Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“O Governo não tem qualquer estratégia de combate à precariedade laboral”
Segundo Carla Barros o executivo está de costas voltadas para a criação de emprego.
No início do Debate Temático sobre "Precariedade laboral", Carla Barros enfatizou que o PSD apresenta-se a debate com provas dadas e afirmando convictamente que defende sempre mais emprego e melhor emprego. Lembrando que sempre que se falou em precariedade durante a discussão do Orçamento do Estado, o Governo nunca corou por nada ter a dizer, a parlamentar enfatizou que “o Governo não tem qualquer estratégia de combate à precariedade laboral”.
Dirigindo-se ao Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, a social-democrata questionou como pensa o Governo criar uma estratégia virada para a estabilidade e para a qualidade do emprego e das relações laborais, se este Governo se apresenta de costas voltadas para a criação de emprego e para as medidas ativas de emprego.
Exemplo desta atuação do executivo de esquerda, adianta a deputada, são os contratos emprego inserção. “Os senhores arrasam esta medida por completo e são incapazes de reconhecer a felicidade e a alegria daquela mulher que estava em situação de desemprego e de isolamento social há mais de um ano e que enquanto recebia o subsídio de desemprego resolveu aceitar integrar um contrato emprego inserção durante um ano na IPSS ao pé de sua casa. Os senhores são incapazes de reconhecer a felicidade e alegria desta mulher que, ao entrar neste programa, melhorou as suas competências pessoais, sociais e profissionais, tendo sido este mesmo programa que lhe permitiu ir a uma entrevista nessa mesma IPSS que abriu mais uma valência e precisou de a contratar. Esta mulher e milhares de mães desempregadas conseguiram emprego nos últimos 4 anos”.
A terminar, Carla Barros afirmou que o Governo apresenta-se neste debate com uma espécie de vaidade intelectual. “Uma vaidade vazia e pouco pragmática. E a minha esperança, a esperança dos trabalhadores, das empresas e das suas famílias é que este cenário mude e que os senhores se apresentem com a vontade de criar mais emprego e melhor emprego”.
23-03-2016 Partilhar Recomendar
10-09-2020
COVID-19: PSD propõe subcomissão de acompanhamento da situação dos Lares de Terceira Idade
   
10-07-2020
Direitos e garantais de maior dignidade no trabalho exercido nas embarcações de pesca devem ser reforçados
    A posição do PSD foi expressa por Sandra Pereira.
07-07-2020
Compete ao Governo valorizar a Carreira de Técnico Superior de Diagnóstico e Terapêutica
    Carla Borges declarou que “está nas mãos do Governo a resolução desta matéria”.
03-07-2020
Alterações ao teletrabalho devem ser feitas em diálogo com os parceiros socais
    O PSD entende que as alterações em matéria de teletrabalho devem ser feitas “com passos seguros em diálogo com os parceiros socais”.
03-07-2020
Legislação do teletrabalho deve conciliar direitos laborais e interesses empresariais
    Pedro Roque afirma que é neste equilíbrio entre as partes que a relação laboral se deve sempre edificar.
03-07-2020
“O que aconteceu não foi teletrabalho, foi trabalho em casa”
    As deputadas do PSD recordam que o teletrabalho, conforme a lei prevê, é muito mais do que o que se verificou durante esta crise pandémica.
23-06-2020
PSD apresenta soluções para regularizar lares ilegais em Portugal
    Os sociais-democratas recomendam que o governo “estude, identifique e defina os critérios que possibilitem a adoção de um período excecional para que os proprietários possam adequar as suas instalações às exigências regulamentares da segurança social”.
19-06-2020
Ninguém pode ficar para trás nesta crise
    Ofélia Ramos disse ao governo que "ninguém pode ficar abaixo do mínimo da dignidade humana".
19-06-2020
“Moribundo governo do PS” tem falhado às famílias e empresas
    Carla Barros frisa que deve existir um plano para proteger o emprego e os salários.
19-06-2020
500 mil portugueses continuam à espera do apoio previsto no lay-off
    Eduardo Teixeira acusa o governo de falhar nos apoios aos portugueses.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas