Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Pedrógão Grande: Passos Coelho defende a criação de um mecanismo rápido de indemnização às famílias das vítimas
O líder do PSD frisou ainda que “é necessário apurar todas as responsabilidades”.
Passos Coelho defendeu, esta quarta-feira, que o Governo deve adotar medidas que visem indemnizar rapidamente as famílias das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande. No debate quinzenal com António Costa, o social-democrata recordou que há mecanismos de indemnização para as vítimas, que já foram usados noutras alturas por outros governos, e por isso pergunta ao Primeiro-Ministro se “o Governo está ou não está disponível para suprir esta lacuna e aprovar um mecanismo deste género”.
No início do debate, o líder do PSD expressou o seu pesar pelas vítimas desta tragédia, lembrando que não teve precedentes na “nossa memória democrática”. “Estamos infelizmente habituados a incêndios, mas nunca aconteceu uma tragédia destas dimensões, com as vítimas mortais que esta registou. Significa que é necessário apurar todas as responsabilidades, para não ficar a perceção na opinião pública de que há um jogo do empurra. É importante que haja um cabal esclarecimento do que se passou”.
O social-democrata recordou a proposta feita pelo PSD, e aceite pelo Governo, de criar uma comissão técnica independente para apurar “exatamente tudo o que se passou neste incêndio, e não aquilo que se passou nos últimos 30 ou 40 anos”.
Para Passos Coelho “é necessário apurar o que se passou não nos últimos 30 anos, mas neste incêndio” em particular. “Com humildade ninguém pode dizer que diversos governos não possam ser indiretamente responsáveis pelo que se passou”. No entanto, adverte o social-democrata, que isso “não pode servir para tirar a conclusão que a responsabilidade é de todos e, portanto, não é de ninguém”.
De seguida, o líder do PSD colocou em contraponto o movimento cívico de “solidariedade” que se criou em torno da tragédia “desde a primeira hora”, com as “falhas do Estado”. “O Estado falha quando tantas pessoas morrem nas circunstâncias em que morreram”, diz, sublinhando que o Estado devia ser rápido a fazer a reparação por essas falhas.
Numa segunda intervenção, Passos Coelho enfatizou que “não há dúvidas de que a responsabilidade objetiva exista. Há uma responsabilidade objetiva do Estado, porque as pessoas morreram em estradas nacionais onde a segurança cabe ao Estado”. Neste cenário, adianta, é “importante que as pessoas não tenham de andar num calvário judicial e sejam indemnizadas de acordo com aquilo a que têm direito.”
A terminar, o social-democrata recordou que só agora se vai entrar na “fase mais aguda de combate aos incêndios”, exigindo ao Primeiro-Ministro que o Governo faça “tudo o que puder para colmatar a desconfiança que se instalou”.

28-06-2017 Partilhar Recomendar
05-04-2018
Cultura: governo não honrou a palavra dada
    Fernando Negrão saudou os agentes culturais por terem desencadeado a maior onda de contestação na Cultura das últimas décadas.
04-04-2018
Incêndios: “temos hoje um país sem meios e sem uma estratégia sustentável para combater os fogos”
    Nuno Serra lamenta que “o Governo continue fechado na sua propaganda, desprezando qualquer conselho ou proposta da oposição”.
04-04-2018
Luís Pedro Pimentel considera que a preparação da época de incêndios está a falhar
    O deputado entende que, à parte de todo o enredo em torno da limpeza do mato e do corte de árvores junto às habitações, a preparação é pouca.
04-04-2018
Emília Cerqueira: discurso do governo choca com a realidade
    A deputada apelou ao Ministro da Administração Interna para colocar mais seriedade e menos demagogia no debate.
04-04-2018
Duarte Marques: “preparação da época de incêndios está ainda mais atrasada”
    O social-democrata acusou o executivo de não ter aprendido nada com as desgraças do ano passado.
28-03-2018
Incêndios de outubro: o governo falhou em toda a linha no combate às chamas
    Maurício Marques alerta ainda que a 2 meses do início da época mais crítica, ninguém conhece a estratégia para a defesa da floresta e populações.
28-03-2018
Incêndios de outubro: Relatório da Comissão Técnica Independente “arrasou o governo”
    Carlos Peixoto refere que o governo não fez o que podia e devia.
28-03-2018
Governo discrimina Mação no apoio aos lesados dos incêndios
    Duarte Marques criticou a postura do executivo e lembrou que este foi o terceiro concelho com mais área ardida.
28-03-2018
Incêndios de outubro: “o governo falhou clamorosamente e não aprendeu nada com a tragédia de junho”
    Emília Cerqueira quis saber quando é que o governo vai apresentar um “pedido sincero de desculpas às populações afetadas”.
21-03-2018
Incêndios de outubro: relatório da Comissão Técnica Independente confirma o falhanço do Estado
    Rubina Berardo considera que a avaliação desta Comissão veio dar razão ao que o PSD afirmou desde a primeira hora.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas