Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Propaganda da esquerda esconde um governo bloqueado e incapaz de reformar
António Leitão Amaro afirmou que o governo das esquerdas abdicou do futuro e pensa apenas no seu interesse no presente.
António Leitão Amaro considera que a “propaganda eufórica” que a esquerda fez em torno do Orçamento “esconde um governo bloqueado e incapaz de reformar”, a devorar no presente os frutos das reformas anteriores. No debate do Orçamento e das Grandes Opções do Plano para 2018, o Vice-Presidente da bancada do PSD assinalou que a esquerda rasgou tudo o que sempre disse e tomou mão de armas que jamais esperaríamos que viabilizassem: os maiores cortes e cativações no investimento público de que há memória, aumentos de impostos indiretos que trazem a carga fiscal para níveis recorde, perdões fiscais e antecipação de receitas de impostos que aliviam muito algumas grandes empresas. Face a este cenário, o parlamentar sentenciou que o terceiro e penúltimo Orçamento do governo das esquerdas é mais do mesmo e não contém nada que prepare e dê esperança para o futuro.
De seguida, o deputado frisou que o Orçamento não cuida do nosso futuro coletivo, não traz nada de favorável para as empresas, não tem medidas para as exportações e investimento e não tem reformas. No entender do social-democrata, o resultado dessa linha política está à vista: em três anos de governo das esquerdas, dois são de desaceleração económica.
António Leitão Amaro sublinhou ainda que “este Orçamento ameaça o nosso futuro, pois põe as fichas todas no consumo interno” e a explicação, no ponto de vista do deputado, é simples: as esquerdas “abdicaram do futuro” pensando apenas no seu interesse do presente.
No que respeita ao presente, o Vice da “bancada laranja” sublinhou que também não sai beneficiado pelo Orçamento. No entender do parlamentar, com este governo os portugueses pagam mais, para receber menos e ter piores serviços. “Nunca se foi buscar tanto à economia para alimentar o Estado”, acusou o deputado, adiantando que apesar disso o país assiste incrédulo e chocado às trágicas falhas do Estado na proteção das pessoas, citando o caso dos incêndios, o caso de Tancos, o bloqueio de cirurgias oncológicas, entre outros exemplos.
A terminar, António Leitão Amaro alertou para a injustiça que a esquerda se prepara para cometer com os trabalhadores a recibos verdes, em que milhares de pessoas vão ser castigadas com um aumento no IRS.

02-11-2017 Partilhar Recomendar
24-11-2017
Álvaro Batista: “o PSD quer apoiar o interior e o mundo rural”
    O deputado apresentou a proposta do PSD que defende a isenção de IMT, de imposto selo, de IMI e do pagamento de registo para todas as operações de emparcelamento.
24-11-2017
Governo abandonou as empresas à sua sorte
    Carlos Silva considera que o desprezo do executivo pelas empresas é aterrador.
24-11-2017
Carlos Abreu Amorim acusa maioria de esquerda de “abafamento democrático”
    O Vice-Presidente da bancada do PSD acusou a esquerda de utilizar um “rolo compressor em todas as propostas alternativas”.
23-11-2017
Incêndios: é tempo de apoiar as populações e empresas atingidas
    Margarida Balseiro Lopes apresentou as propostas do PSD que passam pela isenção de IMI para os edifícios atingidos e pela isenção do pagamento especial por conta.
23-11-2017
Sociais-democratas defendem a criação de um incentivo às ações de limpeza, prevenção e gestão florestal
    José Carlos Barros apresentou a proposta do PSD e frisou que ela que tem um impacto positivo no terreno.
23-11-2017
PSD propõe diminuição da carga fiscal para as empresas exportadoras
    António Costa Silva desafiou o PS a aprovar as iniciativas dos sociais-democratas.
23-11-2017
“Orçamento desconsidera as empresas e o seu papel para o futuro do país”
    Segundo Joel Sá as empresas apenas podem esperar mais impostos deste Orçamento.
23-11-2017
Governo antecipa receita a curto prazo para perder mais receitas a longo prazo
    António Leitão Amaro considera que o executivo está a prejudicar os contribuintes para beneficiar alguns bancos.
23-11-2017
PSD propõe isenção de IRS para o complemento por dependência
    Helga Correia lembrou que esta prestação é da maior relevância e que este imposto pode comprometer a sua eficácia.
23-11-2017
PSD está contra o alargamento dos escalões de IRS
    Segundo Duarte Pacheco as alterações ao IRS devem passar pela redução das taxas.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas