Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Ministério da Saúde está “numa situação económico-financeira extremamente débil”
Ângela Guerra confrontou o Ministro da Saúde com os alertas do Tribunal de Contas.
No debate com o Ministro da Saúde, Ângela Guerra lamentou a postura do governante e as “graçolas com a desgraça das pessoas”. Perante as consecutivas declarações de Adalberto Campos Fernandes de que tudo está bem no SNS, a deputada recordou que as coisas estão tão bem que a dívida do SNS a fornecedores aumentou 37% nestes dois anos, ultrapassando os dois mil milhões de euros. “Está tudo tão bem que são os profissionais de saúde, o próprio Bastonário da Ordem dos Médicos que vem estabelecer uma linha vermelha, dizendo que o senhor tem o SNS numa situação calamitosa e que está isolado e com pouca força”.
Reflexo da pouca força que o governante tem, adianta a social-democrata, é a situação financeira do SNS. Segundo a parlamentar, o Ministro da Saúde afirmou, em novembro de 2017, que o governo iria transferir 400 milhões de euros para os hospitais do SNS até 31 de dezembro de 2017, e no início de 2018 mais 500 milhões de euros. “O que sabemos é que foram transferidos 500 milhões de euros para os hospitais, mas o que sabemos também é que o senhor Ministro das finanças, que é o que manda no seu ministério, engavetou os 500 milhões e estão lá a aguardar”.
De seguida, a deputada recordou que o Tribunal de Contas alertou que o Ministério da Saúde está “numa situação económico-financeira extremamente débil” e diz que os recursos próprios do SNS atingiram, nestes últimos anos, o valor mais baixo desde 2008. Face a tão graves declarações, a parlamentar questionou ao Ministro se continua a negar esta realidade.
A terminar, Ângela Guerra confrontou o governante com a intenção do executivo de “categorizar os fornecedores” para efeitos de pagamento das dívidas dos hospitais. “O que é que isto significa? O senhor vai escolher a quem paga primeiro? Ou vai fazer o que é a sua obrigação e pagar a quem está há mais tempo à espera para receber”, questionou a deputada.

23-02-2018 Partilhar Recomendar
20-09-2018
Saúde: “a realidade contraria a propaganda do governo”
    Ricardo Baptista Leite considerou “antissocial e totalmente incompreensível” a decisão do governo de excluir todos os doentes com necessidades paliativas da Rede Nacional de Cuidados Continuados.
19-09-2018
Fátima Ramos participa nas cerimónias do 39º aniversário do Serviço Nacional de Saúde
    A deputada destacou a importância destas iniciativas num momento em que o SNS vive várias dificuldades.
13-07-2018
“A geringonça está a mutilar o Serviço Nacional de Saúde”
    Adão Silva considera que a atual governação originou um “SNS mutilado, claudicante e sem servir às pessoas”.
12-07-2018
Governo volta a falhar no Hospital de Santarém
    Os deputados eleitos pela Região constataram essa realidade após reunirem com a Administração do Hospital Distrital de Santarém.
05-07-2018
“O INFARMED não se vai deslocalizar para a cidade do Porto”
    A conclusão foi retirada por Ricardo Baptista Leite após ouvir o Ministro da Saúde.
05-07-2018
“Hospital da Madeira continua a não ser uma prioridade para este Governo”
    Sara Madruga da Costa desafiou o executivo a cumprir com a sua palavra e honrar os compromissos que assumiu com os madeirenses.
05-07-2018
Cristóvão Norte apela ao Ministro da Saúde que eleja o Algarve como prioridade
    O deputado lamentou que o Algarve tenha ficado de fora das prioridades do governo para a construção de novos hospitais.
05-07-2018
Fátima Ramos considera que a construção da nova maternidade é crucial para Coimbra
    A deputada lamentou que os anúncios ainda não se tenham concretizado.
05-07-2018
Governo continua a adiar a construção da futura ala pediátrica do Hospital de São João
    Simão Ribeiro lembra que passaram três meses e o concurso para a obra ainda não foi lançado.
05-07-2018
“Governo reconhece que o acesso à saúde está a piorar de ano para ano”
    Segundo Luís Vales esse reconhecimento está patente no Relatório sobre o Acesso aos Cuidados de Saúde no SNS.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas