Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Comissão de inquérito às rendas na energia: PSD será ativo e consequente
Paulo Rios de Oliveira expôs a posição do PSD e referiu que “a presença nos governos socialistas de Sócrates está a passar de Currículo Político a Cadastro Político.”
No debate da iniciativa que visa a criação de uma Comissão de Inquérito ao pagamento de rendas excessivas aos produtores de eletricidade, Paulo Rios de Oliveira recordou, para memória futura, o trajeto que nos trouxe que levou à apresentação desta iniciativa. Recorda o deputado que tudo começou “com a espantosa notícia de alegados pagamento mensais de 15 mil euros do Grupo GES a Manuel Pinho, durante mais de 10 anos, mais propriamente entre 2012 e 2012, ou seja, incluindo todo o tempo que assumiu funções governativas como Ministro da Economia”. Segundo o parlamentar, esta notícia, a juntar a outras que têm por elemento comum os governos socialistas de José Sócrates suscitou surpresa e um pesado silêncio socialista. “E foi o PSD, que exigiu explicações e determinou a apresentação do requerimento do PSD para trazer ao Parlamento o visado Manuel Pinho. Num registo que está a virar moda, a Geringonça tenta transformar: o «concreto» em «genérico», as «perguntas claras» em «respostas opacas» e as audições «de hoje», nas Comissões de Inquérito «dos próximos meses». Entretanto, o PS de António Costa, que durante anos e anos assumiu com orgulho os governos socialistas de Sócrates, apressou-se a deixar cair o mesmo Sócrates e tudo o que cheire a Pinho. Dito de outro modo e numa imagem feliz, o Partido Socialista percebeu, e os portugueses estão a perceber, que a presença nos governos socialistas de Sócrates está a passar de Currículo Político a Cadastro Político.”
Entretanto, adianta Paulo Rios de Oliveira, para distrair atenções, vem o Bloco de Esquerda apresentar este Projeto de Comissão de Inquérito que abrange 14 anos de sucessivos governos para analisar o pagamento de rendas e subsídios aos produtores de eletricidade. “Como diz o povo: quem muito abarca, pouco aperta. É essa a intenção?”, questionou o deputado.
Questionado aos bloquistas se querem mesmo o Inquérito e se querem mesmo a verdade, o social-democrata afirmou esperar que esta não se transforme numa Comissão Inquérito como a da CGD, em que não só o próprio governo socialista tudo fez para impedir o acesso à informação, como se apressaram a encerrar os trabalhos antes dos tribunais imporem a entrega dos elementos exigidos em tempo pela Comissão.
A terminar, Paulo Rios de Oliveira garantiu que o PSD está atento e será ativo e consequente. “Mas não deixaremos de denunciar tudo o que pretendam fazer para impedir ou condicionar os trabalhos desta Comissão, seja por ação seja por omissão e bastarão alguns dias para percebermos ao que vem a geringonça e se vamos ter um novo garrote da esquerda parlamentar. Mas, em nenhum momento permitiremos que o enorme elefante que se passeia por esta sala e que respeita aos anos de chumbo dos governos socialistas da década passada sejam esquecidos ou escondidos, pois os portugueses estão cansados de mentiras velhas e novas e exigem mesmo a verdade”.

11-05-2018 Partilhar Recomendar
18-09-2017
Energia: rendas excessivas foram criadas por governos socialistas
    Segundo Luís Leite Ramos, o governo liderado por Passos Coelho foi o único que cortou essas rendas.
12-06-2017
António Topa lembra que as atividades da REN são sujeitas a uma forte supervisão
    O deputado questionou aos comunistas e bloquistas se têm noção das consequências da tomada de controlo público da atividade de gestão técnica do sistema elétrico nacional.
31-03-2017
Governo deu borla fiscal às grandes empresas e aumentou os combustíveis para as famílias
    Emídio Guerreiro frisou que também no sector da energia este governo social-comunista está a penalizar os portugueses.
31-03-2017
“Este governo vai ter como marca ter concretizado o maior saque fiscal da história”
    Segundo António Costa Silva esse saque aos portugueses resulta do enorme aumento do imposto sobre os produtos petrolíferos.
31-03-2017
António Topa defende a inventariação do cumprimento das concessões de energia em baixa tensão
    O deputado refere que assim vai ser possível perceber se os valores dos projetos de investimento são coerentes com os valores de mercado e se todos os investimentos aprovados foram efetivamente concretizados.
31-03-2017
“O governo do PSD concretizou uma reforma séria no sector energético”
    Fátima Ramos lembrou que o executivo liderado por Passos Coelho cortou 4 mil milhões de euros em rendas excessivas.
17-02-2017
António Costa Silva reafirma que o PSD é contra a produção de energia nuclear em Portugal
    O parlamentar recordou ainda a oposição dos sociais-democratas ao prolongamento da licença de exploração da Central Nuclear de Almaraz.
25-11-2016
Rendas excessivas na energia: Luís Leite Ramos fala em “falta de decoro e de pudor” do PS
    O deputado lembrou que foram governos socialistas que criaram o défice tarifário no sector da energia.
21-09-2016
PSD considera “oportuna” Lei que visa regular a exploração das redes municipais de distribuição de eletricidade de baixa tensão
    António Topa enalteceu o trabalho desenvolvido pela ANMP, ERSE e Direção Geral de Energia.
14-03-2016
Energia: Governo PSD/CDS cortou 4 mil milhões de euros nas rendas excessivas
    Fátima Ramos lembrou que esses contratos tinham sido negociados por um governo socialista.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas