Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Legislação Laboral: as leis em vigor são boas
Adão Silva questionou se ainda vamos ver o PCP na rua a gritar: “a luta continua, governo para a rua”.
No encerramento do debate sobre a Legislação Laboral, Adão Silva afirmou que a discussão desta matéria revelou que o “PCP sente-se traído, desiludido, enganado pelo PS, seu parceiro nesta coligação”. Segundo o Vice-Presidente da bancada do PSD, o PCP está “num verdadeiro labirinto de enganos, pois pensava que chegava ao governo e que o PS abriria as portas para a revolução gloriosa do PCP”.
Perante a dúvida de para que lado é que o PS cairia no debate, o social-democrata afirmou que os comunistas optaram por ameaçar o PS. “Hoje o PCP ameaça o PS, hoje o PCP chantageia o PS, hoje o PCP faz e anuncia as greves que se vão intensificar e novas greves virão. A pergunta é: e se no fim disto tudo o PS não ceder e não cair para o sítio que os senhores querem? Como é que fazem? Vêm para a rua gritar «a luta continua, governo para a rua»”.
De seguida, Adão Silva frisou que os comunistas com estes agendamentos pretendem “retomar a revolução” e “entalar o PS”. “Mas quer mais, quer negar as evidências. O PCP não quer saber da evolução do mundo, não quer saber se há ou não economia digital, se há ou não robotização, se há ou não novas relações no mercado de trabalho, etc. O PCP quer ver se tem uma oportunidade de trazer os seus velhos princípios fundadores, pois o PCP mete a cabeça debaixo da areia e não olha para o futuro”.
No que respeita à Legislação Laboral, o Vice da “bancada laranja” afiançou que as leis em vigor são boas. “Não são nenhum espaço intocável, é preciso ajusta-las, melhora-las e dar-lhes contemporaneidade com aquilo que é a realidade, mas são boas. E quem o diz é o emprego que está acrescer, é o desemprego que está a decrescer, é a economia que está a crescer e a aumentar. O PS sabe muito bem disto e por isso é que colhe os frutos do trabalho árduo, empenhado e dedicado do PSD e do CDS”.
A terminar, Adão Silva enfatizou que o PSD tem uma metodologia e uma visão de futuro, contrariamente a um PCP de “pensamento retrógrado e passadista” e a um PS titubeante e com hesitações.
14-03-2018 Partilhar Recomendar
11-04-2018
Governo e os partidos de esquerda estão em estado de gestão de eleições e de eleitorado
    Clara Marques Mendes apelou ao executivo e aos partidos que o suportam para que coloquem os interesses dos portugueses à frente dos seus interesses eleitorais.
11-04-2018
O PS não tem um propósito para o país e deixou-se levar pela esquerda-radical
    Carlos Barros considera que temos “um governo tóxico para o país”.
11-04-2018
“Bloco não tem a mínima preocupação com a sustentabilidade da Segurança Social nem com os futuros pensionistas”
    Mercês Borges condenou a postura do “tudo para alguns já, para os outros logo se verá”.
11-04-2018
Susana Lamas acusa o BE de “encenação e populismo”
    Na base da acusação estão os “exercícios de equilibrismo” dos bloquistas em torno do regime de reformas antecipadas.
22-03-2018
Com este governo assistimos a muitos anúncios e pouca concretização
    Nilza de Sena considera que essa concretização é crucial para que Portugal não continue a ter o quinto crescimento mais baixo da Europa.
22-03-2018
Crescimento económico: continuamos na cauda da União Europeia
    Paulo Neves confrontou a euforia dos socialistas com a realidade dos números.
14-03-2018
Legislação Laboral: Pedro Roque apela ao sentido de responsabilidade do PS
    O social-democrata alertou para os riscos de uma cedência dos socialistas à agenda da esquerda-radical.
14-03-2018
Susana Lamas: PCP insiste em reverter reformas e em permanecer no passado
    A deputada considera que os comunistas pretendem a retoma de legislação laboral que está obsoleta.
14-03-2018
“Governo não está a saber aproveitar a conjuntura favorável para preparar o futuro”
    Mercês Borges lamentou a apatia de um executivo que, além de não dar resposta às necessidades das empresas, deixa pairar a ameaça de uma revisão das leis laborais.
14-03-2018
Sandra Pereira: “o PCP cristalizou-se e parou no tempo”
    A deputada referiu-se à “inquietação” de um partido que defende uma coisa na rua e depois vota ao lado do governo.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas