Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“Para produzir riqueza devemos criar uma malha de empresas nativas”
António Salcedo, CEO da Multiwave Photonics nas Jornadas Parlamentares do PSD

José António Salcedo, CEO da Multiwave Photonics, veio às Jornadas Parlamentares do PSD falar sobre qualificação, empreendedorismo e criação de riqueza. Este empreendedor deixou em Espinho a receita para a produção de riqueza em Portugal: ter coragem de estabelecer como estratégia nacional uma sociedade de conhecimento, afastar o Estado da intervenção executiva na Economia e criar “uma malha de empresas nativas, nascidas em Portugal, a partir da população resiliente. É de resiliência que o País precisa”.

Caracterizando a Multiwave Photonics como uma “empresa jovem que compete com empresas dez vezes maiores que nós, com capital próprio e sem dívidas”, António Salcedo considera que o segredo para o sucesso está na Inovação e a Inovação é, segundo a sua definição, “o processo criativo de exploração económica de conhecimento, que permite criar mais valor. A maior riqueza cria-se quando o processo educativo funciona bem. A passagem de conhecimento a riqueza é muito simples, através da inovação”.

Durante este processo o Estado não deve interferir mais do que são as suas responsabilidades, ou seja, ser fiscalizador e agente catalisador de desenvolvimento, “no fundo deve ser descentralizador”, considerou António Salcedo.

No fundo também deve tornar-se o Estado mais eficaz e exigir deste uma visão estratégica, mantendo uma dimensão reduzida. Para o conseguir, os partidos devem assumir que os problemas mais sérios não são partidários, mas sim nacionais.

O CEO da Multiwave Photonics deixou, com a sua intervenção, aquelas que considera as linhas estratégicas essenciais que o País deve seguir:

Em primeiro lugar, dotar o País de uma malha de PME. Estimular o desenvolvimento dessa malha de empresas nativas a partir da população resiliente.

Em segundo, promover e apoiar o empreendedorismo com ênfase nas novas gerações e nas pessoas mais qualificadas. Criar oportunidades de trabalho onde as pessoas possam desenvolver as suas capacidades.

Em terceiro lugar, atrair empreendedores internacionais que venham para Portugal criar empresas. Aqui António Salcedo considera que “já chega trazer trabalhadores não qualificados para as obras públicas. É a maior estupidez! A índia e a china estão a enviar estudantes para as melhores universidades e eles voltam. Portugal deve ter uma política de repatriação de quadros altamente qualificados”.

Em quarto lugar, continuar com uma política de apoio às empresas, desde que esse apoio seja em massa cinzenta nativa. “Só criamos uma sociedade resiliente quando potenciamos o que está dentro da cabeça das pessoas”, defende António Salcedo.

Em quinto lugar, a revisão do sistema de ensino. Este deve ser exigente, baseado no mérito, e com uma forte componente de experimentação. Apostando na ciência e nas artes. A educação deve ser mérito e, por isso, António Salcedo defende que “o ensino superior deve ser um privilégio para os que demonstrem capacidade e mérito para lá estar e deve ter uma componente técnica operacional muito grande”.

23-11-2009 Partilhar Recomendar
01-03-2019
Rui Rio: só o PSD poderá acabar com uma “governação enganadora”
    O líder do PSD considera que só o PSD poderá substituir o PS na governação.
28-02-2019
Fernando Negrão acusa PS e Costa de “meterem na gaveta” a ética republicana
    O social-democrata considera que António Costa está a sobrepor os interesses partidários aos interesses do país.
26-02-2019
Jornadas Parlamentares do PSD – Conheça o Programa
   
20-06-2018
“Milagre económico é uma aldrabice política”
    Rui Rio afirmou que António Costa prometeu o que “sabia de antemão que não podia cumprir”.
20-06-2018
“O PSD não permite que se volte a esquecer as regiões e as populações do interior”
    Nas Jornadas Parlamentares do PSD, dedicadas ao interior, Fernando Negrão sublinhou que o interior pode e deve ser uma terra de oportunidades para todos”.
07-06-2018
Jornadas Parlamentares do PSD – Conheça o Programa
   
02-11-2017
Governo faz “um ataque sem precedentes à classe média portuguesa”
    Hugo Soares considerou o Orçamento “uma proposta incoerente, sem estratégia, nem reforma estrutural”.
02-11-2017
Hugo Soares: Orçamento não tem como prioridade os portugueses
    No encerramento das Jornadas Parlamentares do PSD, o líder da bancada social-democrata afirmou que o Orçamento não acautela o futuro.
02-11-2017
Orçamento: “PSD apresentará propostas a pensar no futuro do País”
    Pedro Passos Coelho anunciou que o PSD votará contra o Orçamento porque ele “não está orientado para o futuro, não gera emprego e não incentiva o investimento e a criação de empresas”.
26-10-2017
Jornadas Parlamentares do PSD – Conheça o Programa
   
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas