Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Funções dos Técnicos Auxiliares de Saúde justificam a existência de uma carreira própria
Miguel Santos afirmou que a reintegração destes profissionais nas carreiras especiais da saúde não pode continuar a ser adiada pelo governo.
No debate da Petição que solicita a regulamentação da carreira de Técnico Auxiliar de Saúde, Miguel Santos recordou que este é um problema com origem em 2008, quando o governo de então resolveu extinguir a carreira dos auxiliares de ação médica e integrar esses profissionais numa carreira geral.
Segundo o parlamentar, a estes trabalhadores compete assegurar todo um conjunto funcional essencial ao bem-estar dos utentes do Sector da Saúde, no cumprimento, com plena autonomia técnica, de tarefas de alimentação, higiene, transporte e conforto, entre outras funções para as quais adquiriram as devidas competências. “Os técnicos auxiliares de saúde exercem funções diferenciadas que, tal como sucede com os demais profissionais de saúde, justificam a existência de uma carreira própria. Trata-se de profissionais cuja reintegração nas carreiras especiais da saúde não pode continuar a ser adiada pelo governo.”
Dirigindo-se à bancada do PS, Miguel Santos lembrou que os socialistas não só criaram o problema, como não o resolveram ao longo destes três anos e meio, apesar de o terem prometido na última campanha eleitoral. “Refira-se o silêncio do governo. Para a elaboração do Relatório sobre esta Petição, o Parlamento solicitou ao governo que se pronunciasse sobre a reposição da carreira. Decorrido mais de meio ano, o governo não respondeu. Portanto, não se comprometeu com uma solução. A única posição que se conhece foi o voto contra do PS à reposição da carreira, aquando da apreciação do Orçamento do Estado para 2019.”
A terminar, Miguel Santos afirmou que estamos perante uma oportunidade histórica de contrição e de reposição de uma questão de justiça. “Este ato de contrição é o que os profissionais e o PSD exigem ao governo e ao PS”, concluiu o parlamentar.
31-01-2019 Partilhar Recomendar
14-06-2019
“O Serviço Nacional de Saúde está doente”
    José de Matos Rosa falou em “quatro anos de degradação, de desinvestimento e de falta de acesso dos utentes”.
14-06-2019
Luís Vales desafia o PS “a preocupar-se com as pessoas e concentrar-se nos gravíssimos problemas do SNS”
    O social-democrata considera que é altura de acabar com o “sectarismo ideológico da extrema-esquerda”.
14-06-2019
Populismo leva o BE a apresentar uma iniciativa já aprovada
    Simão Ribeiro recordou que o fim da cobrança de taxa moderadora nos cuidados de saúde primários já foi aprovado no Grupo de Trabalho da Lei de Bases da Saúde.
12-06-2019
O PS fingiu pretender abrir a farmácia que funcionava no Hospital de Loures
    Ana Oliveira contestou este comportamento e frisou que “a grave situação que o País vive em termos de acesso aos serviços e prestações de saúde só poderá ser ultrapassada com um governo que esteja verdadeiramente ao serviço das pessoas”.
07-06-2019
Deputados do PSD eleitos pela Madeira reúnem com estruturas sindicais dos enfermeiros
    Os parlamentares assinalaram que António Costa “tem maltratado os enfermeiros”.
04-06-2019
Fernando Negrão: não é só discutindo os grandes problemas que os cidadãos se reveem na política
    O Grupo Parlamentar do PSD arrancou com a iniciativa "+Cidadão+Democracia".
30-05-2019
Governo arrastou o SNS para uma “cruel desumanização”
    Cristóvão Norte enumerou um conjunto de consequências da “terrível provação” a que o governo dotou o SNS.
30-05-2019
“Este foi o governo que menos investiu na área da Saúde desde que estamos em democracia”
    Com esta atuação, refere Fátima Ramos, o executivo está a empurrar as pessoas para os privados.
30-05-2019
Dívidas aos bombeiros: ou a Ministra da Saúde mentiu ao Primeiro-Ministro ou o Primeiro-Ministro mentiu ao Parlamento
    Ângela Guerra lembrou que o Presidente da Liga dos Bombeiros desmentiu a informação dada por António Costa de que a dívida estava paga.
30-05-2019
Doentes com Hepatite C demoram meses a serem tratados
    José António Silva afirma que este problema resulta da alteração ao modelo de financiamento feita pelo governo.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas