Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Professores da Madeira discriminados e excluídos do concurso interno a nível nacional
Sara Madruga da Costa considera que esta é mais uma situação “inadmissível de bloqueio” por parte do Ministério da Educação.
Os professores que lecionam na rede escolar da Madeira têm sido excluídos do concurso interno de acesso ao quadro continental, o que tem levado à apresentação de várias queixas junto do Sindicato Democrático do Professores da Madeira (SDP).
A deputada do PSD à Assembleia da República, Sara Madruga da Costa, reuniu no Funchal com os dirigentes do SDP-M considerando que esta é mais uma situação “inadmissível de bloqueio” do Ministério da Educação, em relação à Região, que através de um Aviso de Abertura de Concurso e de uma plataforma informática feitas à medida para o efeito tenha como consequência a exclusão dos professores da Madeira.
“Estamos perante uma nova discriminação aos professores da Madeira” disse, sublinhando que o Ministério da Educação tem obrigatoriamente de criar condições que permitam uma efetiva mobilidade entre os professores do quadro regional e os professores do quadro nacional.
“Os docentes da Região não podem sair prejudicados nem discriminados em função do território onde se encontram a residir, nem por outro lado impedidos de mudarem de local ou do quadro”, defendeu Sara Madruga da Costa.
Mas a discriminação vai mais longe, referiu, apontando a diferença de critérios entre a Madeira e os Açores no que diz respeito ao acesso do concurso interno do quadro nacional.
“Exigem-se mais condições aos professores que estão nas escolas da Madeira do que se exige aos professores que lecionam nos Açores” lamentou, acusando o Ministério da Educação de tentar dificultar o acesso dos professores da Região ao concurso nacional desde 2016.
“Em dezembro conseguimos obrigar o Ministério da Educação a retroceder na sua intenção de remeter os professores oriundos da região da atual 2.ª prioridade do concurso para as últimas prioridades da República”, lembrou, dizendo que não irá aceitar que Ministério da Educação volte novamente a discriminar os professores do quadro da Madeira, impedindo-os de acederem ao concurso nacional, através de um Aviso de Abertura de feito à medida para o efeito.
“Não existe assim a tão apregoada reciprocidade do governo da república, na mobilidade dos professores entre os vários quadros a nível nacional, mas um real e efetivo bloqueio à mobilidade dos professores do quadro da Madeira”, concluiu.


28-06-2017 Partilhar Recomendar
07-12-2017
Refeições escolares: PSD exige que as crianças e os jovens tenham acesso a refeições equilibradas e de qualidade
    Germana Rocha lembrou que foi após o governo ter revisto os contratos que começaram a aparecer denúncias muito graves relativamente à falta de qualidade, quantidade e higiene das refeições escolares.
23-11-2017
PSD defende reforço dos apoios aos emigrantes que regressam da Venezuela
    Paulo Neves recordou que estes concidadãos regressam numa situação muito difícil.
23-11-2017
PSD defende a desburocratização imediata do subsídio de Mobilidade da Madeira
    Paulo Neves considera que os madeirenses não devem continuar a adiantar dinheiro ao Estado.
23-11-2017
Rubina Berardo defende a revisão do Projeto de subsídio de Mobilidade da Madeira
    A deputada defende a sua adaptação à realidade da Região.
22-11-2017
Taxa de juro do empréstimo da Madeira: PS necessita de um “memofante político”
    Rubina Berardo defendeu a redução desta taxa e criticou a falta de coerência dos socialistas.
22-11-2017
Orçamento discrimina a Madeira e esquece a necessidade urgente do novo hospital
    Paulo Neves considera “inadmissível e inaceitável” que o governo não cumpra a palavra dada aos madeirenses.
03-11-2017
“Bloco é cúmplice no pecado original deste Orçamento”
    Rubina Berardo acusou os bloquistas de caucionarem uma proposta que ataca trabalhares independentes e aumenta impostos indiretos.
03-11-2017
Governo não orçamenta verba para a construção do novo Hospital da Madeira
    Sara Madruga da Costa desafiou o governo a cumprir a promessa feita aos madeirenses.
02-11-2017
Amadeu Albergaria: Orçamento representa um corte de 2,9% para a área da educação
    O Vice-Presidente da bancada do PSD acusou o Ministro da Educação de tentar enganar as escolas.
25-10-2017
Deputados eleitos pela Madeira exigem ao governo apoios para os portugueses que regressam da Venezuela
    Paulo Neves e Rubina Berardo lamentam que o Orçamento para 2018 não contemple nenhuma verba para este efeito.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas