Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Legislação Laboral: as leis em vigor são boas
Adão Silva questionou se ainda vamos ver o PCP na rua a gritar: “a luta continua, governo para a rua”.
No encerramento do debate sobre a Legislação Laboral, Adão Silva afirmou que a discussão desta matéria revelou que o “PCP sente-se traído, desiludido, enganado pelo PS, seu parceiro nesta coligação”. Segundo o Vice-Presidente da bancada do PSD, o PCP está “num verdadeiro labirinto de enganos, pois pensava que chegava ao governo e que o PS abriria as portas para a revolução gloriosa do PCP”.
Perante a dúvida de para que lado é que o PS cairia no debate, o social-democrata afirmou que os comunistas optaram por ameaçar o PS. “Hoje o PCP ameaça o PS, hoje o PCP chantageia o PS, hoje o PCP faz e anuncia as greves que se vão intensificar e novas greves virão. A pergunta é: e se no fim disto tudo o PS não ceder e não cair para o sítio que os senhores querem? Como é que fazem? Vêm para a rua gritar «a luta continua, governo para a rua»”.
De seguida, Adão Silva frisou que os comunistas com estes agendamentos pretendem “retomar a revolução” e “entalar o PS”. “Mas quer mais, quer negar as evidências. O PCP não quer saber da evolução do mundo, não quer saber se há ou não economia digital, se há ou não robotização, se há ou não novas relações no mercado de trabalho, etc. O PCP quer ver se tem uma oportunidade de trazer os seus velhos princípios fundadores, pois o PCP mete a cabeça debaixo da areia e não olha para o futuro”.
No que respeita à Legislação Laboral, o Vice da “bancada laranja” afiançou que as leis em vigor são boas. “Não são nenhum espaço intocável, é preciso ajusta-las, melhora-las e dar-lhes contemporaneidade com aquilo que é a realidade, mas são boas. E quem o diz é o emprego que está acrescer, é o desemprego que está a decrescer, é a economia que está a crescer e a aumentar. O PS sabe muito bem disto e por isso é que colhe os frutos do trabalho árduo, empenhado e dedicado do PSD e do CDS”.
A terminar, Adão Silva enfatizou que o PSD tem uma metodologia e uma visão de futuro, contrariamente a um PCP de “pensamento retrógrado e passadista” e a um PS titubeante e com hesitações.
14-03-2018 Partilhar Recomendar
12-10-2018
“Só com rendimentos dignos é que conseguimos combater as desigualdades sociais, a pobreza e a exclusão social”
    Clara Marques Mendes frisou que o PSD é a favor da atualização do salário mínimo nacional.
12-10-2018
BE e PCP estão reféns de António Costa
    Feliciano Barreiras Duarte considera que esta é a consequência de se venderem as convicções em troca de umas migalhas de poder.
12-10-2018
Joana Barata Lopes desafia o PCP a ser coerente e a votar contra o Orçamento
    Caso tal não aconteça, a deputada conclui que a iniciativa do PCP para aumentar o salário mínimo não passou de uma encenação para os jornais.
12-10-2018
PSD questiona o governo sobre os atrasos no pagamento do POISE
    Os sociais-democratas fizeram eco das queixas das entidades formadoras, formadores e formandos referentes a atrasos que ocorrem desde 2016.
20-09-2018
Pensões: introduzir equidade no sistema é o mais importante
    Mercês Borges alertou para a importância de se corrigir as injustiças existentes sem que se criem novas.
18-07-2018
Pessoas em situação de sem-abrigo: PSD defende a adoção de uma estratégia nacional
    Ana Oliveira afirmou que os sociais-democratas defendem uma estratégia assente em objetivos e avaliações reais.
06-07-2018
Legislação laboral: finalmente o governo reconhece que muito do que se fez deu resultados e não deve ser demagogicamente revertido
    Clara Marques Mendes saudou ainda a mudança de posição dos socialistas em relação à importância da concertação social.
06-07-2018
Geringonça: “acabaram os tempos festivaleiros das reversões e agora é tempo dos encontrões”
    Adão Silva alertou ainda para a “traição” que o PS se prepara para fazer ao que foi acordado em concertação social.
28-06-2018
A reforma da segurança social é um dos principais e mais urgentes desafios que se colocam à sociedade portuguesa
    Feliciano Barreiras Duarte defendeu a adoção de políticas de longo prazo, assentes numa prévia e séria análise do sistema.
28-06-2018
É imperativo e necessário repensar as fontes de financiamento da Segurança Social
    Adão Silva considera que esta é uma matéria que exige mais do que “medidas de cosmética e de faz de conta”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas