Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Nuno Serra frisa que a culpa dos incêndios reside na descoordenação e no combate
O Vice-Presidente da bancada do PSD afirmou que o relatório da Comissão Técnica Independente comprova essas falhas.
“Nunca será de mais relembrar os trágicos incêndios que existiram em Portugal este ano. Relembrar estas tragédias é manter na memória aqueles que perderam vida, mas é também prevenir o futuro. Um futuro onde o Estado não falhar como falhou. E o Estado falhou duas vezes em quatro meses. Falhou no socorro, no auxílio das populações e falhou no deficiente combate aos incêndios”. Foi desta forma que Nuno Serra iniciou a sua intervenção, no debate do Relatório da Comissão Técnica Independente para a análise célere e apuramento dos factos relativos aos incêndios que ocorreram em Pedrógão Grande, Castanheira de Pera, Ansião, Alvaiázere, Figueiró dos Vinhos, Arganil, Góis, Penela, Pampilhosa da Serra, Oleiros e Sertã entre 17 e 24 de junho de 2017.
De seguida, o Vice-Presidente da bancada do PSD frisou que para que o Estado não volte a falhar, tem de melhorar os erros e as deficiências, bem descritas no relatório da comissão técnica independente, e aproveitando este momento de reconstrução para implementar modelos mais eficazes no combate e mais sustentáveis e viáveis na prevenção.
Contudo, adianta o social-democrata, após a tragédia de Pedrogão Grande, o governo e a maioria de esquerda decidiu centrar atenções na reforma da floresta. “Após as diversas tragédias de 15 de outubro o Primeiro-Ministro responde novamente com a reforma florestal. Será que na consciência desta maioria nunca ocorreu que o problema maior terá sido no combate e na deficiência da Proteção Civil. Em primeiro lugar, os trágicos acontecimentos não foram culpa da nossa floresta, não foram culpa dos habitantes das zonas rurais, nem dos pequenos e médios produtores florestais. Foi sim, culpa da descoordenação e do combate. É isso que está bem claro no relatório que hoje discutimos. Em segundo lugar, a resposta da reforma da floresta é curta e frouxa porque a dimensão do problema não se adequa às medidas que quis tomar”.
Face a este cenário, Nuno Serra afirmou que “a atitude arrogante e soberba do Governo tem de mudar. Está na altura de acolher propostas construtivas da sociedade e da oposição que os senhores teimam em rejeitar. Está na altura de o Governo deixar de se escudar no território e nas florestas e encarar as suas responsabilidades passadas e futuras. Acolhendo as ideias do relatório em discussão, as ideias do PSD e de outros partidos”.
A terminar, o social-democrata declarou que o que se passou este ano foi um problema de Proteção Civil. “Um problema ao nível do combate e da coordenação de meios. Um problema cuja responsabilidade é exclusiva deste governo e do atual Primeiro-Ministro. Do Primeiro-Ministro, que fugindo às suas responsabilidades, apenas afirmou que estas tragédias se iam repetir e que nos teríamos de nos habituar. Não, nem o PSD nem os portugueses se habituarão a que o Estado falhe desta forma. O Estado não pode voltar a falhar”.

27-10-2017 Partilhar Recomendar
02-11-2017
Desde 2016 que o governo reduz as verbas destinadas à prevenção e combate aos incêndios
    Carlos Abreu Amorim recordou que nem nos anos da troika esse valor foi tão reduzido.
27-10-2017
Pedrógão Grande: “o relatório da Comissão Técnica Independente demonstra que tudo falhou”
    No debate sobre o relatório, Teresa Morais frisou que “o Estado não pode falhar outra vez”.
25-10-2017
Governo incapaz, incompetente e politicamente negligente merece censura
    Luís Montenegro acusou António Costa de reagir a incêndios como “tecnocrata de mediana categoria”.
25-10-2017
O governo reduziu o dispositivo de combate aos incêndios para um nível inaceitável
    Maurício Marques lamentou que o executivo tenha ignorado os vários alertas.
25-10-2017
Incêndios: PSD defende isenção de iva para os bens e serviços dos que contribuem para a reconstrução
    Manuel Frexes requereu ainda para o distrito de Castelo Branco o acesso ao cadastro simplificado e aos fundos europeus.
24-10-2017
Incêndios: governo nada fez para evitar que a tragédia se repetisse
    Pedro Alves quis saber o que levou o Primeiro-Ministro a manter a Ministra da Administração Interna em funções.
24-10-2017
Margarida Balseiro Lopes quer saber por que motivo o governo não prolongou a fase Charlie
    A deputada recordou que o IPMA avisou que o dia 15 de outubro seria o dia mais perigoso do ano.
24-10-2017
Aveiro: governo tentou nomear para segundo comandante operacional distrital um boy socialista
    Amadeu Albergaria afirmou ainda que “o governo socialista, comunista e bloquista abandonou as populações e os meios de socorro à sua sorte”.
24-10-2017
Moção de Censura: António Costa falhou por causa da sua “incompetência, soberba e insensibilidade”
    O líder parlamentar do PSD acusou o Primeiro-Ministro de falhar nas horas difíceis.
24-10-2017
Deputados do PSD visitam regiões do distrito de Aveiro mais afetadas pelos incêndios
    Os sociais-democratas estiveram nos concelhos de Castelo de Paiva, Arouca e Vagos.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas