Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“Este foi um ano bem penoso para os portugueses e a responsabilidade é sua que é Primeiro-Ministro”
Hugo Soares contrariou António Costa e desafiou-o a pronunciar-se sobre a coerência do governo em assuntos como a associação Raríssimas, os CTT, o Salário Mínimo Nacional e o Montepio.
No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, num balanço sobre o ano que agora termina, Hugo Soares disse a António Costa que depois de tudo o que passámos “ficou muito claro que este foi um ano bem penoso para os portugueses e a responsabilidade é sua que é Primeiro-Ministro”. Contrariando a opinião do governante, que disse que «este foi um ano saboroso», o social-democrata levou ainda a debate assuntos como a associação Raríssimas, os CTT, Salário Mínimo Nacional ou o Montepio.
No que respeita aos CTT, o líder parlamentar do PSD começou por desafiar o Primeiro-Ministro a dizer, “de uma vez por todas e sem ambiguidades, qual é a posição do governo” em relação aos CTT. “Queria-lhe perguntar se se revê nas palavras da deputada Catarina Martins que diz que os acionistas privados «pilham a empresa e assaltam as suas reservas»? Queria lembrar que a privatização dos CTT estava inscrita no memorando de entendimento que o governo socialista assinou com os credores e quero perguntar se é vontade ou intenção do governo nacionalizar os CTT”, questionou o deputado.
De seguida, o social-democrata abordou várias matérias da alçada/responsabilidade do Ministro Vieira da Silva. No que respeita ao salário mínimo nacional, Hugo Soares lamentou que a concertação social não tenha chegado a um acordo quanto ao aumento do salário mínimo nacional. Dirigindo-se a António Costa, o parlamentar questionou se é verdade ou não que o Primeiro-Ministro, ou alguém do governo, terá dado garantias de que não mexeria na legislação laboral e perguntou qual é o compromisso que o Governo pode assumir sobre aquilo que é a legislação laboral. “Vai ou não reverter a legislação laboral”, indagou.
Tendo ficando sem resposta por parte do socialista, Hugo Soares enfatizou que com esta postura fica claro que “quanto mais se aproxima o final da legislatura e mais fraco está o governo, mais o senhor está na mão PCP e do BE. Agora os acordos que faz na concertação social só duram um ano, porque depende da vontade do PCP e do BE”.
Sobre o caso que envolve a Associação Raríssimas, Hugo Soares começou por acusar Vieira da Silva de ter “ignorado olimpicamente” uma denúncia que chegou aos serviços do Ministério do Trabalho e da Segurança Social em janeiro e lembrou que o Ministro caucionou um protocolo assinado pela Raríssimas, em que se assumia como Fundação e não o era. Contudo, o deputado foi ainda mais longe e lembrou que apesar do código de conduta aprovado pelo governo, Vieira da Silva pertenceu aos órgãos sociais da Raríssimas e tomou medidas sobre a associação já como ministro. “O Ministro violou o código de conduta que o seu Governo aprovou”, questionou o deputado ao Primeiro-Ministro. Perante mais uma pergunta que ficou sem resposta por parte do governante, Hugo Soares declarou que o governo tem “vergonha da resposta”. “Sim, o senhor ministro tomou decisões” e “nos termos do código de conduta” que o Governo fez, o ministro “violou” esse mesmo código, atacou o líder da “bancada laranja”.
A terminar, o social-democrata abordou a participação da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa no Montepio. Hugo Soares destacou que a versão apresentada por António Costa não coincide com a da instituição, pelo que pediu verdade política e defendeu a importância de que este assunto “possa ficar esclarecido”.

20-12-2017 Partilhar Recomendar
Hugo Soares questiona António Costa
Hugo Soares questiona António Costa
Hugo Soares questiona António Costa
Hugo Soares questiona António Costa
Hugo Soares questiona António Costa
Hugo Soares questiona António Costa
Hugo Soares questiona António Costa
Hugo Soares questiona António Costa
07-06-2018
Incêndios: PSD questiona o governo sobre reconstrução das casas destruídas
    Os sociais-democratas querem saber qual o ponto de situação da reconstrução das casas de primeira habitação.
05-06-2018
PSD desafia governo para “largo consenso” em matéria de natalidade
    Fernando Negrão considerou este “o maior problema do país” e lamentou o “vazio completo” de ideias por parte do executivo.
24-05-2018
Governo esvazia os bolsos dos portugueses para encher os cofres do Estado
    Emídio Guerreiro frisou que esta “austeridade encapotada” tem a conivência e o aval dos deputados do PCP, BE, PS e PEV.
24-05-2018
Cristóvão Crespo desafia todos os partidos para a urgência da redução do imposto sobre os produtos petrolíferos
    O deputado referiu que a gasolina 95 é 26 cêntimos mais cara em Portugal do que em Espanha.
24-05-2018
Combustíveis: Carlos Silva acusa o governo de ter “ludibriado os portugueses”
    O social-democrata refere que o governo criou uma “austeridade aditivada”.
24-05-2018
Combustíveis: “o Bloco é cúmplice deste governo no saque ao bolso das famílias e dos empresários portugueses”
    Sara Madruga da Costa sublinhou que o BE, “o partido que tem duas caras”, também tem responsabilidade nesta matéria.
23-05-2018
“Incompatibilidade do Ministro Pedro Siza Vieira não tem consequências?” Fernando Negrão exige esclarecimentos “a bem da ética”
    No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, Fernando Negrão questionou ainda António Costa sobre valorização do interior e os problemas no sector da Saúde.
18-05-2018
PCP e BE estão numa “disputa fratricida” pelo título de campeão do proletariado
    Pedro Roque recordou a estes partidos que “a economia é demasiado importante para experimentalismos ou voluntarismos”.
17-05-2018
Incêndios: PSD exige saber como serão distribuídas as verbas do Fundo de Solidariedade da UE
    Os deputados do PSD eleitos por Santarém entregaram no Parlamento uma pergunta dirigida ao Ministro do Planeamento e das Infraestruturas.
16-05-2018
Luís Campos Ferreira: “governo rege-se pela lógica do poucochinho”
    No debate sobre “Internacionalização da Economia Portuguesa”, o social-democrata enfatizou que “foi assim que lá chegou e é assim que o executivo governa”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas