Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Sistema da Carta por pontos é mais intuitivo e transparente
Carina João saudou o Governo por avançar para este sistema.

No debate da alteração ao Código da Estrada que visa introduzir o sistema da Carta por pontos, Carina João começou por saudar e louvar o Governo pela concretização do que já vem expresso na Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária desde de 2009 cujo objetivo último é aquele que nos move: salvar vidas na estrada.

De seguida, a deputada recordou que a Carta por pontos já existe na maior parte dos países da europa, alguns desde 1974, mas desde 1994 que o regime de carta de condução em Portugal já é, na sua filosofia e aplicação prática, em tudo semelhante àquilo que agora se propõe: “a um determinado número de contraordenações graves/muito graves e respetivo cumulativo, assim correspondem sanções e cassações de carta. Agora está apenas traduzido em numérico: a cada condutor 12 pontos, às contraordenações graves/muito graves, assim são subtraídos pontos em função da natureza e cúmulo de infrações. É mais intuitivo e mais transparente”.

No que respeita à penalização acrescida à subtração de pontos em caso de crimes de natureza rodoviária e por efeito de álcool, a social-democrata afirmou que a bancada do PSD não hesitará em apoiar todas as medidas que forem tomadas no sentido de prevenir e penalizar esses comportamentos.

No que respeita aos efeitos “positivos” na tradução de comportamentos em pontos positivos, Carina João frisou que “o sistema de premiar condutores que durante 3 anos tenham cadastro limpo, com +3 pontos (até um máximo de 15 pontos) é de justiça para quem anda na estrada a cumprir as regras. É de justiça também que essa diferenciação se faça para condutores profissionais, baixando esse período para os 2 anos de cadastro limpo, fruto da frequência com que esses condutores exercem as suas funções e da probabilidade também de autuação por parte das forças de segurança”.

A terminar, a parlamentar pediu ao Governo a sensibilidade para as alterações que este Parlamento vai querer introduzir na especialidade. “Da parte do PSD e o CDS queremos ver incluído nestas alterações a revalidação de conhecimentos como forma de aumentar a capacidade de conhecimentos dos condutores e como forma de premiar, ainda que simbolicamente, esse fator diferenciador e positivo. A renovação da carta de condução em Portugal é meramente administrativa. Tantas vezes esquecemos os sinais, tantas são as alterações tecnológicas, tantas as mudanças de desenho urbano, que o contacto de novo com as regras e formas dos sinais de trânsito, são um contributo que pode ajudar a melhorar a forma da condução. Para o PSD a carta de condução tem que ser mais do que um papel que se tem na mão”.


24-06-2015 Partilhar Recomendar
05-02-2020
PSD defende o reforço das verbas para a Polícia Judiciária e Procuradoria-Geral da República
    Catarina Rocha Ferreira fala numa proposta válida “para um país mais seguro e justo”.
03-02-2020
PSD defende a equiparação dos bombeiros para efeitos de reforma
    Duarte Marques fala num “elementar princípio de justiça: tratar igual aquilo que é igual.”
03-02-2020
André Coelho Lima defende a estabilização do contingente das forças de segurança
    O deputado apresentou a iniciativa do PSD que associa as admissões às reformas.
10-01-2020
André Coelho Lima defende um tratamento de dignidade para as forças de segurança
    O deputado elencou um conjunto de problemas que afetam estes profissionais, fruto das cativações do governo.
09-01-2020
Carlos Peixoto assinala consequências das cativações nas forças de segurança
    O Vice-Presidente da bancada do PSD fala num “quadro negro”.
19-12-2019
“Pedrógão Grande sofreu uma das maiores catástrofes ocorridas em território nacional”
    João Marques deixou uma palavra de apreço e reconhecimento “às Instituições de Solidariedade, Fundações, Empresas, Associações e pessoas individuais e voluntárias que no terreno tudo fizeram para minimizar o sofrimento daquela população mártir”.
11-12-2019
“A atribuição da Nacionalidade Portuguesa é importante demais para que ande ao sabor dos ventos ou de brisas eleitoralistas”
    Catarina Rocha Ferreira declarou que a atribuição da nacionalidade portuguesa não pode ser feita “à la carte”.
05-12-2019
PSD pede mais investimento público nas áreas da soberania como a segurança
    O apelo foi feito após uma visita a visitado uma “esquadra sem condições” em Lisboa.
29-11-2019
Deputados da Madeira reúnem com delegação regional da ASPP/PSP
    O subsídio de insularidade e a dificuldade destes profissionais em aceder a cuidados de saúde foram os principais temas abordados no encontro.
22-11-2019
“No PSD temos honra e uma sensação positiva sobre o que os portugueses fizeram em relação à sua história”
    Adão Silva sublinhou que “as liberdades não têm uma amarração temporal objetiva” e que todos os dias celebramos a construção da nossa democracia e da nossa liberdade.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas