Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PSD contra impostos europeus: “queremos a nossa autonomia fiscal”
A posição dos sociais-democratas foi reiterada por Cristóvão Norte.
Cristóvão Norte manifestou, esta quinta-feira, a sua admiração por ver o PS, que é o “esteiro de um governo que aumentou 34 impostos”, que bateu todos os recordes de carga fiscal e colocou os portugueses a entregar uma parcela sem precedentes do seu rendimento ao Estado, a não sucumbir, uma vez mais, “à voraz e irresistível tentação de associar-se a uma iniciativa inútil e ineficaz do BE na esperança de que alguma receita se viesse a traduzir”.
No debate do Projeto de Lei do Bloco que visa criar o imposto sobre determinados serviços digitais, ao ver o PS considerar de forma categórica que se trata de um imposto inútil, ineficaz e que a receita era zero, Cristóvão Norte viu o mistério desvendado: “o PS é contra porque a receita seria zero”.
De seguida, o deputado afirmou que não deixa de ser extraordinário que o PS seja contra este imposto em Portugal, ao mesmo tempo que, na Europa, apoia a agenda do Comissário Moscovici, que visa substituir a regra da unanimidade pela regra da maioria e, dessa forma, diminui Portugal e fere a soberania fiscal deste parlamento. Assim, explica o social-democrata, se a proposta que o BE aqui apresenta fosse aprovada no Conselho Europeu contra o voto de Portugal, por uma maioria de países, a posição do PS e do governo português seria irrelevante. “Nós somos contra essa tese, não a subscrevemos. Queremos a nossa autonomia fiscal”, sentenciou o parlamentar.
20-03-2019 Partilhar Recomendar
12-06-2019
“É caótica e intolerável a excessiva demora deste governo na atribuição das pensões por reforma”
    Leonel Costa alertou para as graves consequências destes atrasos.
12-06-2019
“Em 2017 foi escrita uma das páginas mais negras da história recente de Portugal”
    No debate da Conta Geral do Estado de 2017, Cristóvão Crespo afirmou que “a política de cativações traduziu-se na ausência do Estado”.
07-06-2019
Governo “quer criar um pântano na supervisão”
    Inês Domingos acusou o executivo de “atacar de forma inusitada a independência dos reguladores do setor financeiro”.
07-06-2019
Com Sócrates procuraram controlar “o sistema financeiro”, com Costa querem “o assalto completo às entidades independentes”
    Duarte Pacheco considera que o objetivo da alteração à Lei que regula o sistema de Supervisão Financeira é colocar em causa a independência dos reguladores.
29-05-2019
Negociações Europeias: “António Costa deve ter em primeira linha o interesse nacional”
    Rubina Berardo desafiou o Primeiro-Ministro a participar neste debate tendo em primeira linha o “interesse nacional” e não a família política a que pertence.
10-05-2019
Gestão do Fundo de Solidariedade tem sido incompetente, imoral e uma vergonha
    Duarte Marques considera “indigno” que o governo queira ficar com o dinheiro destinado aos municípios afetados pelos incêndios.
10-05-2019
Incêndios: “o governo aproveita-se da desgraça alheia para financiar serviços públicos”
    António Lima Costa afirma que o governo desviou verbas europeias destinadas às zonas afetadas para financiar organismos da administração central sediados em Lisboa.
10-05-2019
Linhas de crédito para a limpeza da floresta foram um “monumental falhanço”
    Segundo Jorge Paulo Oliveira o dinheiro apenas chegou a duas Câmaras Municipais.
10-05-2019
Fundo de Solidariedade Europeu: atitude do Governo foi “vergonhosa, egoísta e imoral”
    António Costa Silva revelou que “mais de metade do montante do Fundo de Solidariedade foi aplicado em despesas que deviam ser assumidas pelo Orçamento do Estado”.
09-05-2019
“Portugal tem hoje a maior carga fiscal de sempre, mas também a despesa fiscal nos máximos de sempre”
    Leonel Costa alerta que com a geringonça o montante de benefícios e isenções fiscais atingiu os 12 mil milhões de euros.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas