Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
"É intolerável o adiamento de consultas e cirurgias por tempos clinicamente desajustados"
Adão Silva considera que o Ministro da Saúde está reduzido a um “mero protetorado do Imperador Centeno”.
“Hoje o Serviço Nacional de Saúde vive numa crise crescente que tem rapidamente ser ultrapassada. É intolerável o adiamento de consultas e cirurgias por tempos clinicamente desajustados. É inaceitável que urgências hospitalares se tenham convertido em “cenários de guerra”. É imperdoável o número de pessoas que se amontoam, desnecessariamente, nos internamentos hospitalares, à espera de cuidados continuados. É irresponsável a carência de recursos humanos nos hospitais e centros de saúde. É, finalmente, inexplicável a obstinação em adiar investimentos essenciais para a boa prática clínica e para oferecer serviços de saúde modernos e de qualidade aos portugueses”. Estas foram as palavras iniciais de Adão Silva no Debate de Urgência, agendado pelo PSD, sobre a “Situação da Saúde em Portugal”.
Contudo, perante esta situação de má governação na área da saúde, o Vice-Presidente da bancada do PSD destacou que quem toma medidas é o Ministro das Finanças. “O Ministro das Finanças é que decide que os concursos para médicos, tão urgentes, devem ser adiados. O Ministro das Finanças é que determina a quem e quando os hospitais podem pagar as dívidas. O Ministro das Finanças é que autoriza a compra de equipamentos médicos e as obras de melhoria ou de ampliação dos hospitais e dos centros de saúde”. No que respeita ao Ministro da Saúde, o social-democrata refere que este é, cada vez mais, “a «flor na lapela» do Serviço Nacional de Saúde, reduzido a um mero protetorado do Imperador Centeno que, sem tino, põe e dispõe sobre quem deve e quem não deve ter acesso a cuidados de saúde com equipamentos modernos, em espaços adequados e profissionais motivados. Para este Governo as pessoas e, em especial, os doentes são apenas números. Números frios. Números secos. Números implacáveis. Números que podem curar orçamentos, mas não curam os portugueses”.
Face a esta realidade, Adão Silva sublinhou que Adalberto Campos Fernandes “já não reage, nem sequer reage perante uma picardia safada do seu colega das Finanças”, acrescentando que “o atual governo e os seus acólitos, Bloco de Esquerda e Partido Comunista, andam a brincar com a saúde dos portugueses”.
A terminar, o parlamentar deixou o desejo de que o "Serviço Nacional de Saúde não seja um novo palco onde se venham a repetir situações desastrosas, prejudicando os portugueses mais indefesos e mais diminuídos pela doença”.

29-03-2018 Partilhar Recomendar
24-04-2018
“A saúde não é uma prioridade para este governo”
    Ricardo Baptista Leite repetiu o apelo do Presidente da República para que se “inverta o caminho de desinvestimento na saúde que tem vindo a ser executado pelo governo”.
19-04-2018
Doenças raras: Ricardo Baptista Leite lamenta a inação do governo
    O social-democrata recordou que a única iniciativa política que este país já viu no âmbito das doenças raras foi feita pelo governo liderado pelo PSD.
18-04-2018
Saúde: problemas no sector comprovam que a austeridade não acabou
    Fernando Negrão sublinhou que “os serviços que o Estado oferece estão cada vez mais degradados”.
10-04-2018
PSD quer ouvir administração do Hospital de S. João e vai confrontar Centeno com queixas no SNS
    Em causa os atrasos na construção da nova ala pediátrica do Hospital S. João que leva a que crianças com cancro estejam a ser tratadas no corredor.
05-04-2018
Cultura: governo não honrou a palavra dada
    Fernando Negrão saudou os agentes culturais por terem desencadeado a maior onda de contestação na Cultura das últimas décadas.
05-04-2018
PSD chama presidente do INEM ao Parlamento para explicar “atrasos no atendimento”
    Adão Silva apresentou o requerimento dos sociais-democratas.
29-03-2018
Simão Ribeiro: o número de médicos sem acesso a formação especializada triplicou
    O deputado considerou que esta é uma situação altamente lesiva.
29-03-2018
Com o governo das esquerdas o investimento no SNS é 27,5% inferior ao do período da troika
    Simão Ribeiro frisou que o PCP e o BE são tão responsáveis pela situação do SNS como o PS.
29-03-2018
Fátima Ramos apela ao Ministro da Saúde para que “não seja Centeno”
    A deputada quer que Adalberto Campos Fernandes se imponha perante o Ministro das Finanças e defenda os doentes.
29-03-2018
Ricardo Baptista Leite: o governo não tem estratégia para a saúde
    O deputado lamentou que, apesar de o país estar crescer, o governo opte por desinvestir no SNS.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas