Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Orçamento segue o mote socialista: “chapa ganha, chapa gasta”
António Leitão Amaro acusou o governo de “ser governado” pelas pressões dos interesses.
“Este executivo não governa, é governado. É governado pelas circunstâncias, ficando passivamente a deixar acontecer, incluindo falhas no Estado e tragédias no país. É governado pelas pressões dos interesses particulares. Por maiores e mais legítimos que sejam os interesses particulares, o que se espera de um governo é que governe pelo interesse geral e interesse público. É governado ao ficar bloqueado nessa maioria cujo único programa é retroceder”. Foi desta forma que António Leitão Amaro iniciou a sua intervenção, esta quarta-feira, no debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2018.
De seguida, o Vice-Presidente da bancada do PSD recordou as cativações feitas pelo governo, com as suas consequências para o Estado social, e enfatizou que este Orçamento segue o mote socialista de “chapa ganha, chapa gasta”.
Reconhecendo que as propostas do PSD não são suficientes para reverter este mau Orçamento, o deputado afirmou que essa circunstância não faz os sociais-democratas deixarem de pretender construir e de mostrar as diferenças. “Precisamos de um país mais focado na criação de riqueza. Um país com mais coesão social e territorial. E é por isso que trazemos várias propostas para a criação sustentada de riqueza, com medidas que puxam pelas empresas, pela sua capitalização, pelo ganho de escala e pela sua competitividade. Propostas para pensionistas atuais e do futuro. Propostas que protegem os jovens. Propostas que ajudam os emigrantes que querem regressar a Portugal. Medidas para mais coesão territorial, com medidas para os territórios ardidos, para combate à seca, para apoiar as Regiões Autónomas e medidas para o Interior”.
A terminar, António Leitão Amaro manifestou a oposição do PSD à política deste “governo que é governado” e sublinhou que as propostas dos sociais-democratas visam a construção de um país melhor.

22-11-2017 Partilhar Recomendar
24-11-2017
Álvaro Batista: “o PSD quer apoiar o interior e o mundo rural”
    O deputado apresentou a proposta do PSD que defende a isenção de IMT, de imposto selo, de IMI e do pagamento de registo para todas as operações de emparcelamento.
24-11-2017
Governo abandonou as empresas à sua sorte
    Carlos Silva considera que o desprezo do executivo pelas empresas é aterrador.
24-11-2017
Carlos Abreu Amorim acusa maioria de esquerda de “abafamento democrático”
    O Vice-Presidente da bancada do PSD acusou a esquerda de utilizar um “rolo compressor em todas as propostas alternativas”.
23-11-2017
Incêndios: é tempo de apoiar as populações e empresas atingidas
    Margarida Balseiro Lopes apresentou as propostas do PSD que passam pela isenção de IMI para os edifícios atingidos e pela isenção do pagamento especial por conta.
23-11-2017
Sociais-democratas defendem a criação de um incentivo às ações de limpeza, prevenção e gestão florestal
    José Carlos Barros apresentou a proposta do PSD e frisou que ela que tem um impacto positivo no terreno.
23-11-2017
PSD propõe diminuição da carga fiscal para as empresas exportadoras
    António Costa Silva desafiou o PS a aprovar as iniciativas dos sociais-democratas.
23-11-2017
“Orçamento desconsidera as empresas e o seu papel para o futuro do país”
    Segundo Joel Sá as empresas apenas podem esperar mais impostos deste Orçamento.
23-11-2017
Governo antecipa receita a curto prazo para perder mais receitas a longo prazo
    António Leitão Amaro considera que o executivo está a prejudicar os contribuintes para beneficiar alguns bancos.
23-11-2017
PSD propõe isenção de IRS para o complemento por dependência
    Helga Correia lembrou que esta prestação é da maior relevância e que este imposto pode comprometer a sua eficácia.
23-11-2017
PSD está contra o alargamento dos escalões de IRS
    Segundo Duarte Pacheco as alterações ao IRS devem passar pela redução das taxas.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas