Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Hugo Carvalho: “estamos ao lado da ação climática”
O deputado saudou todos os jovens que se comprometem com a ação climática.

Partilhar  
Ricardo Baptista Leite assinala “desnorte” da política cultural do Governo
O deputado adianta que há falta de projetos, objetivos e dinheiro, mas sobra uma série de promessas por cumprir.
Ricardo Baptista Leite considera que o debate temático sobre o apoio às artes “é o resultado do desnorte que tem sido a política cultural do Governo. Não há projetos, não há objetivos, não há dinheiro e, ao fim deste tempo todo, a única coisa que sobra são uma série de promessas por cumprir”.
No encerramento do debate, agendado pelo PCP, o Vice-Presidente da bancada do PSD afirmou que este agendamento resulta do “peso que o PCP tem na consciência”. Contudo, referiu, “isso de pouco serve aos agentes culturais do nosso país que não têm os meios mínimos de sobrevivência, nem têm no governo um interlocutor que os queira escutar. Realmente, quando se fala de Cultura e das Artes, a esquerda enche a boca e bate com a mão ao peito quando está na oposição, mas trata com os... (ver mais)
Partilhar  
“A política cultural deste governo falhou por completo”
Carlos Silva acusou o Primeiro-Ministro de ser o principal responsável pelo subfinanciamento que se vive no setor da cultura.
“A política cultural deste Governo falhou, falhou por completo e de forma transversal. Falhou com os agentes culturais, falhou com as regiões, falhou com os públicos, falhou com os Portugueses. E falhou também, com o próprio Governo, que se encontra perdido e sem uma visão para a política cultural do país, enredado em burocracia, formulários, objetivos, que não deixam qualquer espaço para a criatividade dos agentes culturais”. Foi com esta palavras que Carlos Silva iniciou a sua intervenção, esta sexta-feira, no debate temático sobre o “apoio às artes”.
Dirigindo-se à bancada socialista, o deputado questionou de seguida “onde andam as promessas do PS de 1 % do PIB para a cultura, que depois se transformou em 1% do Orçamento de Estado, e mais tarde em 1% das... (ver mais)
Partilhar  
Governo cortou as verbas de apoio à Bienal de Vila Nova de Cerveira
Alexandre Poço considera que esta “decisão prejudica a coesão territorial e aprofunda as fraturas culturais”.
Alexandre Poço assinalou, esta sexta-feira, a capacidade do Governo em criar polémicas. No debate temático sobre o “apoio às artes”, o social-democrata afirmou que a polémica em torno do novo modelo de financiamento às Artes é grave. “Na área das Artes Visuais, para 2020-2021, 3 entidades culturais, todas da Área Metropolitana de Lisboa, vão receber um total de 550 mil euros de apoio sustentado à criação. Existem outras 5 candidaturas que foram consideradas pelo júri, aprovadas para apoio, mas para as quais não há financiamento disponível. A bienal de Cerveira é uma delas. Ou seja, enquanto o governo anuncia um maior investimento na cultura e a necessidade de ser promovida a descentralização das artes, a Direção-Geral das Artes, ao contrário do que tem vindo a... (ver mais)
Partilhar  
“Modelo de apoio às artes é um fracasso”
Carla Borges acusou o executivo de introduzir à pressa e levianamente novos critérios de avaliação.
Carla Borges considera que o debate temático sobre o “apoio às artes” é uma discussão “que se impõe”, por isso não pode transformar-se numa manobra de diversão dos partidos com assento à esquerda, subjugados à propaganda política daquele que foi, e que agora quer fazer querer aos portugueses de que já não é, o Governo da geringonça.
Segundo a deputada, foi esse Governo que aprovou o modelo de apoio de às artes que agora se discute, introduzindo à pressa e levianamente novos critérios de avaliação, sem qualquer ponderação. “Critérios ineficazes e que fizeram cair por terra a propaganda do governo aos grandes apoios financeiros à cultura. Basta de abanar bandeiras de um maior pacote financeiro, quando existem associações a serem penalizadas. Este modelo é uma... (ver mais)
Partilhar  
Cultura: Fernanda Velez assinala “clara subserviência” do PCP ao PS
A deputada recordou que os comunistas contestam as verbas para a cultura, mas aprovaram todos os Orçamentos do Estado.
No debate temático sobre o “apoio às artes”, Fernanda Velez iniciou a sua intervenção recordando que o anterior governo prometeu a normalização e estabilidade da DG Artes. Contudo, acrescentou a deputada, o que temos hoje são centenas de artistas que contestam os resultados dos Concursos Sustentados Bienais 2020/2021 e que pedem a demissão da senhora Ministra. “Infelizmente, não é a primeira vez que isto acontece, o que mostra bem a incapacidade do Governo em cumprir o que prometem”, afirmou a parlamentar.
De seguida, a social-democrata recordou que o PCP vem denunciando que o orçamento para a Cultura é manifestamente insuficiente e que põe em causa o cumprimento do direito à criação, constitucionalmente consagrado. “Mas os senhores aprovaram os 4 Orçamentos do... (ver mais)
Partilhar  
Saúde: “os açorianos estão a ser considerados portugueses de segunda”
António Ventura quer o governo a ajudar os Açores, uma vez que o Governo Regional não consegue resolver os problemas.

Partilhar  
“Em 2018 o SNS teve o pior resultado de sempre”
Cristóvão Norte afirma ser "uma dor de alma" constatar a degradação do Serviço Nacional de Saúde.
Cristóvão Norte considera “uma dor de alma constatar a degradação do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e confrontarmo-nos com a incapacidade e incompetência de um Governo omisso que olha e vê hospitais sem dinheiro para pagar aos seus fornecedores, adquirir medicamentos, reparar avarias de meios de diagnóstico e só ter dinheiro para pagar salários”.
Na interpelação ao Governo sobre a “Situação da saúde em Portugal”, agendada pelo PSD, o social-democrata frisou que “em 2018 o SNS teve o pior resultado de sempre, com prejuízos na ordem 850 milhões de euros”.
De seguida, o parlamentar confrontou a Ministra da Saúde com o desespero das pessoas que estão meses à espera de uma cirurgia e que, mesmo tendo um vale cirúrgico, batem com a “cara na porta”.
“Saúde adiada... (ver mais)
Partilhar  
“Novo Hospital da Madeira: será que é neste Orçamento?”
Sara Madruga da Costa afirmou esperar que no próximo Orçamento os 50% prometidos pelo Governo estejam devidamente clarificados para que a Madeira possa avançar com o novo Hospital.
“Novo Hospital da Madeira: será que é neste Orçamento? É esta a pergunta que os madeirenses e os porto-santenses pretendem ver respondida no seguimento da reunião entre os dois Governos, o da República e o da Madeira”. Foi com esta questão que Sara Madruga da Costa iniciou a sua intervenção, esta quinta-feira, na interpelação ao Governo sobre a “Situação da saúde em Portugal”, agendada pelo PSD.
Dirigindo-se à Ministra da Saúde, a deputada referiu que “nos últimos quatro anos o seu Governo não se mostrou disponível para clarificar o financiamento de cinquenta por cento do novo Hospital da Madeira e para responder às diversas questões que colocamos.
Afirmando esperar que “desta vez seja diferente”, a social-democrata afirmou esperar que “desta vez o... (ver mais)
Partilhar  
“A construção de um Hospital Central no Algarve tem vindo a ser sucessivamente adiada”
Rui Cristina acusa os governos socialistas de “faltarem à verdade e ao respeito à população do Algarve”.
Na interpelação ao Governo sobre a “Situação da saúde em Portugal”, agendada pelo PSD, Rui Cristina confrontou a Ministra da Saúde com a questão da construção de um novo Hospital no Algarve. Segundo o deputado, “na saúde quando há diagnóstico e as terapias falham por falta de meios e recursos, temos por evidente que o governo não está a cumprir cabalmente o seu papel. Esse é o caso da problemática da saúde no Algarve”.
De acordo com o social-democrata, não obstante “as falaciosas promessas do governo socialista”, a verdade é que a construção de um Hospital Central no Algarve tem vindo a ser sucessivamente adiada. “E na política exige-se seriedade e compromisso para com as pessoas e os governos socialistas têm faltado à verdade e ao respeito à população do Algarve”,... (ver mais)
Partilhar  
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas