Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Saúde: problemas no sector comprovam que a austeridade não acabou
Fernando Negrão sublinhou que “os serviços que o Estado oferece estão cada vez mais degradados”.
Na semana em que os sociais-democratas se deparam, no terreno, com as dificuldades do setor da Saúde, Fernando Negrão desafiou o Primeiro-Ministro a pronunciar-se sobre a construção da ala pediátrica do Hospital de S. João, o INEM e a construção da nova maternidade de Coimbra.
De acordo com o líder parlamentar do PSD, ao contrário da propaganda feita pelo governo, o Conselho das Finanças Públicas veio revelar que as cativações feitas por este governo estão ao mesmo nível das cativações do governo anterior, adiantando que este executivo bateu os recordes de cativações em 2016. “Sabemos também, no que diz respeito a investimento público, que houve reduções drásticas, tendo ocorrido, em 2016 e 2017, o menor esforço de investimento público das últimas décadas. Sabemos que a carga fiscal foi a mais alta desde 1995”. Face a este cenário, o social-democrata perguntou a António Costa se “acha sério continuar a dizer que já não vivemos em austeridade”.
De seguida, o líder da “bancada laranja” frisou que “as cativações traduzem-se em cortes nas despesas de funcionamento do Estado, e os portugueses sentem isso”, em especial no sector da Saúde. Em primeiro lugar, Fernando Negrão referiu-se à construção da nova aula pediátrica do Hospital São João. O deputado recordou os contornos desta obra, sublinhando que a situação é muito complexa, e enquanto a situação não se resolve o que acontece é que “as crianças continuam a viver em condições indignas e miseráveis. Eu deixo estas perguntas: quando começam as obras? Para quando está previsto o fim das obras? Quem as paga?”
Perante a resposta de António Costa, o parlamentar repudiou o “passa-culpas” do governo em relação a esta matéria e disse que o Ministro das Finanças tem de se preocupar “em criar as melhores condições para que estas crianças sejam tratadas com dignidade e não da forma miserável como têm sido tratadas até agora. Fazer esta recomendação ao senhor Ministro, para que o Estado não volte a faltar as seus cidadãos e em especial a estas crianças”.
No que respeita ao estudo do INEM que dá conta que o tempo para o atendimento das chamadas de socorro foi o dobro em 2017, o social-democrata questionou ao Primeiro-Ministro quando é que vai dotar o INEM dos recursos técnicos e humanos que tanto necessita.
Fernando Negrão recordou, também, a visita realizada esta segunda-feira à Maternidade Bissaya Barreto, em Coimbra. De acordo com o parlamentar, esta Maternidade “funciona como nenhuma deve funcionar: isolada e longe das outras especialidades que podem ser necessárias”, alertou. Lembrou que em 2016 “o Ministro da Saúde deu luz verde à construção de uma nova maternidade” e, apesar de ter apresentado um “calendário de início e fim de obras”, “nada avançou”. “Curiosamente, lendo o Programa de Estabilidade, a nova maternidade de Coimbra não consta na lista de investimentos estratégicos”, salientou, desafiando o Executivo a pronunciar-se sobre “o que mudou”.
18-04-2018 Partilhar Recomendar
19-02-2010
PSD preocupado com o orçamento para o sector da saúde
    Deputados do PSD questionaram a Ministra da Saúde sobre a sua dotação orçamental
19-02-2010
OPINIÃO / Crise Social vs Orçamento de Estado
    Poderia começar este artigo pelo orçamento, contudo, vou colocar a tónica na crise social que se arrasta. Aconteceu há dias, entre uma utente e uma assistente social de um dos Centros de Saúde do Algarve – na verdade poderia ter acontecido em qualquer parte do país.
15-02-2010
Rosário Águas e Clara Carneiro pedem audição com presidente do Colégio de Especialidade de Ginecologia/Obstetrícia da Ordem dos Médicos e com o Coordenador do Plano Nacional de Saúde
    Deputadas questionam políticas governamentais de planeamento familiar e prevenção de doenças
11-02-2010
PSD contesta ausência do Programa Nacional de Combate à Obesidade Mórbida no Hospital de Braga
    Exclusão da unidade hospitalar de referência do Minho contraria tendência expressa pelos hospitais centrais e altamente credenciados do país
10-02-2010
Rosário Águas e Clara Carneiro requerem acesso a contrato de aquisição de vacinas contra a GripeA
    Deputadas querem conhecer qual o montante e quantidade de doses fornecidas
10-02-2010
Rosário Águas e Clara Carneiro solicitam acesso a relatórios de acompanhamento e controlo das convenções na área da hemodiálise
    Deputadas pretendem aferir sobre o cumprimento das convenções, qualidade e acessibilidade da prestação destes cuidados de saúde nos últimos três anos
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas