Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Ministro da Justiça ouvido em Comissão Parlamentar
Sociais-democratas levantaram questões sobre a morosidade da justiça, prevenção da corrupção e sistemas informáticos da justiça.

Fernando Negrão questionou, terça-feira, Alberto Martins sobre o sistema de justiça português. Durante a Comissão Eventual para o acompanhamento político do fenómeno da corrupção, o social-democrata questionou o Ministro da Justiça sobre o modelo de investigação criminal a fim de saber se a autonomia técnica e táctica da Polícia Judiciária é para continuar a cumprir e respeitar. Relativamente às prioridades da política criminal, Fernando Negrão perguntou se não é possível alterar a lei que consagra o princípio da selectividade, com o objectivo de que o Ministério Público se concentre na grande criminalidade.

De seguida, o deputado concentrou-se nas questões dos sistemas informáticos do Ministério Público. Fernando Negrão lamentou o “estado lamentável” em que se encontram e recordou as declarações do Procurador-Geral da República que alertou para os problemas causados pelas limitações informáticas. Fernando Negrão quis saber qual a atitude que o Governo vai tomar e se o Ministro pensa dotar o Ministério Público de ferramentas informáticas adequadas.

Depois de quastionar se o Governo prevê criar gabinetes de apoio aos magistrados do Ministério Público, Fernando Negrão focou-se na prevenção da corrupção. O social-democrata defende uma aposta forte na prevenção e questionou se o Ministro pretende articular o Conselho de Prevenção da Corrupção com o Ministério da Educação de forma a sensibilizar e educar os jovens, desde cedo, para estas questões.

Seguiram-se as questões de Hugo Velosa. O deputado salientou a necessidade de haver uma relação boa e proveitosa entre o Banco de Portugal e o Ministério Público, o que não tem acontecido, com prejuízo para alguns processos existentes. Hugo Velosa lamentou a ausência de medidas do Ministério da Justiça para acabar com a morosidade da justiça.

Relativamente à prevenção, o social-democrata recordou a proposta de João Cravinho da criação de uma unidade de fiscalização dos grandes negócios em que o Estado intervenha. O deputado disse tratar-se de uma proposta interessante e "realmente preventiva" e questionou sobre a posição do Ministro da Justiça nesta matéria. Hugo Velosa concluiu a sua intervenção procurando saber se Alberto Martins pensa que os problemas da justiça podem ser resolvidos apenas com a introdução de mais meios ou se não será necessário proceder a uma reorganização do sistema judicial.

13-04-2010 Partilhar Recomendar
Hugo Velosa questiona Ministro da Justiça na Comissão Eventual de Combate à Corrupção
28-05-2020
Covid-19: Estabelecimento Prisional de Vale de Judeus não está a cumprir procedimentos de segurança
    Os deputados do PSD pedem esclarecimentos ao Governo sobre o cumprimento das normas da Direção-Geral de Saúde para os reclusos que estão a regressar aos estabelecimentos prisionais.
21-05-2020
“Banalizar a defesa da honra seria desonrar a liberdade”
    Artur Soveral Andrade considera que permitir a difamação, injúria e calúnia não é algo aceitável.
21-05-2020
Justiça: é prioritário o reforço de meios técnicos e humanos para o combate à criminalidade de “colarinho branco”
    Mónica Quintela lembrou que este tipo de criminalidade é cada vez mais sofisticada.
07-05-2020
Setor da justiça deve retomar a sua atividade de forma progressiva e gradual
    Carlos Peixoto refere que essa retoma não pode sacrificar nem a segurança das pessoas nem a fiabilidade das decisões judiciais.
06-05-2020
Alteração ao Estatuto da Ordem dos Advogados é “inteiramente justificada”
    Artur Soveral Andrade manifestou o apoio do PSD a uma iniciativa que visa desbloquear um problema nos Estatuto da Ordem dos Advogados.
06-05-2020
“A violência doméstica é um crime hediondo que merece o mais vivo repúdio”
    Mónica Quintela considera que "o que é preciso para combater a violência doméstica é proteger as vítimas, é dotar os tribunais de recursos humanos, materiais e técnicos necessários que tanta falta fazem e que o governo tem esquecido”.
05-05-2020
Fim de medidas excecionais para reclusos quando terminar a fase de calamidade
    O PSD defende que as medidas excecionais de flexibilização de execução de penas devido à pandemia de covid-19 devem terminar quando o País ultrapassar a situação de calamidade.
29-04-2020
Advogados devem ser contemplados pelos apoios extraordinários prestados aos trabalhadores independentes
    Mónica Quintela mostra-se preocupada com “a precariedade e a situação difícil” dos advogados.
06-04-2020
Covid-19: PSD defende medidas urgentes de apoio a advogados e solicitadores
    O grupo parlamentar do PSD está preocupado com a “total desproteção dos advogados e solicitadores” no quadro das medidas de apoio aos trabalhadores independentes implementadas pelo Governo
31-03-2020
Covid-19: PSD pede clarificação do Governo sobre libertação de reclusos
   
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
02-06-2020 Comissões parlamentares
03-06-2020 Debate quinzenal com o Primeiro-Ministro
03-06-2020 Comissões parlamentares
04-06-2020 Sessão Plenária
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas