Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
OPA/Cimpor: sociais-democratas referem que ficou provado que o Estado não interferiu no processo
Nuno Encarnação e Pedro Saraiva enalteceram a transparência de todo este processo.

Nuno Encarnação e Pedro Saraiva questionaram, esta quinta-feira, a Secretária de Estado do Tesouro e das Finanças, Maria Luís Albuquerque, sobre a OPA anunciada pela InterCement sobre a Cimpor. Na Comissão de Economia e Obras Públicas, Nuno Encarnação começou por recordar vários dados e afirmações que já foram recolhidos por esta Comissão.

Segundo o parlamentar, o Presidente de Conselho de Administração da CGD afirmou que houve uma comunicação ao acionista Estado sobre a disponibilidade da Caixa para vender a participação que detém na Cimpor mas que não houve intervenção do Governo e que no início de abril o Banco defendeu que a venda da participação na Cimpor, por 5,5€ por ação, era aceitável, embora o preço fosse suscitável de melhoria.

De acordo com o deputado, a Cimpor já é detida em mais de 50% pela empresa InterCement, a empresa foi alvo de três OPA’s nos últimos anos, o negócio não está concretizado e todos percebemos que este não é nenhum negócio ruinoso para a Caixa.

Declarando que a bancada do PSD se encontra perfeitamente esclarecida sobre este assunto, Nuno Encarnação limitou-se a pedir à Secretária de Estado que reafirma-se que não houve nenhuma interferência do Estado neste processo.

Já Pedro Saraiva enalteceu a clareza da posição exposta pela governante e declarou que os sociais-democratas saem reforçadamente tranquilos em relação a esta potencial operação. O deputado recordou, ainda, que esta é uma operação em linha com o memorando de entendimento, no sentido de levar a CGD a concentrar-se na sua atividade principal, que as condições de oferta e procura serão as que o mercado determinar, e até à data não há melhor, e que faz parte da operação que a Cimpor se mantenha colocada em bolsa em Portugal, que mantenha os seus quadros e a operação que tem vindo a desenvolver.

26-04-2012 Partilhar Recomendar
Nuno Encarnação questiona Ses. Estado do Tesouro e das Finanças
Pedro Saraiva questiona Ses. Estado do Tesouro e das Finanças
04-01-2018
“Queremos um Novo Ano em que o Estado não falhe aos cidadãos”
    Maria Luís Albuquerque frisou que o “PSD não assumirá o ónus das escolhas que não são as suas. Seremos sempre responsáveis, nunca seremos cúmplices”.
03-11-2017
“No Orçamento para 2018 não há uma visão de futuro para o país”
    Para Maria Luís Albuquerque é de lamentar que “quem tem a responsabilidade de governar desperdice deliberadamente a oportunidade de assegurar um futuro mais sustentável”.
20-10-2017
Cativações colocaram em causa a qualidade dos serviços públicos
    Duarte Pacheco afirmou que até o PCP reconhece essa realidade.
20-09-2017
PSD apresenta propostas para reforçar a supervisão financeira e completar a União Bancária
    Maria Luís Albuquerque sublinhou a necessidade de alterações que conduzam à proteção dos contribuintes e a uma sustentada confiança no mercado e nas instituições.
19-07-2017
António Leitão Amaro acusa PS, PCP e BE de fazerem um perdão à banca de 630 milhões de euros
    O Vice-Presidente da bancada do PSD alertou que quem paga são os contribuintes.
07-07-2017
“Este é o governo da instabilidade fiscal sobre as famílias e sobre a economia”
    Jorge Paulo Oliveira acusou o governo de estar constantemente a alterar impostos e benefícios fiscais.
07-07-2017
Luís Montenegro desafiou o Ministro das Finanças a dizer onde cortou mil milhões de euros e quais as consequências
    O líder parlamentar do PSD enfatizou que a austeridade manhosa colocou os serviços públicos à míngua.
07-07-2017
Cativações do governo levaram o Estado a falhar nas suas funções essenciais
    António Leitão Amaro afirmou que, contrariamente ao que era dito pela propaganda da esquerda, em 2016 o governo cativou mil milhões de euros.
06-07-2017
“O ano de 2015 foi marcado pela continuação da recuperação da atividade económica”
    No debate da Conta Geral do Estado de 2015, Cristóvão Crespo lamentou que esta trajetória não se tenha mantido em 2016.
23-06-2017
Solução para lesados do BES: governo coloca portugueses contra portugueses
    Carlos Silva acusou a geringonça de estar a “ilibar vigaristas que venderam banha da cobra aos clientes bancários”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas