Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“A geringonça está a mutilar o Serviço Nacional de Saúde”
Adão Silva considera que a atual governação originou um “SNS mutilado, claudicante e sem servir às pessoas”.
No debate sobre o Estado da Nação, Adão Silva enfatizou que o ano parlamentar que agora termina foi mau para os portugueses, pois deixou os portugueses mais frágeis, mais desamparados, como se viu na questão dos incêndios, ou na questão da saúde.
Sublinhando que a “geringonça está num exercício de desmantelamento”, tendo passado da fase do contentamento das reversões para a fase dos encontrões, o Vice-Presidente da bancada do PSD centrou a sua intervenção no sector da saúde.
Em primeiro lugar, no que respeita à transferência do INFARMED para o Porto, o deputado recordou que o Primeiro-Ministro tem na sua mão, há 20 dias, um relatório da possível transferência do INFARMED para o Porto. Dirigindo-se ao governante, o parlamentar questionou se o INFARMED vai ou não vai para o Porto, “o senhor cumpre ou não cumpre a sua palavra”.
Enfatizando que a questão da saúde é para o PSD muito preocupante, Adão Silva declarou que “o governo, com o apoio da geringonça, está a mutilar o Serviço Nacional de Saúde (SNS). O SNS é um instrumento notável de coesão territorial e coesão social, é um instrumento notável de solidariedade, de dignidade das pessoas, de combate às desigualdades. E, no entanto, o SNS está destroçado com as vossas políticas, e quem o diz são os profissionais, são as listas de espera nas cirurgias e consultas que não param de crescer, quem o diz são os equipamentos obsoletos que os senhores não renovam na saúde, e quem o diz são as pessoas”.
De seguida, Adão Silva apelou ao Primeiro-Ministro para que no governo “acabem de brincar com a situação da pediatria oncológica no São João. Já chega. Não brinquem com as crianças, não brinquem com os pais. Construam o bloco cirúrgico de Bragança, para o qual já gastaram o dinheiro. Acabem com a situação que se vive nas urgências de Gaia-Espinho, uma situação de cenário de guerra. Ou no Algarve, onde se atrasam as cirurgias e consultas. Ou em Lisboa, no Hospital São José, onde existe uma necessidade de um plano de catástrofe. Ou na Maternidade Alfredo da Costa onde se encerram serviços, se demitem médicos e as grávidas são retiradas à última da hora. E isto porque não há investimento. Como é que explica a situação de trapalhada que geraram com a passagem de 40 para as 35 horas? Os senhores meteram o SNS num beco sem saída, numa situação de incapacidade de responder aos portugueses”.
A terminar, o Vice da “bancada laranja” declarou que “temos um SNS a cair aos bocados, mutilado, claudicante, sem servir às pessoas” e questionou a António Costa qual vai ser o seu empenho para que o SNS se reabilite, funcione bem e sirva bem as pessoas.

13-07-2018 Partilhar Recomendar
11-02-2010
PSD contesta ausência do Programa Nacional de Combate à Obesidade Mórbida no Hospital de Braga
    Exclusão da unidade hospitalar de referência do Minho contraria tendência expressa pelos hospitais centrais e altamente credenciados do país
10-02-2010
Rosário Águas e Clara Carneiro requerem acesso a contrato de aquisição de vacinas contra a GripeA
    Deputadas querem conhecer qual o montante e quantidade de doses fornecidas
10-02-2010
Rosário Águas e Clara Carneiro solicitam acesso a relatórios de acompanhamento e controlo das convenções na área da hemodiálise
    Deputadas pretendem aferir sobre o cumprimento das convenções, qualidade e acessibilidade da prestação destes cuidados de saúde nos últimos três anos
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas