Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“O Governo transformou o Serviço Nacional de Saúde no Serviço Nacional da Doença”
Ricardo Baptista Leite alerta que os “portugueses estão cada vez mais doentes” e que este "descalabro" é culpa do atual governo.
Ricardo Baptista Leite considera que perante o “descalabro” que se vive no Serviço Nacional de Saúde, a única atitude séria que se poderia esperar do Ministro da Saúde era a sua demissão.
No debate de Atualidade sobre o tema “a situação dos profissionais de saúde no Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, o social-democrata começou por recordar que “há 3 anos o PS prometeu na campanha eleitoral que iria acabar com a austeridade e que a saúde seria uma prioridade da sua governação. Volvidos dois anos e meio de governação socialista, com o apoio do PCP e do BE, aquilo que se vive e se sente nos hospitais e centros de saúde do nosso país é precisamente o inverso: um autêntico desinvestimento no Serviço Nacional de Saúde. Aliás, como médico, não tenho memória de uma tão rápida degradação dos serviços de saúde e de um desgaste tão marcado dos profissionais.”
Segundo o social-democrata, quase tudo piorou no SNS nos últimos anos. “Piorou o investimento, em instalações e equipamentos, com uma quebra de quase 30 por cento em comparação com 2015. De Faro a Gaia, de Coimbra ao Funchal, encontramos exemplo atrás de exemplo de necessidades de investimento que o Governo não cumpre apesar das promessas vãs do passado.
Pioraram os tempos de espera com os doentes a terem de esperar, por vezes mais de mil dias por uma simples consulta hospitalar. Pioraram as listas de espera para cirurgia, com os piores tempos médios de espera desde 2010. Piorou a emergência médica pré-hospitalar. Pioraram as condições de tratamentos dos doentes. Falta material de consumo clínico. Faltam medicamentos nos hospitais. Atrasos no acesso aos exames de diagnóstico. E, como consequência de tudo isto, os Portugueses estão cada vez mais doentes. Os senhores que nos governam transformaram o nosso Serviço Nacional de Saúde num Serviço Nacional de Doença.”
Contudo, adianta o social-democrata, onde a degradação do SNS, agora gerido pelo PS, PCP e BE, se torna ainda mais “grave e revoltante”, é na área da oncologia. Nesta área, refere o deputado, a realidade de hoje “é o tratamento indigno de crianças com cancro nos corredores do hospital de São João”, uma “situação que inacreditavelmente se mantém, tendo sido já ultrapassado o prazo definido pelo próprio Governo para ter a situação desbloqueada. “Mais uma mentira do Governo. Uma vergonha inaceitável de quem não honra a sua palavra. Palavra dada, palavra borrifada. E os doentes que aguentem.”
Depois de elencar um conjunto de situações inaceitáveis que afetam os profissionais de saúde, Ricardo Baptista Leite sublinhou que “o Ministro da Saúde já não existe e o Ministro das Finanças está focado apenas e só em obter um défice abaixo do exigido pela Europa como parte da sua campanha pessoal para atingir o lugar de comissário. Uma redução do défice, custe o que custar.
Uma redução do défice à custa da saúde dos Portugueses.”
A terminar, Ricardo Baptista Leite sublinhou que “se o ministro da Saúde é um mero delegado do ministro das Finanças, é porque temos um primeiro-ministro irresponsável que o permite, que assiste impávido e sorridente à destruição progressiva dos serviços”.

11-05-2018 Partilhar Recomendar
11-02-2010
PSD contesta ausência do Programa Nacional de Combate à Obesidade Mórbida no Hospital de Braga
    Exclusão da unidade hospitalar de referência do Minho contraria tendência expressa pelos hospitais centrais e altamente credenciados do país
10-02-2010
Rosário Águas e Clara Carneiro requerem acesso a contrato de aquisição de vacinas contra a GripeA
    Deputadas querem conhecer qual o montante e quantidade de doses fornecidas
10-02-2010
Rosário Águas e Clara Carneiro solicitam acesso a relatórios de acompanhamento e controlo das convenções na área da hemodiálise
    Deputadas pretendem aferir sobre o cumprimento das convenções, qualidade e acessibilidade da prestação destes cuidados de saúde nos últimos três anos
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas