Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“Num ano foi possível restaurar a credibilidade em Portugal”
O Presidente do Grupo Parlamentar do PSD assegurou que o Governo cumpriu a promessa de “não deixar ninguém para trás”.

Luís Montenegro declarou, esta quarta-feira, que em apenas um ano “foi possível restaurar a credibilidade em Portugal”. No debate sobre o Estado da Nação o líder parlamentar do PSD começou por se dirigir a António José Seguro que criticou o caminho que o país seguiu no último ano e quis fazer crer que todas as dificuldades e receios dos portugueses tiveram origem nas medidas de austeridade deste Governo. Dirigindo-se ao socialista, o social-democrata recordou que, por exemplo em relação ao desemprego, este não é um problema de hoje pois entre 2008 e 2010 perderam-se cerca de 300 mil empregos em Portugal, numa altura em que o Governo socialista prometia mais 150 mil postos de trabalho.

De seguida, o parlamentar lembrou que os cortes que estão a ser efetuados nos principais serviços públicos com a sua restruturação. “Por exemplo, na área da saúde estamos a poupar, com medidas que podiam e deviam ter sido tomadas anteriormente, cerca de 350 milhões de euros por ano, na energia cerca de 180 milhões de euros por ano. O que teria acontecido se essas medidas tivessem sido tomadas há 4 ou 5 anos? Seria necessário tomar medidas tão castigadoras hoje”, questionou Luís Montenegro.

“Chega a ser confrangedor ver o líder do PS falar dos reflexos da austeridade, a austeridade inteligente do PS. Já se esqueceram do aumento do IVA de 20% para 23%, o aumento do IRS no terceiro e quarto escalões, a baixa do subsídio de desemprego, a introdução das portagens nas SCUT, a baixa de salários na administração pública, o congelamento das progressões e promoções na administração pública, o congelamento das pensões mínimas, a retirada do abono de família. Qual foi o reflexo desta política de austeridade? Foi chegarmos a 2011 e o PS foi de mão estendida pedir ajuda para podermos cumprir as nossas obrigações”.

No que diz respeito à ação do Governo, o líder da bancada “laranja” lembrou que já foram lançadas várias reformas estruturais: na administração pública, na saúde, na educação, nos transportes, na administração local. Reformas essas, acrescenta, que também deviam comprometer o PS mas os socialistas decidiram ignorar o caminho que o país está a percorrer.

A concluir a sua intervenção, Luís Montenegro reconheceu que o PSD tem a consciência que o caminho é difícil, “mas também é verdade que prometemos e cumprimos: não deixamos ninguém para trás. Implementamos um programa de emergência social que não deixou ninguém para trás”.

11-07-2012 Partilhar Recomendar
28-07-2020
Governo só respondeu a metade das perguntas dos deputados
    O Governo apenas respondeu a 265 das 461 perguntas que o PSD entregou no Parlamento.
24-07-2020
Rui Rio: políticas do Governo vão determinar “o sucesso da recuperação do País”
   
24-07-2020
Estado da Nação: PSD defende mais transparência e apoios para as regiões autónomas
    Luís Leite Ramos, Paulo Moniz e Sara Madruga da Costa questionaram o Primeiro-Ministro.
24-07-2020
Verba das multas dos passageiros sem testes à Covid deve ser canalizada para o SNS
    Ricardo Baptista Leite afirma que o dinheiro deve ser canalizado para a criação das 400 camas de cuidados intensivos que o Governo prometeu para o inverno e que continuam sem aparecer.
24-07-2020
Debate do Estado da Nação: Rui Rio teme “asneiras do passado” e “rendas garantidas” no hidrogénio
    O Presidente do PSD questionou o Primeiro-Ministro sobre a política energética, nomeadamente o projeto da produção de hidrogénio em Portugal.
22-11-2019
Rui Rio e Pinto Balsemão eleitos para o Conselho de Estado
   
21-11-2019
Transição Digital: governo deve estabelecer metas e prazos
    Filipa Roseta apelou à “coragem política” do executivo para “firmar, cumprir e estabelecer metas e prazos”.
14-11-2019
Grupo Parlamentar do PSD elegeu Coordenadores e Vice-coordenadores
   
10-07-2019
António Costa governa em permanente modo de “reality-show”
    Fernando Negrão acusou o Primeiro-Ministro de falar de um “país virtual”, “para a fotografia”, “pintado de cor-de-rosa”, em que o Governo “fez tudo bem”, mas que é desmentido diariamente pela realidade.
10-07-2019
“O Primeiro-Ministro falhou na proteção da saúde dos portugueses”
    Ricardo Baptista Leite enumerou um conjunto de promessas que António Costa fez e não cumpriu.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas