Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Reprogramação do Portugal 2020: governo tem atuado nas costas dos portugueses
Luís Leite Ramos afirmou que o PSD só participará numa Comissão de Acompanhamento do Processo de Definição da «Estratégia Portugal 2030» se esta não representar um simulacro de debate.
No debate do Projeto de Resolução do PS que visa criar uma Comissão Eventual de Acompanhamento do Processo de Definição da «Estratégia Portugal 2030» no âmbito do Quadro Financeiro Plurianual pós-2020, Luís Leite Ramos recordou que a postura dos socialistas em relação a Comissões Eventuais nem sempre foi assim. Dirigindo-se à bancada do PS, o Vice-Presidente da bancada do PSD recordou que, aquando da criação de um Comissão Eventual para tratar da Reforma do Estado, o PS “cometeu a notável proeza de nem sequer indicar os deputados para integrar esta Comissão. E, mais recentemente, o PSD propôs a criação de uma Comissão Eventual para discutir o futuro da Segurança Social e o PS votou contra”.
Contudo, adianta o social-democrata, a postura do PSD é diferente e votará a favor desta Comissão e nela estará para trabalhar. “Entendemos que esta matéria deve ser discutida com todos os portugueses, com todos os seus representantes e que este Parlamento não pode fugir a uma discussão fundamental para o futuro do país”, declarou. Contudo, o parlamentar deixou o aviso que o PSD não está disponível para integrar uma Comissão de “faz de conta”. “Aquilo que o governo tem dado nos últimos meses, relativamente à reprogramação do Portugal 2020, pronuncia muito maus sinais relativamente ao futuro. Se o governo entende que esta Comissão é um mero simulacro para fingir que estamos a discutir e a consensualizar e continuar, nas costas do Parlamento e do portugueses, a tomar decisões importantes, enganem-se porque o PSD não está disponível para participar nesse simulacro”, concluiu o deputado.

02-02-2018 Partilhar Recomendar
10-10-2018
Tancos: “senhor Primeiro-Ministro, não acha que já fomos longe demais?”
    Fernando Negrão considera que este caso exigia intervenção imediata da hierarquia militar e da tutela política.
28-09-2018
Atividade seguradora e resseguradora: “vender gato por lebre passará a ser mais difícil”
    Carlos Silva declarou o apoio do PSD à implementação da diretiva europeia, mas lamentou a demora do executivo na transposição.
28-09-2018
PSD contesta a forma como o governo tratou o processo de alteração ao Código da Propriedade Industrial
    Paulo Rios de Oliveira referiu que esta alteração tem um enorme impacto económico e social e que, por isso, não pode ser feita “às três pancadas”.
20-09-2018
Plano Nacional de Investimento: Emídio Guerreiro assinala a “hipocrisia dos socialistas”
    O deputado acusou o governo de procurar disfarçar o insucesso do executivo no que toca ao investimento público.
19-09-2018
O governo tem sacrificado o investimento público para cumprir as metas do déficit
    Virgílio Macedo enfatizou que todos os partidos que apoiam parlamentarmente este governo são cúmplices deste desinvestimento.
19-09-2018
Carlos Silva: os portugueses estão fartos da propaganda do governo
    O social-democrata considera que o executivo vai ficar conhecido “como o governo do agora é que é”.
19-09-2018
Com as esquerdas no governo Portugal registou o mais baixo investimento público dos últimos 20 anos
    Joel Sá considera que estamos perante “3 anos perdidos”.
13-07-2018
Cortes no investimento explicam a falta de resposta dos serviços públicos
    Emídio Guerreiro considera que situações como as que se registam na CP resultam dos cortes no investimento feitos pelo executivo.
12-07-2018
Transportes: PSD apresenta propostas para criar um regime inovador para as plataformas eletrónicas
    Emídio Guerreiro enfatiza que ficam igualmente eliminadas as lacunas identificadas no veto presidencial.
30-05-2018
Fundos Comunitários: governo deve ter uma posição firme e defender com intransigência os interesses de Portugal
    Ana Oliveira considera que a proposta apresentada pela Comissão Europeia não favorece Portugal.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas