Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Pedrógão Grande: “o relatório aponta falhas técnicas e destas falhas devia resultar responsabilidades políticas”
Carlos Abreu Amorim apelou à Ministra da Administração Interna e o Primeiro-Ministro que “assumam as responsabilidades e encerrem esta questão com dignidade”.
No debate de atualidade sobre a responsabilidade política decorrente do Relatório da Comissão Técnica Independente sobre a análise e apuramento dos factos relativos aos incêndios que ocorreram em Pedrógão Grande, Carlos Abreu Amorim afirmou que “não tem memória de ver um Ministro de qualquer governo ter uma atitude tão indecorosa” como a que a Ministra da Administração Interna teve. Para o Vice-Presidente da bancada do PSD “é indecoroso que a senhora Ministra e este Governo, nomeadamente o senhor Primeiro-Ministro, continue a não enfrentar a verdadeira questão que está presente em toda esta problemática: o Estado falhou”.
O parlamentar lamentou que a Ministra ainda não tenha lido o relatório da Comissão Independente e que esteja constantemente a falar ao lado do problema, que reside no facto de o sistema de prevenção e combate aos incêndios não estar preparado. “As mudanças de mais de dois terços dos comandos da Proteção Civil acabaram por fazer ruir o sistema de Proteção Civil que não estava minimamente preparado para enfrentar estas circunstâncias. A verdadeira questão é que não houve liderança, não houve coordenação e nem sequer há a humildade democrática para assumir as suas responsabilidades”.
A terminar, Carlos Abreu Amorim enfatizou que “não há mais jogo de esconde-esconde. O relatório aponta falhas técnicas e destas falhas técnicas devia resultar responsabilidades políticas”. Face a este cenário, o deputado apelou a que a Ministra da Administração Interna e o Primeiro-Ministro “assumam as responsabilidades e encerrem esta questão com dignidade”.

13-10-2017 Partilhar Recomendar
05-02-2010
Número de efectivos da GNR de Tondela é insuficiente
    Actualmente com 38 guardas, quando deveriam ser 96
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas