Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Hugo Soares acusou António Costa de liderar o “governo da desresponsabilização”
O líder parlamentar do PSD lastimou a forma como o Primeiro-Ministro se desresponsabiliza de todos os casos.
No seu primeiro debate com o Primeiro-Ministro na qualidade de Presidente do Grupo Parlamentar do PSD, Hugo Soares acusou António Costa de liderar o “governo da desresponsabilização”. Num debate sobre o tema da habitação, que se iniciou com o governante a apresentar mais um conjunto de medidas, o social-democrata recordou que António Costa apresentou, há 2 anos, um grande fundo para a reabilitação urbana. “Hoje já se esqueceu de falar dele. Anunciou o programa da Casa Eficiente, hoje já se esqueceu dele. O senhor tinha até 5,5 milhões de euros no Orçamento para as políticas do sector, mas ficaram todos cativados e não gastou sequer um milhão. O senhor é melhor a anunciar medidas em cinco minutos, do que um bom carpinteiro a apertar pregos o dia inteiro. O senhor é de facto extraordinário a apresentar medidas, mas é a política do show-off e não passa à ação”.
Contudo, acrescenta o líder parlamentar do PSD, além dos portugueses serem confrontados com um “Primeiro-Ministro do anúncio das medidas e da governação do dia-a-dia”, neste período de férias “ficámos também a saber que este é o governo da desresponsabilização”. “O seu governo mudou a meio as regras do concurso de colocação de professores. Durante o período de férias morreram mais de 60 pessoas nos incêndios em Portugal, parece que a culpa vai morrer solteira e também aqui temos desresponsabilização. O boy do PS que devia ser demitido por indecente e má figura, sai por uma questão lateral e o senhor primeiro-Ministro não assume qualquer responsabilidade. E tivemos o caso de Tancos, que numa primeira fase era de grande gravidade, numa segunda fase não era nada de mais até porque o material era uma espécie de sucata. Depois tivemos as inenarráveis declarações do senhor Ministro da Defesa que, a determinada altura, já não sabia o que tinha acontecido em Tancos. 97 dias depois é altura de confrontar o Primeiro-Ministro: pode dizer hoje ao país se o que aconteceu em Tancos foi ou não foi um furto”, questionou Hugo Soares.
Perante a recusa em responder do Primeiro-Ministro, o social-democrata disse a António Costa que “é de responsabilidade política que estamos a falar e o senhor não a tem. É assim também na questão dos professores. O senhor elenca o problema, mas conhecia as regras, mudou-as e os professores foram prejudicados”.
De seguida, Hugo Soares focou a sua intervenção no sector da saúde, confrontando o Primeiro-Ministro com as dívidas que continuam a “crescer de forma exponencial”. “Durante os últimos meses a dívida continua a crescer de forma exponencial, são greves atrás de greves, são cirurgias adiadas, é um serviço que não serve as pessoas. Mas os senhores enchem a boca que estão a salvar o SNS e tiveram até a ousadia de ter um Secretário de Estado a dizer que era um tormento governar nestas circunstâncias. Tormento era governar quando não havia certeza se havia dinheiro para pagar salários. Tormento era quando se tinha de pagar as dívidas que o governo a que o senhor pertenceu deixou para os outros pagarem. Isso é que era um tormento”.
A terminar, Hugo Soares lamentou a ausência de respostas por parte de António Costa, mas deixou a garantia que o Grupo Parlamentar do PSD “vai continuar a colocar questões”, sabendo que do outro lado encontrará um Primeiro-Ministro que se desresponsabiliza constantemente.

04-10-2017 Partilhar Recomendar
Hugo Soares questiona António Costa
Hugo Soares questiona António Costa
20-10-2017
PSD Recomenda ao Governo que adote medidas de reforço do apoio às crianças e jovens com cancro
    Proposta dos sociais-democratas abrange os domínios da Segurança Social e Trabalho, Saúde e Educação.
19-10-2017
“O Estado não se pode demitir da função de regulação do exercício da profissão”
    No entender de Joana Barata Lopes, a criação de uma Ordem profissional deve responder a uma situação excecional.
18-09-2017
Tancos: passados três meses avolumam-se as interrogações
    Costa Neves considerou que o que ocorreu é de uma gravidade extrema e exigiu respostas ao Ministro da Defesa.
18-09-2017
Sérgio Azevedo enfatiza que “o que e passou em Tancos é um assunto grave”
    O Vice-Presidente da bancada do PSD sublinhou que o alegado furto no Paiol de Tancos põe em causa a segurança do Estado e compromete Portugal no quadro internacional.
19-07-2017
PSD recomenda ao Governo o reforço das respostas para a Saúde Mental
    A iniciativa dos sociais-democratas foi apresentada pela deputada Ângela Guerra.
12-07-2017
Ministro da Saúde vive do trabalho do anterior governo
    Miguel Santos lembrou ao governante que os resultados anunciados são fruto das políticas implementadas pelo seu antecessor.
06-07-2017
Fátima Ramos lamenta “guerrilha” da esquerda no debate sobre os direitos das pessoas doentes em fim de vida
    A deputada desafiou os partidos a deixarem de olhar para o passado e começarem a preparar um futuro melhor.
06-07-2017
Ângela Guerra destaca a importância da formação de profissionais de saúde em cuidados paliativos
    A deputada enfatizou ainda que é crucial uma aposta no desenvolvimento da rede de cuidados paliativos.
06-07-2017
Doentes em fim de vida: segundo Ricardo Baptista Leite “não estamos a fazer tudo” para evitar o sofrimento destas pessoas
    O deputado considera que as leis em vigor não resultam.
06-07-2017
Saúde: montante dos pagamentos em atraso dos hospitais aumentou 44%
    Simão Ribeiro acusou o governo de ter aumentado a dívida do SNS em 2 mil milhões de euros.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas