Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PSD defende a obrigatoriedade da apresentação anual de um plano de atuação com vista a fiscalizar e monitorizar a qualidade do ar interior
A iniciativa dos sociais-democratas foi apresentada pela deputada Emília Cerqueira.
Emília Cerqueira apresentou, esta quinta-feira, o Projeto de Lei do PSD que estabelece a obrigatoriedade da apresentação anual de um plano de atuação com vista a fiscalizar e monitorizar a qualidade do ar interior.
De acordo com a parlamentar, esta iniciativa visa “introduzir uma melhoria na legislação sobre a qualidade do ar interior já existente e que consiste na introdução da obrigatoriedade de apresentação anual dum plano de monitorização da qualidade do ar interior relativamente aos edifícios ou frações existentes de comércio e serviços cuja área já seja de alguma relevância”. Esta obrigatoriedade, adianta a deputada, abrangerá também os edifícios que sejam propriedade duma entidade pública e que tenham área útil de pavimento ocupada por uma entidade pública e frequentemente visitada pelo público desde que tenham uma área superior a 250 m2. “Com este Projeto de lei pretende-se dar maior efetividade ao cumprimento dos planos de fiscalização já previstos na legislação atualmente em vigor. Sendo a preocupação com a poluição do ar interior um imperativo que a todos nos deve mover e relativamente ao qual o PSD sempre esteve na linha da frente”, frisou.
De seguida, a social-democrata recordou que com o Decreto de 20 de Agosto foi dado um enormíssimo passo em frente no que se refere à fiscalização da qualidade do ar interior dos edifícios. “Sendo de destacar a primazia que se deu, por um lado, atentas as condições climatéricas do nosso país, à ventilação natural, numa ótica de otimização de recursos, de eficiência energética. E por outro lado, apostando no controlo das fontes de poluição e na adoção de medidas preventivas, tanto ao nível da conceção dos edifícios, como do seu funcionamento, por forma a reduzir os riscos para a saúde pública. Sim, a legislação atualmente em vigor trouxe um muito maior rigor no controlo da qualidade do ar. Deixem-me recordar-lhes, por exemplo, no que se refere aos índices admissíveis nas amostras, da tão falada bactéria legionella, passou a não ser tolerada qualquer presença na amostragem a analisar”.
Dirigindo-se às bancadas da esquerda, Emília Cerqueira enfatizou que perante o surgimento de diversos casos de legionella que tem ocorrido no nosso país e que têm causado dezenas de vítimas, algumas tendo infelizmente mesmo falecido, não devemos culpar a legislação, que sem dúvida é boa. Devemos sim perguntar-nos porque é que o estado não cumpriu a sua obrigação de proceder à efetiva fiscalização de instalações que estão sob a sua alçada direta. “No entanto, perante a falha do estado na vigilância da saúde e segurança dos seus concidadãos, o PSD decidiu apresentar este Projeto-Lei por forma a garantir que a saúde pública de todos esteja garantida e na expectativa que, a ser aprovado este diploma que agora propomos, não voltemos a ouvir falar de pessoas infetadas e de mortos por legionella pela simples razão que o estado lhes falhou”.
“O nosso projeto pretende que a saúde dos nossos concidadãos seja uma preocupação diária e não, como muitos pretendem, uma preocupação que apenas se mostra de anos a anos, aquando da realização das auditorias pré-programadas”, rematou a deputada.

07-12-2017 Partilhar Recomendar
18-06-2010
PSD defende alteração dos traçados das linhas de muito alta tensão em Silves e Almada
    Luís Rodrigues salientou o desajustamento destes traçados e desafiou o PS a aprovar o Projecto de Lei do PSD que aumenta significativamente as garantias de protecção dos cidadãos contra a exposição aos campos electromagnéticos.
16-06-2010
PSD solicita esclarecimento cabal à Ministra do Ambiente sobre o nível químico e biológico do rio Lis e da Ribeira dos Milagres
    Face a notícias recentes que confirmam a manutenção das descargas de águas residuais das suiniculturas da região de Leiria, quer na nascente e foz do Rio Lis, quer na Ribeira dos Milagres, deputados do PSD exigem informação urgente sobre os resultados das mais recentes análises bacteriológicas realizadas nos leitos dos rios e ribeiras da bacia hidrográfica do Lis, assim como dos aquíferos da mesma região.
07-06-2010
Nuno Reis quer conhecer os estudos técnicos que sustentam Infias como melhor localização para aterro
    Deputado do PSD pediu esclarecimentos à Ministra do Ambiente
28-05-2010
Luís Menezes defende generalidade dos princípios da Carta da Terra
    O deputado considera de enorme relevância a existência de um documento que balize, ainda que de forma genérica, os princípios de uma sociedade globalmente sustentável, baseada no respeito pela natureza, direitos humanos fundamentais e justiça económica.
25-05-2010
Ministra do Ambiente e do Ordenamento do Território questionada no Parlamento
    Deputados do PSD questionaram Ministra do Ambiente em sede de Comissão Parlamentar
12-05-2010
PSD defende inclusão do município de Mação na NUTS III - Médio Tejo
    Vasco Cunha apresentou o Projecto de Lei dos sociais-democratas que visa reparar uma injustiça
12-05-2010
Mendes Bota defende medidas de “discriminação positiva” para os municípios do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina
    Deputado social-democrata defendeu o equilíbrio entre o Parque Natural e as populações.
07-05-2010
PSD questiona Ministra do Ambiente sobre a entrega à Comissão Europeia de relatório sectorial relativo à Directiva-Quadro dos Resíduos
    Em causa está a obrigatoriedade de envio à Comissão Europeia de um relatório trianual sectorial relativo ao tratamento dos resíduos em Portugal.
07-05-2010
PSD preocupado com incumprimento da Convenção de Albufeira por parte de Espanha
    Sociais-democratas questionam a Ministra do Ambiente sobre a actuação e fiscalização do Governo nesta matéria
30-04-2010
Plano de Ordenamento do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina (PNSACV) não serve as populações
    Mendes Bota e Antonieta Guerreiro consideram que a proposta de Plano de Ordenamento apresentada “aparenta prolongar a ausência de um modelo sustentável e de qualidade de vida das populações dos municípios por ele abrangidos”
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas