Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Ricardo Baptista Leite: o governo não tem estratégia para a saúde
O deputado lamentou que, apesar de o país estar crescer, o governo opte por desinvestir no SNS.
No debate de Urgência, agendado pelo PSD, sobre a “Situação da Saúde em Portugal”, Ricardo Baptista Leite começou por afirmar que esperava um mea culpa do Ministro da Saúde, depois de este ter afirmado que há má gestão na saúde. Contudo, lamenta o social-democrata, o que assistimos foi a mais um exercício de propaganda e a uma negação da realidade.
De seguida, o deputado referiu que se o PSD agendou este debate, isso deve-se ao “descalabro a que se assiste no SNS”. “As cirurgias são constantemente canceladas por falta de profissionais e de material, tempos de espera máximos constantemente ultrapassados, serviços de urgência sem capacidade de resposta, falta de acesso aos medicamentos denunciada por múltiplas associações de doentes, falta de acesso à saúde e um aumento da carga da doença. Os profissionais de saúde estão desgastados, há cada vez mais greves, uma aplicação discriminatória das 35 horas de trabalho semanais, uma falta crónica de médicos, uma falta crónica de enfermeiros, um desgaste dos profissionais e uma falta de perspetivas em relação ao SNS e às carreiras”. Aliado a isto, adianta o social-democrata, temos a promessa do Ministro de acabar com a precariedade e acabar com os médicos tarefeiros, sendo que a realidade é completamente oposta e verificou-se um aumento da verba gasta com estes profissionais.
No que respeita aos pagamentos em atraso, outro dos problemas referido por Ricardo Baptista Leite, o social-democrata considerou “uma vergonha” o que se verifica nos hospitais EPE. Segundo o deputado, em 2 anos este governo conseguiu duplicar os pagamentos em atraso, repetindo os erros do passado e o mesmo caminho para o precipício. “O país a crescer e o governo a decidir desinvestir no SNS”, lamentou.
O deputado lembrou, de seguida, que após as sucessivas desculpas de que as finanças é que estavam a criar os constrangimentos, o PSD decidiu chamar o Ministro das Finanças para explicar ao Parlamento porque é que está a bloquear as políticas do Ministro da Saúde. “2 semanas depois do nosso pedido, temos o tacticismo a que o Primeiro-Ministro já nos habituou: lá vem mais um penso rápido e mais um Grupo de Trabalho, agora chamado de Estrutura de Missão para a Sustentabilidade”. Esta atitude, no ponto de vista do deputado, revela o desnorte e a inoperância do executivo. “O governo não tem estratégia para a saúde e cria um Grupo de Trabalho para a Lei de Bases. O governo vê um burnout dos profissionais de saúde, criou um Grupo de Trabalho para o bem-estar dos profissionais de saúde. O governo tem um descontrolo absoluto nas contas públicas, criou um grupo de trabalho para a Sustentabilidade do SNS. E de quem é a culpa? A culpa é sempre dos outros: da oposição, da comunicação social, das associações de doentes, dos sindicatos, das ordens profissionais. A culpa é de toda a gente, menos do Ministro da Saúde e do governo”.
A terminar, Ricardo Baptista Leite apelou ao Ministro da Saúde para que tenha a coragem de fazer as reformas necessárias, caso contrário “passará a ser conhecido como o Ministro do passa culpas”.

29-03-2018 Partilhar Recomendar
19-09-2018
Fátima Ramos participa nas cerimónias do 39º aniversário do Serviço Nacional de Saúde
    A deputada destacou a importância destas iniciativas num momento em que o SNS vive várias dificuldades.
13-07-2018
“A geringonça está a mutilar o Serviço Nacional de Saúde”
    Adão Silva considera que a atual governação originou um “SNS mutilado, claudicante e sem servir às pessoas”.
12-07-2018
Governo volta a falhar no Hospital de Santarém
    Os deputados eleitos pela Região constataram essa realidade após reunirem com a Administração do Hospital Distrital de Santarém.
05-07-2018
“O INFARMED não se vai deslocalizar para a cidade do Porto”
    A conclusão foi retirada por Ricardo Baptista Leite após ouvir o Ministro da Saúde.
05-07-2018
“Hospital da Madeira continua a não ser uma prioridade para este Governo”
    Sara Madruga da Costa desafiou o executivo a cumprir com a sua palavra e honrar os compromissos que assumiu com os madeirenses.
05-07-2018
Cristóvão Norte apela ao Ministro da Saúde que eleja o Algarve como prioridade
    O deputado lamentou que o Algarve tenha ficado de fora das prioridades do governo para a construção de novos hospitais.
05-07-2018
Fátima Ramos considera que a construção da nova maternidade é crucial para Coimbra
    A deputada lamentou que os anúncios ainda não se tenham concretizado.
05-07-2018
Governo continua a adiar a construção da futura ala pediátrica do Hospital de São João
    Simão Ribeiro lembra que passaram três meses e o concurso para a obra ainda não foi lançado.
05-07-2018
“Governo reconhece que o acesso à saúde está a piorar de ano para ano”
    Segundo Luís Vales esse reconhecimento está patente no Relatório sobre o Acesso aos Cuidados de Saúde no SNS.
05-07-2018
PSD exige respostas do governo sobre a transferência do INFARMED para o Porto
    Adão Silva enfatizou que as deslocalizações e descentralizações têm de ser feitas de forma prudente e sensata.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas