Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Nuno Serra frisa que a culpa dos incêndios reside na descoordenação e no combate
O Vice-Presidente da bancada do PSD afirmou que o relatório da Comissão Técnica Independente comprova essas falhas.
“Nunca será de mais relembrar os trágicos incêndios que existiram em Portugal este ano. Relembrar estas tragédias é manter na memória aqueles que perderam vida, mas é também prevenir o futuro. Um futuro onde o Estado não falhar como falhou. E o Estado falhou duas vezes em quatro meses. Falhou no socorro, no auxílio das populações e falhou no deficiente combate aos incêndios”. Foi desta forma que Nuno Serra iniciou a sua intervenção, no debate do Relatório da Comissão Técnica Independente para a análise célere e apuramento dos factos relativos aos incêndios que ocorreram em Pedrógão Grande, Castanheira de Pera, Ansião, Alvaiázere, Figueiró dos Vinhos, Arganil, Góis, Penela, Pampilhosa da Serra, Oleiros e Sertã entre 17 e 24 de junho de 2017.
De seguida, o Vice-Presidente da bancada do PSD frisou que para que o Estado não volte a falhar, tem de melhorar os erros e as deficiências, bem descritas no relatório da comissão técnica independente, e aproveitando este momento de reconstrução para implementar modelos mais eficazes no combate e mais sustentáveis e viáveis na prevenção.
Contudo, adianta o social-democrata, após a tragédia de Pedrogão Grande, o governo e a maioria de esquerda decidiu centrar atenções na reforma da floresta. “Após as diversas tragédias de 15 de outubro o Primeiro-Ministro responde novamente com a reforma florestal. Será que na consciência desta maioria nunca ocorreu que o problema maior terá sido no combate e na deficiência da Proteção Civil. Em primeiro lugar, os trágicos acontecimentos não foram culpa da nossa floresta, não foram culpa dos habitantes das zonas rurais, nem dos pequenos e médios produtores florestais. Foi sim, culpa da descoordenação e do combate. É isso que está bem claro no relatório que hoje discutimos. Em segundo lugar, a resposta da reforma da floresta é curta e frouxa porque a dimensão do problema não se adequa às medidas que quis tomar”.
Face a este cenário, Nuno Serra afirmou que “a atitude arrogante e soberba do Governo tem de mudar. Está na altura de acolher propostas construtivas da sociedade e da oposição que os senhores teimam em rejeitar. Está na altura de o Governo deixar de se escudar no território e nas florestas e encarar as suas responsabilidades passadas e futuras. Acolhendo as ideias do relatório em discussão, as ideias do PSD e de outros partidos”.
A terminar, o social-democrata declarou que o que se passou este ano foi um problema de Proteção Civil. “Um problema ao nível do combate e da coordenação de meios. Um problema cuja responsabilidade é exclusiva deste governo e do atual Primeiro-Ministro. Do Primeiro-Ministro, que fugindo às suas responsabilidades, apenas afirmou que estas tragédias se iam repetir e que nos teríamos de nos habituar. Não, nem o PSD nem os portugueses se habituarão a que o Estado falhe desta forma. O Estado não pode voltar a falhar”.

27-10-2017 Partilhar Recomendar
18-01-2018
PSD propõe Projetos-piloto de ordenamento florestal para o interior
    Duarte Marques defendeu que o projeto previsto para Pedrógão seja alargado a Mação, Oleiros, Vila Velha de Ródão, Castelo Branco, Proença-a-Nova, Gavião e Nisa.
20-12-2017
“Este foi um ano bem penoso para os portugueses e a responsabilidade é sua que é Primeiro-Ministro”
    Hugo Soares contrariou António Costa e desafiou-o a pronunciar-se sobre a coerência do governo em assuntos como a associação Raríssimas, os CTT, o Salário Mínimo Nacional e o Montepio.
20-12-2017
Passos Coelho acusa o PS de instrumentalizar o Estado e os cidadãos
    O líder do PSD afirmou ainda não ter memória de “ano tão trágico”.
06-12-2017
“Este é um governo sozinho e esgotado”
    Hugo Soares afirmou que em questões estruturais o governo não pode contar com BE e PCP e questionou António Costa sobre o Infarmed e sobre o “flick flack à retaguarda” do PS em relação ao imposto das renováveis.
29-11-2017
Nuno Serra acusa a esquerda de não valorizar os territórios de baixa densidade populacional
    O deputado apelou à implementação de reformas que criem condições para atrair mais população e empresas para estas regiões.
29-11-2017
Maurício Marques apela ao governo para que “pare, escute e olhe”
    Em causa a atuação do executivo em relação aos incêndios e às propostas do PSD que teima em rejeitar.
29-11-2017
Incêndios: “alguém acha razoável o Estado ir cobrar impostos às pessoas que perderam as suas casas?”
    Margarida Balseiro Lopes criticou a esquerda por ter chumbado a proposta do PSD de isenção de IMI a quem perdeu a sua casa.
29-11-2017
Incêndios: PSD propõe a criação de um programa nacional de apoio à recuperação do parque habitacional afetado
    A iniciativa dos sociais-democratas foi apresentada pela deputada Berta Cabral.
29-11-2017
PSD apresenta propostas para apoiar as empresas e os territórios que foram atingidos pelos incêndios
    Luís Leite Ramos frisou que estas medidas são urgentes e visam resolver problemas que afetam empresas e populações.
29-11-2017
PSD quer prestar Justiça a todas as vítimas dos incêndios deste ano
    Fernando Negrão apresentou 8 iniciativas dos sociais-democratas que visam impedir que o horror se repita.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas