Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Natalidade: PSD defende implementação de uma estratégia nacional que mobilize os portugueses
Luís Montenegro apresentou as iniciativas dos sociais-democratas.

Luís Montenegro considera que o dia de hoje, o dia em que o Parlamento debate várias iniciativas para promover a natalidade, é muito importante na história do Parlamento e na história desta legislatura. “É certo que não foi hoje que acabaram as divergências políticas que separam os vários partidos, mas é um dia onde os representantes do povo discutem, aprofundam e projetam a persecução de um desígnio nacional: remover alguns obstáculos à natalidade, à decisão das famílias portuguesas de terem filhos e contraírem o futuro do país”.

Do ponto de vista do Presidente do Grupo Parlamentar do PSD, o que hoje está em causa neste debate é o formalizar de uma estratégia nacional que mobilize a sociedade, que comprometa o Parlamento, o Governo atual e os que seguirão, as instituições e toda a sociedade. “O objetivo é ambicioso, mas é determinante para o bem-estar dos portugueses, para a saúde financeira do Estado, para a preservação do Estado Social, para o crescimento da economia e para a sustentação do desemprego. Está em causa a demografia, o desenvolvimento económico e social e a organização do Estado. Quando o PSD desafiou o país e os partidos para o aprofundamento deste debate, muitos desdenharam da importância do tema e outros quiseram tirar elações precipitadas”.

De seguida, o parlamentar afirmou que o PSD, em parceria com o CDS-PP, traz a debate três Projetos de Resolução e seis Projetos de Lei. “O nosso propósito é o de contribuir para o desenho de uma estratégia nacional que promova uma articulação e coordenação das políticas públicas que favoreça a proteção das crianças e da família e que remova vários obstáculos à natalidade. Muitas dessas medidas têm exequibilidade imediata. São disso exemplo a criação do Portal da Família, o alargamento da vacina pneumocócica ao Programa Nacional de Vacinação, as alterações em matéria de proteção de crianças e jovens em risco, ou o desenvolvimento do chamado ticket ensino. Outras carecem de maior ponderação e esforço financeiro, mas nem por isso as consideramos inexequíveis. Por isso sinalizamos a necessidade de se incentivar os horários de funcionamento das redes de cresces e de amas. Por isso sinalizamos que na próxima legislatura se possam repor os 4º e 5º escalões do Abono de Família”.

De entre as medidas defendidas pelos sociais-democratas, o líder da “bancada laranja” destacou duas: a defesa da universalidade da educação pré-escolar para crianças que atinjam os 4 anos (com a avaliação de no futuro se consagrar essa mesma universalidade a partir dos 3 anos de idade); e a instituição da meia jornada (possibilidade de país e avós poderem beneficiar de um período normal de trabalho reduzido a metade, auferindo 60% do vencimento e não perdendo tempo e direitos de antiguidade).

A terminar, Luís Montenegro sublinhou que a inversão do nosso definhamento demográfico é um grande desafio. “Que grande desafio este de removermos os obstáculos à natalidade, mantendo um Estado eficiente, finanças públicas saudáveis e uma economia pujante e a crescer. Mas estamos a falar do nosso futuro, do futuro da nossa comunidade e do nosso país. Este dia não é um ponto de chegada, é um ponto de partida para o futuro”.

15-04-2015 Partilhar Recomendar
Luís Montenegro responde às perguntas dos deputados
27-06-2018
“O Governo parece esquecer a importância de criar condições para que os portugueses jovens não deixem o país”
    Nilza de Sena considera que é crucial inverter o quadro demográfico preocupante que faz de Portugal o 6º país mais velho do mundo.
27-06-2018
Combater o problema demográfico deve ser um “desígnio nacional”
    Germana Rocha lembra que esta questão não se resolve com medidas pontuais, mas sim com reformas estruturais e adequadas.
27-06-2018
“É urgente encontrar soluções para que se possa atenuar ou mesmo inverter a tendência decrescente da natalidade”
    Susana Lamas enfatiza que este é um debate que não pode ser mais adiado.
27-06-2018
“O incentivo à natalidade é a prioridade das prioridades”
    Clara Marques Mendes anunciou que os sociais-democratas vão propor “a criação de uma Comissão Parlamentar Eventual para a análise e discussão de ideias, projetos e propostas para o combate ao declínio demográfico”.
05-06-2018
PSD desafia governo para “largo consenso” em matéria de natalidade
    Fernando Negrão considerou este “o maior problema do país” e lamentou o “vazio completo” de ideias por parte do executivo.
05-05-2016
Ignorar os problemas demográficos seria um erro que custaria muito caro ao país
    Amadeu Albergaria afirmou que as matérias da demografia, natalidade e família dizem respeito ao nosso futuro coletivo.
05-05-2016
“PS continua completamente alheado das políticas de natalidade”
    Clara Marques Mendes lamenta que os socialistas não acordem para o problema grave da demografia.
05-05-2016
Teresa Morais: “o país tem que adotar um verdadeiro plano estratégico de promoção da natalidade”
    A deputada considera que o Governo deve dar prioridade a este tema.
05-05-2016
Supressão do quociente familiar foi uma das maiores injustiças impostas pelo Orçamento de 2016
    Nilza de Sena considera que a revogação desta medida foi um retrocesso.
22-04-2016
Parentalidade: Clara Marques Mendes considera que o tema deve merecer amplo consenso
    A deputada defende que o debate sobre estas políticas deve ir além do âmbito parlamentar.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas