Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PSD apoia alterações ao regime da resolução dos conflitos de jurisdição entre os tribunais judiciais e os tribunais administrativos e fiscais
A posição dos sociais-democratas foi expressa por Andreia Neto.
A Assembleia da República assistiu, esta sexta-feira, ao debate da Proposta de Lei que altera o regime que se encontrava em vigor desde 1931, relativo ao Tribunal de Conflitos.
Em nome do PSD, Andreia Neto começou por afirmar que esclarecer que a intenção desta iniciativa passa por estabelecer o regime de resolução de conflitos que decide se os processos devem ser julgados pelos tribunais judiciais ou pelos tribunais administrativos e fiscais, sempre que nestes se geram dúvidas quanto à jurisdição das questões. “O modelo aqui proposto regula a sua composição, a competência, o funcionamento e o processo perante o Tribunal de Conflitos. A legislação, agora atualizada por força desta proposta, cria um tribunal com membros efetivos e, igualmente, um mecanismo de prevenção de conflitos para a resolução mais rápida dos casos”.
Segundo a deputada, a Proposta de Lei prevê ainda que a composição do Tribunal dos Conflitos passe de seis para três membros e será fixa. Cria ainda “um mecanismo prejudicial para resolução mais célere e vinculativa dos conflitos de jurisdição, ou seja, se um tribunal da ordem judicial ou administrativa receber uma determinada ação e tiver dúvidas sobre a área competente, submete logo de início a questão ao Tribunal dos Conflitos e a pronúncia é vinculativa, evitando assim a multiplicação de intervenções sobre um aspeto que, por vezes funciona apenas como dificuldade de acesso aos tribunais”.
A terminar, Andreia Neto sublinhou que o PSD acredita que estas alterações podem contribuir para mais celeridade e estabilidade, evitando decisões contraditórias. “Assim, o PSD está aqui para apoiar esta alteração hoje proposta, como sempre estará desde que as propostas apareçam e sejam positivas”, sustentou a parlamentar.
05-04-2019 Partilhar Recomendar
07-07-2010
Deputados do PSD questionam Ministro da Justiça
    Teresa Morais e Hugo Velosa colocaram questões relacionadas com o “apagão” do número de crimes com armas de fogo, o sistema prisional e as fugas ao segredo de justiça.
06-07-2010
PSD defende mais transparência nas estatísticas criminais
    Deputados do PSD querem que o Ministério da Administração Interna preste esclarecimentos sobre esta matéria.
30-06-2010
“O programa informático da justiça em vez de resolver problemas tem sido um problema”
    Teresa Morais recordou o recente apagão das estatísticas relativas aos crimes praticados com armas.
28-06-2010
Carlos Peixoto levanta dúvidas sobre as discrepâncias dos valores estimados para a Construção de Estabelecimentos Prisionais
    Social-democrata pediu esclarecimentos ao Ministro da Justiça.
24-06-2010
Jovens deputados realizaram Audiência Pública com Estudantes de Direito e Advogados-Estagiários
    A iniciativa da JSD contou com a presença dos deputados jovens do PSD na Assembleia da República e com Estudantes de Direito e Advogados-Estagiários
15-06-2010
Conselho Superior de Magistratura ouvido na Assembleia da República
    Hugo Velosa colocou um conjunto de questões sobre o segredo de justiça e a prisão preventiva.
14-06-2010
Suspeita de recurso a outsourcing na correcção das provas de acesso ao Centro de Estudos Judiciários levanta dúvidas
    Jorge Bacelar Gouveia pediu esclarecimentos ao Ministro da Justiça sobre esta matéria.
02-06-2010
Conselho Superior do Ministério Público ouvido no Parlamento
    Sociais-democratas colocaram questões sobre o Segredo de justiça, Reforma do Processo Penal e Revisão Constitucional
27-05-2010
PSD dá hipótese ao PS de alterar “aberração jurídica” relativa ao crime continuado
    Em causa está a norma aprovada pelo PS que permite que um indivíduo que cometa vários crimes de violação sobre uma mesma pessoa seja pudido apenas por um crime.
27-05-2010
José Pedro Aguiar-Branco e Fernando Negrão questionam Procurador-Geral da República
    Em causa está o destino dos despachos de arquivamento proferidos no âmbito do processo de acompanhamento «n.º 62/2009 – Livro H», que envolve o Primeiro Ministro. Os deputados querem que as últimas duas respostas dadas pelo Procurador-Geral da República em relação a este processo sejam desclassificadas [foram classificadas como «confidenciais» perante os serviços da Assembleia da República], de modo a que possam ser “integralmente disponibilizadas no respectivo site e estar, desse modo, acessíveis a todos os cidadãos, incluindo os senhores jornalistas”.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas