 mil milhões de euros.
24-04-2019
“Ministro das Finanças tem vergonha de defender o Programa de Estabilidade”
    De acordo com Duarte Pacheco, isso acontece porque este Programa “é uma verdadeira obra de ficção”.
24-04-2019
Maria Luís Albuquerque alerta contra “filmes” do PS que acabam em pântano ou bancarrota
    A deputada alertou que o país já viu “filmes de produção socialista” que acabaram em pântano ou em bancarrota, criticando o caminho económico seguido pelo atual governo.
24-04-2019
Governo tem “falta de visão e ambição” para Portugal
    Margarida Balseiro Lopes lamenta que o Programa de Estabilidade não contenha “uma única referência aos jovens”.
24-04-2019
PCP e BE vão reiterar o apoio à estratégia orçamental do governo
    Inês Domingos considera que estes partidos não poderão continuar a fingir que são oposição.
24-04-2019
Programa de Estabilidade não tem reformas, ambição nem estratégia
    António Costa Silva fala numa gestão a “curtíssimo prazo”.
24-04-2019
Programa de Estabilidade será chumbado pelos portugueses em outubro
    António Leitão Amaro lembra que “o apoio ao PS tem andado como o crescimento”, mês após mês a cair e sempre a ser revisto em baixa.
17-04-2019
PSD desafia todos os partidos para resolver o problema da Segurança Social
    Fernando Negrão frisou que a resolução deste problema não pode continuar a ser adiada.
12-04-2019
Tratado Orçamental: “comunistas não são bons alunos da Europa, são catedráticos”
    Teresa Leal Coelho recordou que o PCP está ao lado da política orçamental do Ministro das Finanças em Portugal e na Europa.
10-04-2019
PS deve um pedido de desculpas aos portugueses
    António Leitão Amaro não compreende que os socialistas estejam “a dormir” e a desaproveitar as boas conjunturas económicas externas.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas