Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Orçamento da Justiça suscita conjunto de questões pela parte do PSD
Sociais-democratas questionaram o Ministro sobre o Orçamento e outras questões relativas à Justiça

Fernando Negrão afirmou, esta quarta-feira, que “o PSD está particularmente preocupado com a questão da justiça em Portugal”, particularmente no que diz respeito às relações da justiça com a política e comunicação social. Com esta chamada de atenção, o social-democrata pretende alertar para a necessidade e importância de discutir os problemas da justiça no campo das soluções.

Durante a discussão na especialidade do Orçamento do Estado para o Ministério da Justiça, Fernando Negrão aproveitou para questionar o Ministro sobre o Mapa Judiciário. Segundo o deputado, o “Mapa Judiciário foi anunciado como a solução para os problemas da justiça e, apesar da discordância levantada, o Governo aprovou-o”. Contudo, apesar do Governo considerar esta uma grande medida, ela foi adiada para 2014. O deputado quis saber as razões para o adiamento daquela que diziam ser a “grande solução para a justiça”. Ainda sobre o Mapa Judiciário, o social-democrata lembrou que estava previsto criar gabinetes de apoio, contudo, até agora, nenhum está em funcionamento.

Seguiu-se uma questão sobre as comarcas piloto. Fernando Negrão recordou que estava prevista uma avaliação ao funcionamento das 3 comarcas piloto até ao final de Fevereiro e questionou o Ministro a fim de saber se esse calendário será cumprido.

Fernando Negrão terminou a sua intervenção referindo-se àquilo a que considera ser exemplo de uma incorrecta utilização do Orçamento: a inexistência de um auditório no novo Campus da Justiça de Lisboa e o atraso da entrada em funcionamento do Tribunal de Trabalho de Viana do Castelo.

Na bancada do PSD seguiu-se a intervenção de Carlos Peixoto que questionou o Ministro sobre as constantes fugas ao segredo de justiça. O deputado lembrou que o Ministro pediu ao Procurador-Geral da República que indicasse algumas medidas para o combate à fuga ao segredo de justiça e que em resposta, o PGR afirmou não conseguir fazer nada para o combater. Carlos Peixoto perguntou ao Ministro se este se iria resignar-se perante a questão ou se vai procurar novas formas de combater este problema.

Relativamente à morosidade da justiça, o social-democrata lembrou que o Estado Português foi condenado, pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, a pagar uma indemnização pelos atrasos na decisão relativa a um processo. O deputado pediu ao Ministro da Justiça para indicar algumas medidas para combater a morosidade da justiça. A falta de meios humanos neste sector também mereceu a atenção de Carlos Peixoto. O deputado alertou para o facto de terem sido abertos concursos para contratação de mais profissionais para este sector mas não terem sido abertas vagas nos tribunais onde existem maiores carências.

Para terminar, o deputado referiu que as Grandes Opções do Plano não fazem qualquer referência a medidas para o combate à corrupção. Carlos Peixoto perguntou ao Ministro se esta ausência a este tema se deve ao facto do Governo não apostar nesta área ou se está em causa um lapso.

A terminar as intervenções da bancada do PSD esteve Miguel Macedo. O deputado declarou a diferença de opinião que existe entre os sociais-democratas e o PS no que refere à privatização dos notários e à sua eficácia. Para Miguel Macedo, os notários privados conseguiram responder muito bem aos problemas que foram surgindo. Por fim, Miguel Macedo questionou o Ministro a fim de saber se o Governo encara ou não a possibilidade de reunir numa única estrutura os serviços de perícia, à semelhança do que sucede na medicina legal e no laboratório de polícia científica.

24-02-2010 Partilhar Recomendar
Fernando Negrão questiona Ministro da Justiça sobre o Orçamento do Estado para 2010
Carlos Peixoto questiona Ministro da Justiça sobre o Orçamento do Estado para 2010
Miguel Macedo questiona Ministro da Justiça sobre o Orçamento do Estado para 2010
Fernando Negrão pede esclarecimentos adicionais ao Ministro da Justiça
30-01-2019
Os portugueses querem um governo que lute contra a corrupção
    Álvaro Batista colocou em evidência a inação da governação das esquerdas nesta matéria.
25-01-2019
Fernando Negrão acusa Governo de estar a “destruir o Serviço Nacional de Saúde”
    O líder da bancada do PSD lamentou a desumanidade e insensibilidade social manifestada pelo Primeiro-Ministro.
24-01-2019
PSD quer o Provedor de Justiça a coordenar e monitorizar a aplicação da Convenção sobre os Direitos da Criança em Portugal
    A proposta dos sociais-democratas foi apresentada por Andreia Neto.
18-01-2019
Reconhecimento das edições do Campeonato de Portugal realizadas entre 1922 e 1938 compete à Federação Portuguesa de Futebol
    No debate de uma Petição nesse sentido, Joel Sá recordou que a FPF procedeu à constituição de uma Comissão de Análise para avaliar esta situação.
16-01-2019
“Os advogados estagiários não podem ser os «novos escravos»”
    Sandra Pereira considera que “o país deve refletir sobre as condições de exercício da advocacia”.
16-01-2019
PSD não desiste da criminalização do enriquecimento ilícito
    Andreia Neto refere que o PSD não se cansará de continuar a procurar uma solução para criminalizar esse tipo de comportamentos.
11-01-2019
Sandra Pereira: “os crimes sexuais merecem o nosso mais profundo repúdio”
    No debate sobre alterações ao Código Penal a deputada alertou que manda a prudência que as alterações legislativas não se façam “a reboque da pressão mediática”.
10-01-2019
“As migrações são um dos fenómenos mais relevantes para as sociedades contemporâneas inclusivas e plurais”
    Feliciano Barreiras Duarte sublinhou que “Portugal tem conseguido criar e solidificar uma verdadeira política pública de imigração”.
10-01-2019
“A propriedade Intelectual assume hoje um papel de enorme relevância para o crescimento económico”
    A afirmação foi proferida por Andreia Neto, que defendeu ainda o alargamento das competências do Tribunal da Propriedade Intelectual.
09-01-2019
Emília Cerqueira sublinha a importância do reforço dos direitos dos menores suspeitos ou arguidos
    A deputada defende uma intervenção mais precoce no sentido de proteger estes jovens.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas