Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Passos Coelho acusa o PS de lidar mal com entidades independentes
O líder do PSD recordou a velha máxima socialista de que “quem se mete com o PS leva”.
Pedro Passos Coelho assinalou, esta quarta-feira, as contradições do governo em matéria défice. No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, o líder do PSD recordou que contrariamente ao que António Costa havia prometido, só a queda do investimento público permitiu ao governo atingir a meta de défice orçamental. “Uma das principais variáveis de ajustamento orçamental foi não o que tinha dito que seria no orçamento que apresentou, mas a queda do investimento público. E aqui, senhor Primeiro-Ministro, a contradição da sua parte é total, pois o senhor era o que vinha dizer publicamente que isto de dizer que a economia havia de crescer sacrificando o investimento público não podia estar certo, era uma coisa que não se podia conceber. Afinal foi isso que o senhor Primeiro-Ministro pôs em prática”.
No ponto de vista do social-democrata, o défice de 2% não de deve à estratégia orçamental proposta pelo governo, mas sim “às cativações e ao corte do investimento público brutal que é aquilo que o governo tenciona fazer nos próximos anos para atingir as suas metas”.
De seguida o líder do PSD questionou António Costa, repetidas vezes, sobre as razões da não nomeação de dois elementos para o Conselho de Finanças Públicas (CFP), acusando o PS de “lidar mal com as entidades independentes”. Sublinhando que com esta atitude o governo está a faltar a um compromisso que foi assumido por um governo do PS com o PSD, Passos Coelho referiu que a provável razão para esta atitude do governo assenta no facto de o CFP ser uma das instituições a “desmascarar a aritmética impossível da sua execução orçamental”. “Nós sabemos, desde Jorge Coelho, que quem se mete com o PS leva e quem se mete com o governo leva. Leva se estiver no Banco de Portugal, onde ainda há nomeações por fazer para a Administração, no CFP onde ainda há nomeações por fazer. O PS lida mal com as instituições independentes e agora sabemos também que lida mal com o Parlamento, a quem não entende dever explicações”.

26-04-2017 Partilhar Recomendar
13-07-2018
Cortes no investimento explicam a falta de resposta dos serviços públicos
    Emídio Guerreiro considera que situações como as que se registam na CP resultam dos cortes no investimento feitos pelo executivo.
12-07-2018
Transportes: PSD apresenta propostas para criar um regime inovador para as plataformas eletrónicas
    Emídio Guerreiro enfatiza que ficam igualmente eliminadas as lacunas identificadas no veto presidencial.
22-06-2018
Combustíveis: o governo mentiu aos portugueses
    Paulo Rios de Oliveira afirmou que o governo mentiu e “continua a mentir, pois não corrige esta grave e injusta situação”.
21-06-2018
PSD quer proteger os portugueses da falsidade do governo e do aumento do preço dos combustíveis
    António Leitão Amaro frisou que o PSD quer que seja devolvido o que foi cobrado a mais em ISP.
21-06-2018
Sara Madruga da Costa assinala “hipocrisia, cinismo e oportunismo” do BE
    Em causa “a súbita alteração de posição” dos bloquistas em relação ao ISP.
21-06-2018
Comunistas são cúmplices do aumento dos impostos sobre os combustíveis
    António Ventura recordou que o PCP inviabilizou as iniciativas que pretendiam travar os aumentos.
21-06-2018
PSD defende a redução do Imposto sobre os Produtos Petrolíferos
    Cristóvão Norte recordou que o governo não cumpriu a palavra dada e que a consequência são mais de 1000 milhões de euros a menos no bolso dos portugueses.
15-06-2018
“O ano de 2016 marca o início de um período de ilusionismo político protagonizado pela dupla Costa/Centeno”
    No debate da Conta Geral do Estado 2016, Cristóvão Crespo recordou que “Catarina e Jerónimo foram os partners convenientes e coniventes”.
15-06-2018
Lei de Enquadramento Orçamental: governo pouca ou nenhuma atenção deu a esta matéria
    Duarte Pacheco questionou ao executivo se pretende fugir a um maior controlo orçamental.
24-05-2018
Governo esvazia os bolsos dos portugueses para encher os cofres do Estado
    Emídio Guerreiro frisou que esta “austeridade encapotada” tem a conivência e o aval dos deputados do PCP, BE, PS e PEV.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas